The words you are searching are inside this book. To get more targeted content, please make full-text search by clicking here.
Discover the best professional documents and content resources in AnyFlip Document Base.
Search
Published by hmilheiro, 2017-12-13 10:29:34

Urbana 46

Urbana_46

www.urbana.com.pt

Cidade Interiores Pessoas Lugares ImobiliárioN.º 46 - Janeiro 2018 | Portugal Continental 3.95

NOVA SECÇÃO INSPIRAÇÕES
Cerâmicas, a arte do fogo
IMOBILIÁRIO
Pelo e pele,
para uma casa hot

ESPECIAL SOLUÇÕES DE AQUECIMENTO de38s0im2gn

&luxo

NUM APARTAMENTO RENOVADO



FICHA TÉCNICA Editorial

FOTOGRAFIA DE CAPA Quanto mais
Francis Amiand quente melhor!
DIRETORA
Amparo Santa-Clara Eis-nos chegados à estação do ano em que o espaço interior da casa
[email protected] é vivido em pleno, a começar com as festas que se avizinham. É o
Telefone: +351 910 512 800 frio e a chuva, nem sempre mais desejados, mais necessários, que nos
FOTOGRAFIA remetem para dentro de casa e nos impõem algumas medidas, tais
Ana Paula Carvalho como o aquecimento. O conforto e a sensação de ‘que-bem-que-se-está-aqui’
Francis Amiand são mandatórios e recuperamos as mantas guardadas, acendemos lareiras e
Luis Ferraz salamandras, revemos a necessidade de isolar a casa termicamente da melhor
Paulo Lima forma possível, sem que isso pese na fatura ao final do mês.
Ricardo Junqueira Nesta edição, avançamos várias sugestões de sistemas de aquecimento, dos mais
PRODUÇÃO sofisticados aos mais simples, todos eficazes e com as questões da poupança, e do
Amparo Santa-Clara design, tidos em linha de conta. Referimo-nos ao nosso dossiê das últimas páginas.
REVISÃO EDITORIAL Porque vamos entrar num novo ano, inauguramos uma secção de tendências
Carla Ferreira com um olhar rápido, mas atento, sobre algumas das nossas escolhas mais
DESIGN EDITORIAL trendy, da moda à tecnologia.
Ana Silva Dentro das nossas escolhas, propomos ainda uma seleção de cerâmicas de autores
COLABORADORES EDITORIAIS nacionais e internacionais e peças de pelo e em pele, sempre que possível animal-
Isabel Figueiredo -free, ainda no registo do ‘quanto mais quente melhor’.
Mafalda Galamas As casas desta edição fazem a ponte entre dois destinos de sonho, Lisboa e o Mó-
PUBLICIDADE E ASSINATURAS naco. Contemporâneas, mas cada uma dentro do seu estilo, e refletindo os gostos
Paula Vasconcelos (Diretora) dos seus proprietários, amantes do bem-estar, glamour e conforto.
[email protected] Boas leituras, e boas entradas.
Telefone: +351 910 512 802
SECÇÃO IMOBILIÁRIO
Margarida Pereira
[email protected]
Telefone: +351 918 829 082
Rua Manuel Inácio nº8B
2770-223 Paço de Arcos
PROPRIEDADE E EDITOR DO TÍTULO
“Urbana”
MoonMedia - Comunicação, Lda.

MOONMEDIA
Rua Manuel Inácio nº8B
2770-223 Paço de Arcos
Telefone: 910 512 800 / 802
NIPC: 508980186
ADMINISTRAÇÃO
Amparo Santa-Clara
IMPRESSÃO
Jorge Fernandes, Lda
Rua Quinta do Conde de Mascarenhas, 9
Vale Fetal
2820-652 Charneca da Caparica
DISTRIBUIÇÃO
VASP - Distribuidora de Publicações, S.A.
TIRAGEM
16.000 exemplares
DEPÓSITO LEGAL
86460/09
Nº DE REGISTO NO ICS
126793
MEMBRO DE

www.urbana.com.pt fInstagram: revista_urbana Facebook: Revista Urbana

ESTATUTO EDITORIAL
1. A Urbana é uma revista mensal, de informação geral que aborda temas de decoração, arquitetura de interiores e reabilitação, conselhos e sugestões na área de decoração e
reabilitação e outros de interesse geral, através de um tratamento privilegiado da imagem, do texto da entrevista e da reportagem. 2. A Urbana, para além da responsabilidade de
informar, pretende ser uma referência de bom gosto e inspiração para os seus leitores. 3. A Urbana rege-se pelo escrupuloso cumprimento das normas éticas e deontológicas que
regulamentam o jornalismo. 4. A Urbana é independente de qualquer tipo de poder, económico ou politico, ou de qualquer grupo de pressão.

3

Sumário 24

10 62

sumário 6
16
6 - 8 Inspirações Pele e Pelo, mediterrânico, um apartamento com
verdadeiro ou falso, aquecem qualquer vista exalta o luxo sem pretenciosismos. 20
ambiente. Um trabalho assinado pela dupla
10 - 13 Inspirações A Arte do Fogo. Humbert & Poyet.
14 À Lupa Os produtos da NMC 50 - 60 Casas A poucos metros
arrecadaram os prémios “Red Dot” 2017, da Avenida da Liberdade, a decoradora
na categoria “Desenho de produto”. Rita Roquette mostra mais um projeto
Só boas notícias a revestir paredes. de sua autoria. O prédio, do século XX,
16 - 17 Criadores A dinamarquesa reflete os dias de hoje.
Cecilie Manz é eleita designer do ano pelo 62 - 74 Casas No coração da Lapa,
salão de interiores Maison & Objet (Paris). um projeto com o apoio de Pedro
18 Entrevista A Rita Roquette, da Espírito Santo, do atelier Conceitos
moda para os interiores. de Arte, reflete uma vida de viagens,
20 - 22 Showroom Miguel Raposo, origens e experiências de vida dos seus
na Rua de São Bento, prova como proprietários.
exclusividade e atenção ao cliente são 76 - 88 Casas O loft de Frederico
o segredo do seu sucesso. Oliveira Santos, proprietário da
24 - 26 Restaurante O Hífen, na baía República das Flores (Lisboa).
de Cascais, junta convivas, bom gosto e 89 - 97 Dossier Soluções
sabores temperados com criatividade. de aquecimento, das lareiras e
28 - 31 Trending O que há de novo, salamandras, ou janelas que nos
e mais desejado, em Portugal e no resto protegem do frio às novas peças
do mundo. decorativas para paredes. E não só!
34 - 48 Casas No Mónaco, paraíso
98 - 106 Imobiliário
4



Inspirações

11

PELO Em casa, como no armário,
uma peça de pelo ou pele
é premissa de luxo e aconchego.
É ainda uma das tendências
pelosimnão…quentes da estação. Melhor
ainda? Ser animal friendly!

2 34
6

5

6

1 Sofá Pack, da Edra, um alerta para a causa ambiental pela mão 7

do veterano Francesco Binfaré, na QuartoSala, www.quartosala.com.

2 Saco cor gelo e avelã, Evelyne Prelongue, 210€ (inclui entrega na
Europa), evelyne-prelonge.com 3 Tapete branco TEJN, Ikea, 14,99€,
nas lojas Ikea 4 Poltrona, por Lapo Ciatti para a Opinion Ciatti, da

coleção Guelfo, agora completa com esta edição limitada revestida a

pele falsa em cinza fumo, sob consulta, [email protected] 5 Canapé

Robin, por Kaki Kroener para a Pouenat, latão polido à mão, verniz
escovado, assentos e costas estofados em pele falsa, cor antracite
ou creme, ou em couro ou camurça, sob consulta, agente em Portugal

we Supply, www.pouenat.com 6 Banqueta Asti, Laskasas, sob consulta,
nas lojas LasKasas laskasas.com 7 Very Hairy Sofa, cor vermelho

Borgonha, por Michel & Daniel Bismut, edição limitada 8 peças sob

consulta, www.theinvisiblecollection.com 8 Tapete rosa,

The Swedish Wooden Horse Company, a partir de 100€, em

www.theswedishwoodenhorse.com 9 Poltrona da série Bolotas, cor

café, pelos irmãos Campana, em pele de carneiro, campanas.com.br

8

9
7

Inspirações 2

1 6

3 4

1 Poltrona Cutie, da Munna, 1.940€, www.munnadesign.com
2 T-Sirt Dalmatian Canopus, 190€, 48% algodão, 37% viscose,
15% modal, https://teeorema.net 3 Carteira patchwork,
Transformer Pouch, 190€ (aprox.) www.theory.com 4 Poltrona

Black Sheep, Tiago Curioni, ergonomia levada a sério em pele
sintetica, 920€ (aprox.), sob encomenda, www.tiagocurioni.

com.br 5 Cadeira Mama Nepal, branco Mongolia, por Paola
Navone para a Baxter, baxter.it 6 Almofadas coleção Sibérie,

Evelyne Prelongue, entre 75€ e 120€ , evelyne-prelonge.com

5

8



Arte do fogo

Peças de autor, sob encomenda ou em série
provam que hoje o amor à terra e o regresso
às origens nunca foi tão atual. Para seguir de perto.

1

10

Inspirações

2 3
4
1 Taça Celestial, tamanho grande, 965€, L’Objet, Tulum,
na Armazém de Arquitetura 2 Peças do russo Pavel Zhuravlev

feitas a partir de argila selvagem que o autor recolhe na

floresta, perto do rio Nerl, www.sherna.info 3 Discos cerâmicos

tingidos amarrados por cordão de pele de veado natural,
à venda em três tamanhos e oito cores. Sob encomenda
(15 dias de produção). Por Lisa Jones, Pigeon Toe, aprox. 40€,
em pigeontoeceramics.com ou www.anthropologie.com

4 Candelabro amarelo Ceramica Gatti 1928, 370€,

www.ceramicagatti.it; prato Costa Nova, coleção Cristal,
n’A Vida Portuguesa; cerâmicas de Anna Westerlund, preços

a partir de 32€, annawesterlund.com 5 Vaso Cenote, a partir

de 325€, L’Objet, Tulum, Armazém de Arquitetura

5

11

1 2

1 Jarra ‘ao colo’, em grés, 82€, Anna Westerlund, em
annawesterlund.com 2 Coleção Truffe Blanc e anéis

de guardanapo Earth&Baker, da dupla Mike e Mandy, peças únicas

feitas à mão, ceramichomewares.com.au 3 ‘Nuvem Suspensa’,

25x20x10cm, grés vidrado, peça de Vítor Reis, à venda no atelier
nas Caldas da Rainha, e na Verso e Branco, em Lisboa.

www.ceramicavitorreis.com 4 Cerâmicas feitas à mão da holandesa

Itsa Jook, preços a partir dos 25€, www.itsajook.com

4

3

12

Inspirações

5 6

7 5 Porcelana e terracota, 40cm alt., totalmente feito à mão,

peça de Fennella Elms, aprox. 5000€, www.fenellaelms.com

6 Colheres Ruffled, Earth&Baker, dos australianos Mike e Mandy,
peças únicas feitas à mão, ceramichomewares.com.au 7 Conjunto

de taças da Casa Cubista, projeto que nasceu em Olhão pelas mãos
de David e Arren, 15€ cada, na Space Invaders, www.casacubista.

com 8 Colher para o sal, Earth&Baker, dos australianos Mike e Mandy,

peças únicas feitas à mão, ceramichomewares.com.au

8
13

À lupa

ALTA
PERFORMANCE
Boa notícia a triplicar para os produtos da
NMC, que arrecadaram os prémios “Red Dot” ARSTYL® WALL TILES
2017, na categoria “Desenho de produto”. 3D Wall Element Range
Fabricante NMC sa, Eynatten, Bélgica
Design Massive Design
(Mac Stopa), Varsóvia, Polónia

walltiles.arstyl.com

As gamas ARSTYL® WALL TILES e ARSTYL® LS1 saem vi- ARSTYL® WALL TILES
toriosas do ‘Red Dot’ graças à qualidade do seu desenho. Os elementos decorativos ARSTYL® WALL TILES, criados
Os membros do juri do ‘Red Dot Award: Product Design pelo designer Mac Stopa consistem numa coleção de mo-
2017’ deram o veredito, decorridos vários dias de avaliação de saicos murais tridimensionais fabricados em poliuretano de
entre milhares de produtos do mundo inteiro, atribuindo o troféu alta densidade. Esta coleção compõe-se de três produtos,
à gama ARSTYL® WALL TILES e ao perfil angular ARSTYL® LS1 “Coral”, “Wing” e “Ray”, cujo desenho colhe inspiração na
da NMC. Este prémio outorga a excelência na qualidade do de- natureza. Os elementos decorativos permitem decorar tan-
senho, símbolo do reconhecimento internacional do desenho de to pequenas superfícies murais como paredes completas.
vanguarda. Estes elementos decorativos são particularmente indicados
Competiram em 2017 no ‘Red Dot Award’, na categoria “Desenho para criar efeitos especiais no espaço interior. As suas linhas
de produto”, mais de 5.500 produtos provenientes de um total bem definidas modificam em permanência a aparência do
de 54 países. No total, foram avaliados, um a um, durante vários conjunto, permitindo, com isso, influenciar em qualquer de-
dias, por um juri e independente. Não é por acaso que o ‘Red senho de distintas formas.
Dot Award: Product Design’ é conhecido por assentar num dos O que realça a decoração tridimensional de forma espe-
métodos de avaliação de maior renome em matéria de desenho cial, é o seu toque cromático. Com padrões de cor alta-
e inovação. mente imaginativos, podem ser criados efeitos especiais
Três vezes premiado com o ‘Red Dot’ pela elevada qualidade do e personalizar ao máximo os espaços. Os elementos mu-
seu desenho, o fabricante NMC competiu com os maiores fabri- rais modulares oferecem um amplo leque de composições
cantes do setor num dos concursos de design mais famosos do geométricas e efeitos visuais permitindo, desta forma,
mundo, levando para casa os três ‘Red Dot’. múltiplas formas de expressão estética tendo como re-
Graças aos seus elementos decorativos ARSTYL® WALL TILES, a sultado uma decoração interior única e inovadora. Os pai-
NMC foi premiada tanto na categoria 26, “Elementos de desenho néis decorativos feitos em poliuretano foram criados por
interior”, como na categoria 28, “Materiais e Superfícies”. Nesta Mac Stopa, fundador, arquiteto-chefe e designer do estúdio
última, a empresa fabricante triunfou ainda com o seu produto Massive Design – uma das empresas de arquitetura líderes –
ARSTYL® L. em exclusivo para a NMC

14



Criadores
DesignerCECILIEMANZ
A designer dinamarquesa é a grande ano
estrela da ‘Maison & Objet 2018’,
cuja edição de inverno acontece

doem Janeiro, em Paris
É, desde a data da sua criação (1995), o evento por ex- casa, metendo as mãos no barro, moldando-o com a curiosi-
celência para profissionais dos interiores, lifestyle e in- dade própria de uma criança. Este contacto com os materiais,
dústrias do design e, como tal, um dos mais aguardados a modelagem, a conceção, acompanhou o seu crescimento e
momentos do ano. O salão Maison & Objet 2018 (Paris, 19-23 despertou a capacidade criativa. Não é por isso de estranhar
Janeiro) promete muitas novidades, entre elas a subida ao palco que os seus estudos se fizessem na área das artes.
da designer dinamarquesa Cecilie Manz, que irá receber o título Depois de formar-se pela The Royal Danish Academy of Fine
de Designer do Ano. Arts - The School of Design (1997), e de uma especialização
Desde muito nova que Cecilie convive com a arte, aventuran- na Universidade de Artes e Design de Helsínquia, Cecilie Manz
do-se no estúdio de cerâmica que os seus pais mantinham em fundou o seu próprio estúdio em Copenhaga, em 1998.
É aqui que Cecilie desenha mobiliário, peças de vidro, luminárias
A1, coluna portátil e outras objetos, na sua maioria para a casa. Adicionalmente ao
para B&O Play trabalho desenvolvido em torno de peças mais industrias, tam-
(2016) em alumínio bém os protótipos experimentais e mais escultóricos, de edição
com pega em pele limitada, são parte importante do seu trabalho. “Olho para todas
as minhas peças como fragmentos de uma grande e contínua
história em que os projetos estão muitas vezes relacionados, ou
relacionados em termos de conceito, materiais e estética, ao lon-
go do tempo e da sua função. Alguns destes objetos permane-
cem como experiências ou ideias esculpidas, outros são mais
concretos e transformam-se em ferramentas funcionais.”
O trabalho ou projeto em mãos é, muitas vezes, a chave para
a inspiração. As ideias, como Cecilie salienta, não surgem dos
momentos de reflexão mas dos desenhos, das experiências. O
seu trabalho vem de dentro para fora e cada projeto tem de ter
associada uma ideia consistente, uma sonoridade, uma justifica-
ção da funcionalidade, do objetivo e do seu propósito.
A carreira de Cecilie soma várias nomeações, prémios e con-
decorações. São exemplo disso: Thorvald Bindesbøll (2011),
Bruno Mathsson (2009), Kunstpreis Berlin (2008), Finn Juhl Ar-
chitectural ( 2007), Furniture Prize (2007), Crown Prince Couples
Cultural Award (2014), Three-Year Working Grant para a Danish
Arts Foundation, entre outros. Destacam-se ainda os trabalhos
e as colaborações em associação com nomes tão importantes
como Fritz Hansen, B&O, Fredericia Furniture, Nils Holger Moor-
mann, Lightyears, Muuto, Georg Jensen Damask, Iittala, Kähler,
Offecct, Actus/Nissin, apenas para citar alguns.
Não restam dúvidas das suas qualidades, e seguramente tere-
mos mais uma vez a prova disso em Janeiro, na M&O, quando
Cecilie apresentar os resultados dos seus últimos desenhos e
experiências, a par de projetos mais antigos, na exposição que
o grande evento de Paris celebra em Janeiro.

16

P2, outra versão de
coluna ultraportátil
desenhada para
a B&O Play (2017)

Amostra da amplitude do trabalho de Cecilie,
desde a colecção de equipamento para
casa de banho Luv (Duravit), às peças
do dia a dia, como o ‘tote’ ou o colchão,
ou ainda os pufes (Fritz Hansen)

17

Entrevista

ROQUERTITTAE A seu ver, o que define o olhar de um decorador?
Acima de tudo um olhar com estética.
ESTUDOU MODA MAS, INESPERADAMENTE, Características que um decorador deve possuir?
FOI NA DECORAÇÃO QUE VIRIA A TRILHAR Ter boa memória visual e grande capacidade de visualização.
Como define o seu estilo de decoração?
CAMINHO… JÁ LÁ VÃO 21 ANOS. Prefiro não definir nenhum estilo, mas gosto particularmente de
ambientes naturais, simples e sem ostentação.
Revela que, se não fosse decoradora, seria, com toda a cer- Qual o denominador comum em todos os seus projetos?
teza, arquiteta. Hoje tem a sua própria loja e, sobretudo, um As texturas naturais e os ambientes confortáveis estão sem-
novo projeto em mente. Quem é, afinal, a Rita Roquette? pre presentes.
Equacionou seguir moda, mas firmou-se na decoração. Qual a parte mais divertida quando tem um projeto em mãos?
Porquê? Reconheço que dá-me um gosto especial sempre que está im-
Comecei por tirar o curso de estilista e, de seguida, de vitrinis- plícita uma mudança de casa, onde tenha de readaptar as mes-
ta. Felizmente, quando terminei tive a sorte de ir trabalhar com mas peças aos novos espaços e divisões.
três decoradoras já com uma enorme experiência, levando-me, Ter um negócio próprio, como a Rita Roquette Interiores, é,
também, a seguir decoração. Mas confesso que tive dúvidas quase sempre, um work in progress. O que gostava ainda de
entre isto e moda… concretizar?
Onde começou, concretamente? A ideia que tenho para uma segunda loja… Ter características
Numa loja de mobiliário que se chamava Alfarroba, tinha ape- diferentes da atual, mas posso avançar que teria um cunho por-
nas 19 anos. De seguida trabalhei também na Gastón & Daniela tuguês muito forte.
em Portugal. Mais tarde, em 1996, abri a minha primeira loja, em É difícil ser decorador(a) em Portugal?
Cascais, de seguida em Sintra e, agora, estamos em Lisboa. Não considero difícil, mas também não tenho a referência de
18 ser decoradora noutro país… Contudo, tenho muitos clientes
estrangeiros!
Qual é o maior desafio em decoração?
Sem dúvida nenhuma conseguir chegar ao final e verificar que
as pessoas ficaram verdadeiramente satisfeitas com o trabalho
para o qual nos requisitaram.
Tal como na moda, também em decoração há tendências,
e sabem-se com grande antecedência… O que vai ser
tendência em 2018?
Não me preocupo excessivamente com isso, no sentido em que
não faço uma pesquisa sobre o que é ‘’tendência’’ em cada
momento. Confesso que dou por elas quando chegam até mim
novos produtos e artigos.
Algo que adore, independentemente de ser, ou não, tendência?
Adoro tapetes, completamente!
O que é sempre um bom investimento em decoração?
A pintura, sem dúvida.
Que elemento decorativo não pode faltar numa casa?
Um bom sofá, sempre.
A sua casa de sonho seria…?
Uma casa térrea com alguns desníveis, mas não mais do que
dois ou três degraus.
A que fontes recorre para se inspirar?
A livros e revistas.
Como pode o leitor (não decorador) estar a par das
novidades em decoração?
Noto que, hoje em dia, as pessoas recorrem muito a sites de
decoração, ao Pinterest e, também, aos blogues.
Se não fosse decoradora, seria…?
Arquiteta, muito provavelmente!!!



Showroom

MIGUEL RAPOSO
DESIGN
O atelier, na Rua de São Bento,
em Lisboa, celebra o primeiro ano
de vida e prossegue o seu caminho
na oferta de ambientes elegantes
e exclusivos, a imagem de marca
do arquiteto e designer.

Para os que procuram uma nota de distinção, qualidade
dos materiais, rigor na execução das peças e dedica-
ção total ao cliente, o atelier Miguel Raposo Design é a
referência a anotar. No número 167 C da Rua de São Bento,

num espaço amplo (200m2) e contemporâneo, trabalha uma

equipa multidisciplinar, composta por arquitetos e designers

com aturada experiência nas áreas de arquitetura, reabilita-

ção urbana e design.

Para além da diversidade de peças únicas desenhadas por

Miguel Raposo, naquele espaço o cliente tem ainda acesso a

vários trabalhos desenvolvidos pelo atelier, que personificam a

variedade de projetos e criatividade do autor. (continua na página 22)

20



Showroom

Todo o trabalho desenvolvido, onde se inclui a sua coleção MIGUEL RAPOSO DESIGN
desenhada ao longo dos cerca de 20 anos de trabalho, in- Morada: Rua de São Bento 167 C, Lisboa, Portugal
tegra um bem composto portfólio de arte e projetos gizados Tel.: 21 390 3110
para áreas tão diversas como o mercado imobiliário, hotela- www.miguelraposo.design
ria e turismo, em Portugal e no estrangeiro, com forte desta- E-mail: [email protected]
que para os mercados brasileiro e americano.
De entre os trabalhos assinados, destacamos o banco senhos, o rigor e qualidade empregue na sua feitura, pelas
Bakuba, uma das últimas criações de Miguel Raposo para mãos dos melhores artesãos. Na sua maioria, estas peças
a coleção própria. Inspirado pelo rica cultura do povo afri- colhem inspiração nos meados do século vinte, nas referên-
cano do mesmo nome, esta peça marcante, e intemporal, cias históricas e no mundo da arte contemporânea. Mesas
tem uma estrutura em nogueira maciça e assento revestido e cadeiras, sofás e candeeiros, artigos feitos à medida... a
a pele natural. coleção espelha o mundo criativo de Miguel Raposo e a sua
“Inspirei-me nos tecidos produzidos pelo povo Bakuba. São longa experiência no mundo do design de interiores.
fascinantes pela conjugação de cores e o abstracionismo
das suas composições, denotando um forte sentido estéti-
co”, refere. O tecido é contemporâneo, editado pela Larsen
e de inspiração nos têxteis acima descritos, e inspirou Mi-
guel Raposo na criação de “uma peça de mobiliário, inspira-
da também ela em peças de mobiliário de grupos e culturas
étnicas”.
Os contrastes, multiplicidade cultural e cores do continente
africano são uma das grandes inspirações de Miguel Ra-
poso. Para além das madeiras e dos tecidos, outros mate-
riais e peças fazem parte das suas referências, sendo bom
exemplo disso os cestos da Design Afrika, produzidos pelas
melhores artesãs locais. A par desta aliança com outros paí-
ses, no atelier convivem mobiliário original, peças vintage e
produtos de design de marcas conceituadas.
Sobre a coleção MR, sublinhamos a originalidade dos de-

22



Restaurante

Abriu no verão
de 2017, depois
de alguns meses
de obras.
O objetivo?
LIGAÇÕES Dar novas cores,
e sabores,
à vila de Cascais,
aproveitando
SAUDÁVEIS alocalização
privilegiada, com
vistas para o mar.
FOTOGRAFIA: LUIS FERRAZ

24

Oprojeto de arquitetura e de interiores é da jovem dupla
Sofia Duarte e João Mota, a operar juntos desde 2006,
no desenvolvimento de projetos integrados de arquite-
tura e design de interiores. As propostas gastronómicas são de
João Matos, não menos jovem (27), formado em Gestão e Finan-
ças, um apaixonado confesso pelo universo da restauração, e
pelas relações humanas, que aqui vê refletida toda a sua capa-
cidade criativa e visão empresarial.
Antes do projeto, ambicioso, do Hífen, alojado num edifício his-
tórico de Cascais, João estreou-se no saudoso Cascas, um pe-
queno restaurante de praia, também em Cascais, com serviço
mais informal e conhecido pelas suas ‘lascas’. Lascas finas, es-
taladiças, de batata, batata doce, beterraba... Agora, há que pro-
vá-las, no Hífen, mas também as do mundo (inhame, mandioca,
pastinaca...). Um aperitivo incontornável.
Para este novo espaço foram transferidas, em boa verdade, mui-
tas das qualidades do antigo espaço de praia. A equipa, as qua-
lidades da cozinha, do bar (há que matar a sede com a limonada

25

Restaurante

HÍFEN

Morada: Avenida D. Carlos I, n.º 48 R/C
Cascais
Tel.: 915 546 537
#hifencascais
Aberto todos os dias, das 12h00
às 02h00 (fins de semana);
fecha 3ª feira nos meses de inverno;
Oferta 2 horas de parquímetro

de gengibre ou com a sangria de beterraba, mas perguntem tem um rasgo a todo o comprimento, retroiluminado. Uma peça
ao Gil!, ele é o mestre dos cocktails), e as boas vibrações. O escultórica que invariavelmente se enche de convivas. Há ainda
que é diferente é o espaço, bastante mais generoso em área, mesas e cadeiras altas, no piso inferior, encostadas às janelas
e dividido em dois pisos. Para dar nova cara aos interiores, e de vidro, que se abrem nos dias quentes prolongando a sala
começar do zero com o máximo de qualidade, as obras implica- para o exterior. O mar fica ali mesmo à frente, por isso esta rela-
ram mudanças ao nível das infraestruturas. Novos revestimen- ção com a envolvente está muito bem conseguida. A ligação à
tos como o microcimento e o cerâmico de madeira, mobiliário praia prossegue nas cestas de vime, nas floreiras, nos aponta-
na sua maioria feito à medida (há peças de autor que apetece mentos decorativos, caso das azeitonas...
levar para casa), apontamentos em cobre e a cor verde água A ementa é criativa, sem ser pretensiosa, tendo por base a co-
sobressaem nas duas salas. O espaço outrora escuro ganhou zinha portuguesa com um twist do mundo, o que apenas acres-
mais luz, uma jovialidade e leveza que em tudo harmonizam centa valor. Vegetais, proteínas, fruta são ponto assente. Na sua
com a vila onde se insere. Gostamos particularmente das duas generalidade, as propostas do menu são saudáveis, em dose
mesas comunitárias, que vão ao encontro de um dos objetivos certa, e muito aromáticas. No que a nós diz respeito, sugerimos
de João Matos, a partilha (além de que todo o menu pressupõe o ovo escocês envolto em farinheira e aveia, a salada de polvo
isso mesmo). A mesa do piso superior mede quase 4 metros e ou o parfait de manteiga de amendoim. Mas há (tanto) mais!

26



Trending DESIGN

Revestimento de Autor Luxo premiado

Quando pensamos em revestimentos sofisticados para o interior e Consola Beyond, da Luxxu, empresa de iluminação e
exterior, pensamos em Bisazza. A empresa italiana, uma das maiores mobiliário distinguida como ‘Most Coveted Console’ no
em matéria de design de luxo e líder na produção de mosaicos
cerâmicos, assinou uma colaboração com o designer David Rockwell, âmbito da segunda
o primeiro americano a integrar as coleções da Bisazza. Na imagem, edição dos Coveted
‘Maze’, em azul Awards, apresentada
índigo, uma das cores durante a prestigiada
preferidas de Rockwell, feira de mobiliário,
que agora integra a iSaloni 2017. A
linha Cementiles. Esta sua elegância e
série está disponível linhas luxuosas
nas cores carvão, saíram vencedoras,
sépia e ferrugem. destacando-se ainda
www.bisazza.com o rigoroso trabalho
artesanal combinado
com a suavidade do
latão. www.luxxu.net

A metamorfose Arte da mesa

Candeeiro de parede Filigree Lucanus Sconce A Christofle desafia os códigos tradicionais
(9.999€), da Boca do Lobo, simbiose sofisticada entre da arte da mesa e propõe um conceito
um estranho inseto e a beleza da filigrana de prata. inédito. Um objeto de sonho, elítico,
Base de latão polido com banho de ouro. Na base, adequado aos tempos que vivemos.
a idiossincrasia da metamorfose dos insetos é uma Mood espelha contemporaneidade e
metáfora que reflete o caráter dinâmico da própria universalidade, com linhas minimalistas,
marca, desafiando sempre a perceção da beleza e banhado a prata. Destina-se a jantares
através de novos conceitos de design e técnicas imprevistos ou brunches descontraídos.
inovadoras. No showroom Covet House Douro. Assinado pelo mestre francês Christofle,
www.bocadolobo.com oferece excelência à mesa.
Mood (24 peças) inclui 6 garfos, 6 facas e
Spot light! 6 colheres de mesa, 6 colheres de café e
cada peça fica arrumada individualmente
Olo é o nome deste candeeiro de mesa no seu próprio nicho, forrado a madeira
desenhado por Jean-Baptiste Fastrez de noz. Na loja Christofle
para o fabricante francês Moustache, feito e na Dimensão.
a partir de uma só peça de cerâmica. www.christofle.com
O seu foco duplo confere-lhe uma
estética muito particular. Pode ser usado
como iluminação direta ou indireta e
configurado em três posições diferentes.
Horizontalmente, para iluminar um
determinado objeto; a 45 graus iluminará
uma parede ou uma pintura; na vertical,
criará uma iluminação global. Jean-
Baptiste Fastrez foi considerado um dos
talentos emergentes na ultima edição da
feira Maison & Objet (Paris), 250€,
www.moustache.fr

28

TECNOLOGIA PRÉMIOS

Sons noturnos Loewe Craft Prize

O conhecido estúdio de design “Tree of Life 2”, por Ernst Gamperl, é o vencedor da primeira
Marcel Wanders colabora com edição de 2017 do Loewe Craft Prize. Trata-se de um belo
a britânica KEF, especialista em objeto que nos ensina o valor da reciclagem. Consiste
áudio e vídeo, na produção da em resgatar as árvores mortas para dar-lhes uma
edição especial do sistema de segunda vida, com uma estabilidade muito particular.
som LS50 Wireless ‘Nocturne’. Nota alta para os finalistas Artesanias Panikua, com a
“Quisemos honrar o conceito peça “Tata Curiata”, do México, feita em fibra de trigo e,
da noite, a profundidade na categoria joalharia, a peça rendilhada, em ouro, pelo
eloquente da luz e das australiano Robert Baines. http://craftprize.loewe.com/es
sombras escuras, as texturas e
padrões. Tudo alude ao que se Let’s Roc
experimentaria num estado de
sonho”. €2650.00, nl.kef.com Depois da estreia com o Touareg (2002), e do lançamento
em 2007 do Tiguan, a Volkswagen volta a apostar no
mercado dos SUV e todo-o-terreno com o lançamento do
ágil T-Roc. Uma boa notícia para muitas famílias, e amantes
do género, até porque se o seu estilo não é um carro
de grandes dimensões, mas sempre quis ter um deste
segmento, o T-Roc consegue ser ligeiramente mais curto
do que os modelos atrás mencionados (4,234 mm x 1,890
mm x 1,573 mm). Ao nível do design, o fabricante alemão
deixou de lado algum conservadorismo para se aplicar em
linhas mais joviais, atrevimento extensível ao interior. Nota
alta para as possibilidades de personalização ao nível do
equipamento, nomeadamente o leque de 11 cores exteriores

e quatro tonalidades diferentes para
o tejadilho, podendo alargar-se toda
essa panóplia cromática ao interior,
nomeadamente, ao tablier, portas,
consola central e bancos. Para início
de conversa, este SUV arranca com
três versões de equipamento (T-Roc,
Style e Sport). De série, conte com
elementos como o sistema Front
Assist com função de travagem de
emergência na cidade e sistema de
deteção de peões.
No seu concessionário.
Fonte: www.autosport.pt

Old school

House of Marley sugere o regresso ao mundo do
vinil com este clássico, Stir It Up, um ‘gira-discos’ de
linhas simples, com a parte de cima feita em bambu
natural e as laterais e o fundo revestidos com materiais
sustentáveis, e com um pré-amplificador embutido.

Preço e informação técnica em
www.thehouseofmarley.com

29

Trending VAIDADES

Sisleÿa L’Intégral Anti-Âge Eyes Linha de champôs de luxo
and Lip, cuidado de pele anti-idade Oribe, uma marca com 30 anos
(rugas, firmeza, papos e olheiras), de história. Lichias, melancia, e
edição limitada com massajador muitos extratos de flores, além
incluído para preparar a pele antes de proteção total dos raios
de aplicar o produto (165€). UV, fazem desta uma marca
adorada. www.oribe.com

Twilly d’Hermès, Eau Vetyverio Eau de Parfum,
de Parfum, a nova da Diptyque (unisexo),
uma surpresa sempre que
fragrância feminina de se usa, fresco, ou smoky,
Hermès, com um toque ou sutilmente floral. Um
de impertinência, floral, caleidoscópio de nuances
épicée e oriental, assinado olfativas aqui ampliado numa
pela nova perfumista e interpretação rara. skinlife.pt
diretora criativa de Hermès
Parfums, Christine Nagel. Blusão em nylon acolchoado,
Preços: 30ml (61.32€), azul noite, Scoth&Soda, com
bolsos zip-up, punhos elásticos
50ml (91.45€), e fecho de correr.
85ml (126.75€). Loja das Meias
e El Corte Inglés.
Óculos modelo Trinity, coleção Third Eye, inspirada
no antigo Egito e no misticismo do terceiro olho,
projeto resultante da colaboração entre a Moooi e a
Gentle Monster. www.gentlemonster.com

Tiziano Rainbow Sneakers (Ermenegildo
Zegna) edição especial ‘for Antonia’
desenhada pelo diretor artístico Alessandro
Sartori. Nas loja Zegna de Lisboa e Porto.

30

BOA VIDA

As mais recentes suites privadas da Primeira Classe nos O Le Consulat vai receber uma
Boeing 777-300ER da Emirates, lançadas no Dubai Air exposição inédita de nove
Show (2017), foram criadas em parceria com a empresa trabalhos desenvolvidos pela
Rockwell Collins, Jacques Pierre Jean Design studio, a UQ! EDITIONS, sediada entre
Panasonic, e a empresa de design de Seattle, Teague. Lisboa e o Rio de Janeiro.
A ‘árvore da vida’ (prosopis cineraria) é vista em toda Livros-objeto (ou “livros de
a aeronave, uma planta indígena de folhas perenes artista”) com uma característica
considerada a árvore nacional dos Emirados Árabes singular: cada exemplar constitui
Unidos, com profundo significado cultural e ecológico e uma peça única, um original.
uma das espécies de flora que podem ser encontradas Destacam-se dois lançamentos
na Reserva de Conservação do Deserto de Dubai, que a portugueses: “Cântico Negro”
Emirates apoia. www.emirates.com de Pedro Cabrita Reis e os
poemas inéditos de José
Eduardo Agualusa escritos para
a edição do artista brasileiro Alex
Flemming. Até 20 Janeiro. Praça
Luís de Camões 22,
1º andar
(Galeria), Lisboa.

“Lisboeta: Recipes from Seedlip é a primeira bebida não
Portugal’s City of Light” é o destilada, criada pelo entrepreneur Ben
livro de receitas de Portugal, Branson para dar resposta ao dilema “o
pelo Chef Nuno Mendes, que
se tornou famoso em Londres que beber quando não está a beber”,
(chef executivo do Chiltern lançada em 2015, e um sucesso de
Firehouse, e proprietário do
Taberna do Mercado). São vendas no Selfridges de Londres. Hoje
muitas as delícias que Nuno está disponível em mais de 10 cidades
transporta para o papel, dos
pasteis de nata às bolas de do mundo, em 80 restaurantes com
berlim. O livro está escrito em estrela Michelin incluindo o The Fat
inglês, a edição em português Duck, e em bares famosos como The
Dead Rabbit ou The Baxter Inn. Sem
é esperada para o final açúcar ou edulcorante, zero calorias,
de 2018. Bloomsbury, sem sabores artificiais, serve-se com
água tónica. www.seedlipdrinks.com
aprox. 29€ (capa dura).
31





Cadeira e pousa-pés Marco Zanusso; mesa de apoio Flexform; estante acajou italy 1960
34

Ge rinacteiomsoporal

Recuperação de dois apartamentos dos anos 70,
transformados num só, agora com 380m2,
generoso em luz natural e nas vistas para o mar
do Mediterrâneo. Um trabalho assinado
pela dupla Humbert & Poyet.

FOTOGRAFIA: FRANCIS AMIAND TEXTO: IPF

35

Papel de parede Matthew Williamson para Osborne
and Little; sofá H&P com tecido Nobilis;
na parede obra (2013) de Arold Ancart

Luxo discreto, com base no casamento feliz entre peças
de design e o look and feel da Riviera francesa, pon-
tuado por pinceladas de cores vibrantes, esta aparta-
mento, oportunamente batizado ‘Grace’, reflete sem rodeios o
estilo da dupla formada pelos jovens e talentosos designers
de interiores Humbert & Poyet.
Com uma localização premium, em frente ao mar, na deslum-
brante zona de Larvotto, no Mónaco, os dois apartamentos,
datados dos anos 70, foram transformados num só dando ori-
gem a uma casa generosa em área e luz natural.
Os seus autores tiveram a oportunidade, assaz privilegiada,
de trabalhar com um espaço invulgarmente grande numa
zona reconhecidamente tão cara, e abraçaram a empreita-
da depositando todo o seu conhecimento e experiência, lan-
çando-se num projeto que só poderia ser gracioso. A base
era boa, as áreas fantásticas, e o cliente um amante do luxo
discreto, da arte e das boas peças de design. Que melhores
premissas para iniciar um trabalho de interiores?
“Ao refletir a nossa visão do estilo de vida da Riviera, o obje-
tivo do projeto é ser intemporal e, ao mesmo tempo, exaltar o
luxo subtil. O edifício é um belo exemplar dos anos 70, com

36

Chão, mármore Breche Damasca; mesa
Sedia e cadeiras Tavolo, dimore Gallery;
candeeiro de pé, Michael Anastasiades
para Nilufar; lustre, Sputnik by Fedele
Papagni; obras de arte, Pierre de Tan;
suporte para velas H&P Alabaster

37

38

No chão tapete Fashion for Floor; sofá de pele Flexform;
cadeirões bringela com tecido Nobilis; cadeira cinza Saporiti Italia;
mesa de centro em latão polido H&P; mesa de apoio Flexform;
candeeiros de teto em latão e alabastro H&P; cerâmicas Yantara
Sottsass 1968 Mario Torregiani; almofadas Cane Descamps;
nas paredes fotografia de Marchand and Meffre collection,
Detroit e Synthetic Protein by Alex Perweiler

39

40

Canapé Wim Rietveld 1950;
coffee table Gubi Gamfraseti;
almofadas Osborne and Little

41

uma fachada revestida a mosaico de cerâmica, ou seja, é o
link perfeito para um interior inspirado nas imagens icónicas
do Mónaco de Slim Aarons, Palm Beach e Palm Springs”, ex-
plicam.
Inspirado na mistura dos estilos francês e italiano próprios da
Riviera, Humbert e Poyet quiseram ali exibir uma mistura de
peças francesas lendárias dos anos 50 em harmonia com mó-
veis italianos vintage.
O design é de uma sobriedade comedida, na dose certa,
pontuado por toques de cor brilhante, papéis de parede com
temáticas orgânicas, influenciados pela vegetação da envol-
vente e as vistas sobre o Mediterrâneo, arrebatadoras.
A partir do lobby, em estilo art déco, e com um belíssimo re-
vestimento em tons avermelhados - e os elementos do sta-
ff alinhados, elegantemente vestidos, aguardando as visitas
- os elevadores particulares conduzem quem chega para o
interior do apartamento, revestido com uma coleção de es-
pelhos desenhados por Emil e Christophe, que saúdam as
visitas da casa.
Ao percorrer a casa, os olhos são atraídos para os dois apli-
ques de parede, luminárias assinadas por Safarti Jeanneret e
duas cadeiras que expressam o casamento franco-italiano de
estilos, que são, no fundo, o coração desta casa.
A sala de estar de 60m2 está bem apetrechada de móveis e
algumas peças de cariz inovador, no entanto, essas peças

42

43

44

Papel de parede contemporâneas enchem a sala naturalmente, com graça
Palm para Cole e sem assumirem um estatuto de algo muito precioso. Ou
and Sons; tapete pretensioso.
Stepevi; cama O desafio do projeto residiu precisamente na mistura dos
Jean Prouvé móveis do século XX, provenientes de galerias dos arredo-
1950; mesa res da França, com peças contemporâneas e outras dese-
Kangourou nhas sob medida.
Mathieu Matégot Tal como os diretores de cena, Humbert & Poyet tratam os es-
paços como peças cénicas com o objetivo de criar diferentes
emoções num só local. Gracioso, este ‘Grace’ remete até o
mais distraído para os ambientes de requinte do cinema dos
anos 50 filmados naquela região da Europa.

45

46

No chão tapetes Fashion for Floor; canapé SCAL por Jean
Prouvé Downtown Galerie Paris; cama Flexform com linhos
Hermès; candeeiros de pé junto à janela (à esq.), Pedrera de Gubi,
à dir., Arteluce 50 Italie; cadeira de braços Pierre Jeanneret,
Galerie Downtown Paris; nas paredes quadro preto por Michael
Wilkinson, com o número 3 de Danh VO, e Biker
por Robbert Mappelthorpe; cortinas Pierre Frey

47

48

BOMBA PUB
DE CALOR
DAIKIN
ALTHERMA

Se procura uma solução
eficaz e simples para
aquecer a sua casa,
a Daikin tem a resposta.

Aempresa que nasceu no Japão (1924), e rapidamente para produção de água quente até 55ºC, fornecendo além de
alcançou o sucesso, sendo hoje um dos principais fa- aquecimento e água quente sanitária, igualmente arrefecimento.
bricantes de equipamentos de aquecimento, ventilação, Versátil? Sem dúvida! Pode ser aplicada em novas construções,
ar condicionado e refrigeração do mundo, não cessa de inovar. em pavimentos radiantes, radiadores ou ventilo-convetores, ou
Foi em 2006, que a Daikin lançou a primeira solução que agrega como solução de aquecimento e arrefecimento, bem como em
aquecimento, arrefecimento e produção de água quente sanitá- remodelações de instalações de aquecimento central, substituin-
ria ao colocar no mercado a Bomba de calor Daikin Altherma e do caldeiras, recuperadores de calor, entre outros.
desde então tem vindo a aumentar o portefólio de soluções de
aquecimento. Sem elementos de combustão e sem recurso a gás, sem riscos
Esta é uma solução que garante tudo o que procuramos em casa: de intoxicação e necessidade de inspeções periódicas;
Conforto, eficiência, fiabilidade, poupança e tecnologia de pon-
ta, entre outros, razão pela qual 350.000 consumidores tenham Todas as versões são energeticamente eficientes e fiáveis, as-
adoptado já a bomba de calor Daikin Altherma. segurando máximo conforto e elevada poupança.
Uma opção racional e de grande viabilidade técnica e económi-
ca para quem procura uma solução de conforto ambiente e/ou Simples de operar, uma vez que alguns dos modelos podem
produção de água quente sanitária. ser ligados à distância com recurso à aplicação para smartpho-
A bomba de calor Daikin Altherma está disponível em duas ver- ne ou no computador.
sões: alta temperatura, para produção de água quente até 80ºC,
ideal para a substituição de um sistema tradicional de aqueci- O rendimento do sistema pode ainda ser incrementado através
mento com caldeira e radiadores, e a versão baixa temperatura, de integração com sistemas solares térmicos Daikin ou a ligação
a sistemas solares fotovoltaicos.

Mais informações através de www.daikin.pt ou via [email protected]

49

As anteriores escadas do hall de entrada, que davam
destaque a um antiquado corrimão, estão agora
acompanhadas por um biombo de vidro, que faz a ligação
à sala, tão bem enquadrado com a porta de correr

Autenticidade

50


Click to View FlipBook Version
Previous Book
MasterPlay_Jan-Apr2018_web
Next Book
Play! Magazine - Jan-Apr 2018