The words you are searching are inside this book. To get more targeted content, please make full-text search by clicking here.
Discover the best professional documents and content resources in AnyFlip Document Base.
Search
Published by hmilheiro, 2018-02-08 06:21:39

Urbana Março 2018

Urbana 48

www.urbana.com.pt

Cidade Interiores Pessoas Lugares Imobiliário N.º 48 - Março 2018 | Portugal Continental 3.95

NOVA SECÇÃO
IMOBILIÁRIO

INSPIRAÇÕES

Rosa e violeta,
o par perfeito

Iluminação,
escolha a certa

na cidade ESPECIAL
QUARTOS
tudo de novo
de 60 boas
Cénica e intemporal, uma casa-palácio em Lisboa ideias para
O refúgio eclético de Tristan Auer em Paris ficar na cama
Casa com vista sobre a basílica
Duplex contemporâneo no masculino



FICHA TÉCNICA Editorial

FOTOGRAFIA DE CAPA Pequenas
João Bessone ousadias
DIRETORA
Amparo Santa-Clara Redescobrir uma determinada cor, quando esta é tão intensa e vibran-
a[email protected] te, profunda e envolvente quanto o violeta, leva-nos a repensar a sua
Telefone: +351 910 512 800 importância na decoração, dando-lhe novas e diferentes perspetivas,
FOTOGRAFIA imprindo-lhe uma visibilidade que vai para além das páginas dos livros, catá-
Amaury Laparra logos ou revistas. O Ultra Violet, cor Pantone® 2018 invade as nossas casas, do
João Bessone mobiliário de grande porte aos acessórios, das paredes ao chão, sob a forma de
Mauro Motty sofá, tela ou tapete, a sós ou combinado com outras cores. Nas nossas páginas
PRODUÇÃO (10 a 13), ele entabula um belíssimo diálogo com a cor rosa.
Amparo Santa-Clara As casas desta edição prestam homenagem à cidade, a duas das mais bonitas
REVISÃO EDITORIAL capitais europeias, Lisboa e Paris, observando rio e casario, cada uma num
Carla Ferreira registo muito próprio.
DESIGN EDITORIAL Há espaço ainda para sugestões de iluminação, e mais de 60 propostas de mo-
Ana Silva biliário e acessórios para o quarto, espaço privado onde o descanso vem em
COLABORADORES EDITORIAIS primeiro lugar. Boas leituras.
Isabel Figueiredo
Mafalda Galamas
PUBLICIDADE E ASSINATURAS
Paula Vasconcelos (Diretora)
[email protected]
Telefone: +351 910 512 802
SECÇÃO IMOBILIÁRIO
Margarida Pereira
[email protected]
Telefone: +351 918 829 082
Rua Manuel Inácio nº8B
2770-223 Paço de Arcos
PROPRIEDADE E EDITOR DO TÍTULO
“Urbana”
MoonMedia - Comunicação, Lda.

MOONMEDIA
Rua Manuel Inácio nº8B
2770-223 Paço de Arcos
Telefone: 910 512 800 / 802
NIPC: 508980186
ADMINISTRAÇÃO
Amparo Santa-Clara
IMPRESSÃO
Jorge Fernandes, Lda
Rua Quinta do Conde de Mascarenhas, 9
Vale Fetal
2820-652 Charneca da Caparica
DISTRIBUIÇÃO
VASP - Distribuidora de Publicações, S.A.
TIRAGEM
16.000 exemplares
DEPÓSITO LEGAL
86460/09
Nº DE REGISTO NO ICS
126793
MEMBRO DE

www.urbana.com.pt fInstagram: revista_urbana Facebook: Revista Urbana

ESTATUTO EDITORIAL
1. A Urbana é uma revista mensal, de informação geral que aborda temas de decoração, arquitetura de interiores e reabilitação, conselhos e sugestões na área de decoração e
reabilitação e outros de interesse geral, através de um tratamento privilegiado da imagem, do texto da entrevista e da reportagem. 2. A Urbana, para além da responsabilidade de
informar, pretende ser uma referência de bom gosto e inspiração para os seus leitores. 3. A Urbana rege-se pelo escrupuloso cumprimento das normas éticas e deontológicas que
regulamentam o jornalismo. 4. A Urbana é independente de qualquer tipo de poder, económico ou politico, ou de qualquer grupo de pressão.

3

sumário 6 – 8 Inspirações Para quem procura soluções de
luminárias, suspensas, de encastrar, de pé... a escolha vai
62 dar que pensar.
16 10 – 13 Inspirações Rosa e Violeta, o par do ano.
A combinação destas duas cores pode imprimir aquela
10 6 nota de ousadia que nos faltava em casa.
14 À Lupa Cromática, a coleção mais premiada da
88 Revigrés, em 40 cores, 9 formatos e 3 acabamentos.
16 – 17 Criadores Iva Viana, a artista plástica faz
trabalhos em gesso e deixa-nos fascinados com a sua
mestria.
18 – 19 Entrevista Celma e Carolina Lavradio, o
rosto do atelier Lavradio Design, situado no Estoril.
22 – 25 Restaurante Prado, fica ali mesmo ao lado
da Rua da Madalena, em Lisboa, e propõe uma cozinha
fresca e interiores a condizer, verdes e descontraídos.
26 – 27 Loja XL Living, no espaço de Alexandra
Monteiro combinam-se a simplicidade escandinava
e a irreverência dos anos 50.
28 – 31 Trending O que há de novo para si
e para a casa.
32 – 48 Casas Alojada em dois dos pisos de um
palácio do século XVII, esta casa rompe com todas as
convenções. Aqui se conjugam materiais, cores e peças
num registo surpreendente.
50 – 60 Casas Aos pés de Montmartre, o premiado
arquiteto de interiores Tristan Auer imaginou para si
e para a sua família um ousado duplex.
62 – 76 Casas Há muito que a decoração conquistou
os homens. Bom gosto e sofisticação, neste apartamento
em Lisboa.
78 – 86 Casas Num prédio de traça antiga, e de
olhos postos no Tejo e Basílica da Estrela, descobrimos
interiores, no mínimo, irreverentes.
88 – 97 Especial Mobiliário e acessórios para o
quarto, qualquer que seja o tamanho, para criar um
ambiente onde o descanso vem primeiro.

98 – 106 Imobiliário

28

4



Inspirações ACENDE
A LUZ!
1
Propostas luminosas 3
2 para aquecer os
ambientes da casa
6 ou do escritório,
escolhidas a pensar
nos estilos mais
depurados, ou
em ambientes
dramáticos e cénicos.

4

6

5

1 Lanterna portátil UMA Sound, da Pablo Designs, tecnologia LED associada

ao sistema de som de alta fidelidade 360º, vencedor dos Azure Magazine People’s

Choice Award (2016), Good Design Award Australia (2016) e German Design

Award (2017), 479€ (s/ IVA), contacte a Domoled, [email protected]

2 Da Baccarat, lustre majestoso Le Roi Soleil, sob consulta, procure na Casa

do Passadiço (Braga), www.casadopassadico.com 3 Modelo Eclipse, de parede,

mármore Carrara trabalhado à mão, da Ginger&Jagger, sob consulta,

www.gingerandjagger.com 4 Dandelion, candeeiro de teto, LED, várias cores,

pelo estúdio espanhol LFZ, sob consulta, vencedor do prestigiado German Design

Award 2017 5 KOI, candeeiro escultura, peça dramática e improvável; o peixe Koi

saiu da imaginação dos estúdios de design espanhois Inocuo The Sign e LZF Lab,

sob consulta, em lzf-lamps.com 6 Candeeeiro Duan, da Menu, na Loja Inexistência,
218,45€, loja.inexistencia.com 7 Da Flos, modelo IC S2, vidro soprado opaco,

7 linhas puristas no estilo Bauhaus, sob consulta, nas lojas Area 8

8 Candeeiro de suspensão Multi-Lite, da Gubi, a partir de 549€, na Ding
Dong Arquitectura & Interiors, www.dingdong.pt 9 Candeeiro de mesa

Linda, Watt & Veke, sob consulta, na XL-Living, www.xl-living.com.pt

10 Diphy, candeeiro decorativo nomeado para o Compasso d’Oro,

vencedor de um Red Dot 2017 e incluído no ADI Design Index 2017,

do Linea Light Group, sob consulta, contacte a Projecto Z,

[email protected] 11 Candeeiro de parede Karma 14W Smoked,
acabamento em vidro/metal/madeira, 139,95€ (+IVA), da Normo,

também na versão de supensão, www.normo.pt

9 10Fotografia: http://blogg.blackballoon.se 11

7

Inspirações 1 1 Egg, da Palluco, por Enrico Franzolini, vidro soprado,

2 3 sob consulta, na Oficinas Gerais, www.oficinasgerais.pt

2 Pé de candeeiro, Brisaca, AMPM, La Redoute,
79,99€, sujeito ao desconto em vigor no site 3 Luminária

Viga, pelo designer Caio Superchi, desenvolvida com

vigas de madeira de demolição (Peroba do Campo/

Pinho de Riga), pertencentes às construções do início

do século XX do Rio de Janeiro. Cúpula de metal com

forma trapezoidal, que flutua sobre a base com ímãs

embutidos, podendo ser ajustada verticalmente, gerando

luz direta ou indireta, dependendo do posicionamento.

A peça é entregue numa caixa de madeira com fecho

de metal que pode ser reutilizada e garante a sua

proteção no transporte. Tiragem assinada e numerada.

www.instagram.com/caiosuperchi 4 NEU da LEDs C4,

262€ (branco), 280€ (anodizado), na Luxe Design,

www.luxe-design.pt 5 Da coleção Small Light, por

Rodrigo Vairinhos para o Neo Studios, feitos à mão, em

cerâmica, sob consulta, www.neo-studios.de

6 Cirio Circular, por Antoni Arola para a Santa & Cole,

usa tecnologia LED, sob consulta, www.santacole.com

7 Candeeiro de teto Júlia, Luísa Peixoto Design, 990€,

Luísa Peixoto Design, www.luisapeixotodesign.com

8 Lace, pelo designer italiano Federico Villa, sob
consulta, www.federicovilla.it 9 Up light por Studio KO

para The Invisible, base de aço e tubo em cobre,
Ø 10 x 32 x 22cm, 805€, www.theinvisiblecollection.com

5

4

79

68

8



Inspirações

1

ROSA E VIOLETA
O PAR DO ANO

A cor Pantone do ano
é Ultra Violet, talvez uma

das mais excitantes
de sempre, mas para
não nos ficarmos por

2 aqui, nesta edição
sugerimos o seu
casamento com outra
cor, a rosa, que adoramos.
Que dupla de sucesso!
4

3 5

10

7

6 8 9

10 11
13
12

1Sofá-cama Alvar, da Bonaldo, design de Giuseppe 6 Sofá Kiki novidade da Munna, 7820€, na Munna,
www.munnadesign.com 7 USB 4Gb, Pantone,
Viganò, medidas da cama/colchão, 80cm x 190cm,
sob consulta, na Glamourarte, www.glamourarte.pt cor do ano 2018, Ultra Violet, sob consulta,

2 Candeeiro Brilliance, ByKoket, com acabamento www.pantone.com 8 Qeeboo, a cadeira coelho, por
Stefano Giovannoni, 179€, qeeboo.com 9 Ambiente
em ouro e ‘olho’ púrpura, que brilha como uma pedra
preciosa quando está aceso, lâmpada incluída, de La Redoute, mesa, 499€, cadeiras, 189€, banco
de mesa, 269€, candeeiro, 94,99€, castiçal, 34,99€
sob consulta, www.bykoket.com 3 Da Vondom, pratos, 49,99€ e vasos, 19,99€ (preços base, para
descontos consulte o site), www.laredoute.pt
modelo Surf Sun, por Karim Rashid, em resina de
polietileno, 100% reciclável, para uso interior 10 Cor Rosa Pastel, nas versões Barbosoft,
e exterior e disponível em vários acabamentos,
sob consulta, na Alaire, www.alaire.pt tinta aquosa semi-mate, para paredes interiores,
ótima resistência à lavagem, grande facilidade
4 Aguarela, assinada LAscandal, 7.34€, no Etsy, de aplicação, sedosa ao tato, sem cheiro, preços
www.etsy.com 5 Almofada Knot da Design House a partir de 11,76€ por 0,75 L ou a Barbotmate,
tinta plástica mate, paredes interiores/exteriores,
Stockholm, feita a partir de um tubo tricotado com resistente à intempérie, película protegida contra
vários metros de comprimento, resistente fungos e algas, 9,57€ por 0,75L. Nas lojas Barbot,
o suficiente para dar bom apoio num sofá ou cadeira,
99.11€, designhousestockholm.com barbot.pt 11 Ambiente da DAY Home, com

14 peças da coleção de primavera/verão 2018,

www.day-home.dk 12 Candeeiro Lattice, design

de Neri&Hu para o fabricante De La Espada,
disponível em três comprimentos, 101.5cm,
131.5cm ou 198.5cm, em latão escovado e vidro
colorido a rosa, azul ou cinza, sob consulta,

delaespada.com 13 Ambiente Nancy’s Blushes

n.º 278, Farrow and Ball (100ml), 8,50€ (com IVA)

nas lojas Robbialac selecionadas 14 Sofá Jean,

280cm x 100cm x 75cm, estofado em tecido ultra
violet com botões, detalhes em koto, base em
níquel, da Las Kasas, nas lojas da marca

11

Inspirações 2 1 Mesa Flamingo, coleção Duresta para Matthew
Williamson, www.duresta.com 2 Da Axolight,
1
candeeiro de teto Muse, design de Sandro
3
Santantonio, 120cm diam., moldura de metal,
6
revestida com tecido elástico removível e lavável,
12
sob consulta, procure na Quarto Sala,

www.quartosala.com 3 Fragrância Jo Malone,

Red Roses, sob consulta, no El Corte Inglés

4 Jolie Viola, design de Angeletti Ruzza para a My

Home Collection, estrutura em madeira estofada

com espuma de poliuretano e penas. Base em

aço cromado ou pintado. Cobertura de couro

ou tecido, 80cm x 73cm x 74cm, sob consulta,

contacto: [email protected] 5 Peça da

ceramista Emma Lacey, coleção Everyday, que

integra caneca, chávena de chá, chávena de café

expresso, taça de pequeno-almoço e 2 jarros,

emmalacey.com 6 Da Cin, inspirações na cor

tendência Amethist #E723, nas lojas da marca

e da especialidade, www.cin.com 7 Trabalho

da artista plástica Heather Conthos, numa

colaboração para a marca Kate Spade,

www.heatherchontos.com 8 Tapete ‘Pink Rug’,

feito à mão, da coleção Frank Gehry, pela Ferreira
de Sá, 4.650€, www.ferreiradesa.pt

4

5

7

8

9 Inspirações

10

11 13
12
14
9 Mangueira (110€) e encaixe (295€), Rusty Rosé, da Garden Glory, procure na
Gavetão, www.gavetao.com.pt 10 Sofá Stewart, 280cm x 95cm x 77cm, estofado
em tecido ultra violet, base em níquel, da Las Kasas, nas lojas da marca 11 Anel

Grande Ametista, coleção Ritratto, da Pomellato, criado para celebar os 50 anos da

marca, na Machado Joalheiro, www.machadojoalheiro.com 12 Poltrona Aileen, em
púrpura, da Munna, sob consulta, www.munnadesign.com 13 Quadro ‘Nightlife’ por
Archibald Motley, Jr, no Art Institute de Chicago, www.artic.edu 14 Sofá Onkel de

2 lugares, por Simon Legald para a Normann Copenhagen, 87cm x 185cm x 80cm,

2.685€ (preço rec.) 15 Sofá-cama Pierrot-King, da Bonaldo, disponível em tecido,
eco-pele e pele, sob consulta, na Glamourarte, www.glamourarte.pt 16 Cadeira

Pot™, de Arne Jacobsen (1959), em tecido rosa, para a Republic of Fritz Hansen,
sob consulta, na Nord, www.lojanord.com

15 16 13

À lupa

REVIGRÉS
Cromática

soma
prémios

As 40 cores, 9 formatos e 3 acabamentos salientam o detalhe e enfatizam ou
que compõem a coleção, em grés delimitam áreas, os tons mais harmo-
porcelânico, arrecadaram alguns niosos e intemporais, com policromia
dos mais prestigiados prémios menos acentuada, imprimem profun-
didade e contribuem para a sensação
internacionais de design e vestem as de continuidade nos espaços, refletin-
superfícies de edifícios emblemáticos. do sempre uma gradação na lumino-
sidade e intensidade.
Acoleção Cromática da Revigrés foi lançada em 2000, e A coleção Cromática, em grés por-
renovada em 2014, e propõe um conjunto de revestimen- celânico, está indicada para os mais
tos e pavimentos cerâmicos numa variada paleta de co- variados usos, revestimento ou pavi-
res, indicados para a sua aplicação em projetos personalizados mento, em interiores e exteriores, em
e contemporâneos, em linha com as últimas tendências da ar- áreas públicas ou residenciais, em boa parte devido à sua ele-
quitetura e design de interiores. vada resistência ao desgaste, manchas e químicos, sendo ainda
As cores selecionadas foram estudadas para se adaptarem aos de fácil limpeza e manutenção.
ambientes, mais ou menos coloridos. Puras e contrastantes, A versatilidade da Cromática tem, por isso, recebido vários elo-
gios, e é da confiança dos profissionais de arquitetura em Por-
14 tugal e no mercado internacional. É um bom exemplo disso a
obra da Basílica La Sagrada Família, em Barcelona, para a qual
a marca tem vindo a desenvolver variadíssimas cores da Cole-
ção Cromática em exclusivo, nas peças aplicadas no medalhão
central do interior e nos pináculos exteriores da Basílica - desde
o início da colaboração já foram aplicadas 28 cores desenvolvi-
das para este projeto.
A Cromática exibe-se, ainda, na Galeria de Arte do Harrods, em
Londres, na cor Superbranco, a mais branca e pura em grés
porcelânico de grande formato. Esta opção permitiu criar um
ambiente uniforme e muito luminoso num projeto em que o des-
taque são as obras de arte apresentadas, sem que o olhar dos
visitantes se distraia do essencial.
Por todas estas virtudes, a Coleção Cromática mereceu o reco-
nhecimento de alguns dos mais importantes Prémios Internacio-
nais de Design, nomeadamente o Red Dot Design 2015, o Good
Design Award 2015, o iF Design Award 2016 e German Design
Award Special 2017.
www.revigres.pt



Criadores

DceoVmianaamor
Iva, a escultora
especializada em Com uma década de experiên- rando formas de antigamente, reinter-
gessos decorativos, cujo cia, e desde 2013 a laborar no pretando-as; noutros, apenas usando a
portfólio inclui, entre seu próprio atelier, em Viana do matéria e as técnicas para dar origem
outros, os interiores Castelo, Iva concentra todas as atenções a peças contemporâneas, aplicando a
realizados para os hotéis nos gessos e estuques, dedicando-se sua experiência e criatividade aos ob-
Memmo, no Príncipe a trabalhos de todas as escalas. Para jetos, aos espaços, ou até paisagem.
Real, em Lisboa, ela, esta arte antiga, outrora trabalhada Desde 2013, também, que Iva tem de-
o Shangri-La de Paris predominantemente pelas mãos mas- senvolvido varias parcerias e exposições
e o Four Seasons, culinas, é abordada com uma sensibili- paralelas, assim como um conjunto de
em Londres, mergulha dade e estética muito especiais, visível colaborações com gabinetes de arqui-
alma e mãos na matéria, em todas as peças, qualquer que seja tetura e de design de interiores para o
recuperando uma arte o enquadramento ou dimensão. desenvolvimento e execução de obras
de todos os tempos. Da autora, e em Portugal podemos en- personalizadas, com acompanhamento
contrar trabalhos feitos para residências do cliente final.
FOTOGRAFIA: IMAGENS CEDIDAS TEXTO: IPF privadas, espaços comerciais, caso da A vertente mais decorativa e comercial
boutique Eugénio Campos (Porto), ho- do atelier pode ser vista e adquirida nas
16 téis, entre outros. É notória, nestes tra- lojas Pura Cal, na LX Factory, em Lisboa,
balhos, a forma como Iva Viana traz para Improviso, em Leiria, Risco, em Aveiro,
o presente toda a riqueza desta arte, Objectos Misturados, em Viana, ou em
propondo um encontro entre o passa- Melbourne, na Austrália, na Figgoscope
do e a atualidade, nuns casos, recupe- Interior Design and Homeware.

PASSAPORTE EM DIRETO

Iva Viana nasceu em Viana do Castelo (1980), Qual foi o projeto mais ambicioso ou desafiante?
licenciou-se em Artes Plásticas, na variante de E porquê?
escultura, pela Faculdade de Belas Artes do O teto, no Príncipe Real, porque foi o primeiro teto que
Porto e, entre 2002 e 2003, passou pela Akade- criei. Já trabalhava há 6 anos, mas recordo-me que foi
mia Sztuk Pieknych, em Cracóvia, na Polónia, um desafio e depois de o ver montado, não me lembro
onde frequentou Tecnologias de Cerâmica, Pe- de me sentir tão feliz.
dra e Multimédia. Se não fosse escultora, que outra atividade teria, onde
Em 2007 iniciou o seu percurso como técnica se revê?
de escultura numa empresa internacional de Gostaria de ser bailarina ou pelo menos ter uma atividade
gessos decorativos e em 2009 estagiou com o ligada à dança. Às vezes o atelier transforma-se num salão
escultor Pierre Merlin, em Nîmes, França. de dança, principalmente quando estou sozinha (risos).
Passou por Moçambique e Brasil no âmbito de O que a atrai neste universo do gesso, do trabalhar
programas de intercâmbio artístico. com as mãos?
Atrai-me a matéria e a forma como ela se deixa trabalhar.
Adoro a textura e o aspeto final, depois de seco.
Que artistas desta disciplina segue e porquê?
Geoffrey Preston é para mim o mestre dos mestres no que
diz respeito ao trabalho de gesso decorativo, tem um tra-
balho maravilhoso. Já tive a oportunidade de o conhecer.
E quem são os emergentes que gostaria de salientar?
Kathy Dalwood, não é bem emergente mas trabalha e
explora o gesso de uma forma que adoro, com reprodu-
ções de peças banais do dia a dia e cria umas compo-
sições incríveis. Adoro acompanhar o trabalho dela, é
muito inspirador.
Um lema de vida?
Rir para não chorar.
Um país / cidade que a inspira, e porquê.
Londres, porque é uma cidade do mundo, multicultural.

CONTACTOS
[email protected]
www.ivavianaescultura.com
www.instagram.com/iva.viana_sculpture/
Iva Viana - 969 797 069

17

Entrevista

CELMA e CAROLINA LAVRADIO

AO SERVIÇO DO DESIGN

18

Rigorosas e dedicadas, prometem do ambientes de qualidade e conforto, com personalidade
encontrar as soluções mais própria e amigos do ambiente. O conforto e a funcionalidade
inovadoras em cada um dos seus estão sempre no centro do nosso desenvolvimento criativo:
projetos. TEXTO: MG procuramos soluções inovadoras que respondam às exigên-
cias e expectativas dos nossos clientes.
São familiares, mas o que as uniu foi a decoração. As- Como definem o vosso estilo de decoração?
sumem que viajar e viver em países com culturas tão O nosso estilo define-se pela metodologia, rigor e dedicação
distintas de Portugal estimulou-lhes o gosto pelo de- que aplicamos em cada projeto, sendo que damos a todos a
sign, e, hoje, são o rosto do atelier Lavradio Design, situado mesma dedicação, independentemente da dimensão.
no Estoril. Garantem sempre a mesma dedicação, indepen- “Understated Luxury” é a filosofia subjacente aos proje-
dentemente da dimensão do projeto, atrevem-se a integrar tos assinados pela Lavradio Design. Em que se caracteri-
soluções ecoeficientes e procuram que o resultado final seja, za este conceito?
não apenas bom… mas surpreendente!! Pela criação de espaços à medida, marcados pelo conforto
Têm percursos distintos: a Carolina é formada em Design despretensioso, ambientes acolhedores, funcionais e sofis-
de Interiores, e a Celma em Economia e Política, tendo ticados, em que se dá especial atenção a todos os porme-
concluído, mais tarde, a formação em Design de Interiores nores, incluindo a ecoeficiência. Privilegiamos as texturas
e Decoração na Inchbald School of Design, em Londres. naturais, os materiais nobres e gostamos de combinar peças
Qual o vosso intuito quando se juntaram? antigas com contemporâneas.
O atelier Lavradio Design foi relançado em 2011 e quisemos Identificam-se, também, com a conceção de “Contempo-
dar continuidade ao legado deixado por Teresa Lavradio, rary Living”. O que significa em concreto?
uma referência no design de interiores em Portugal. Abraçá- Significa que o atelier está focado nas tendências dos mer-
mos este projeto, porque temos em comum a paixão por sur- cados da moda e da arquitetura, em matérias-primas com
preender os clientes, numa atitude que já marcava o nosso texturas naturais, tons-base neutros e, sobretudo, com uma
anterior percurso profissional. forte componente funcional e amiga do ambiente, integran-
Que serviços podemos encontrar na Lavradio Design? do, de forma discreta, elementos tecnológicos.
Desenvolvemos projetos que visam responder às necessi- A que fontes recorrem para se inspirar?
dades de cada cliente, público ou privado, que procure um A inspiração nasce no cliente, no espaço em si e no contexto
serviço exclusivo e personalizado para criar um ambiente em que se insere. A isso, adicionamos as tendências interna-
ímpar, seja em intervenções integrais e parciais, ou “chave- cionais nas áreas do design de interiores e da arte, mas tam-
-na-mão”. Nas primeiras, o trabalho desenvolvido começa bém o que experienciamos nas viagens que fazemos. Cada
no conceito criativo e na arquitetura de interiores do próprio ambiente, obra de arte ou pormenor arquitetónico contribui
espaço, incluindo o acompanhamento e gestão da obra, para fortalecer a nossa capacidade criativa.
terminando com a decoração e design de peças à medida. Qual o maior desafio em decoração?
Nas parciais, abrangem a reabilitação de espaços interiores, Concretizar totalmente o sonho do cliente! Só neste momento
escolha de materiais, decoração, projetos de iluminação e, é que o projeto está terminado. E é por isso que os nossos
também, design de peças de mobiliário à medida. clientes são os nossos melhores embaixadores, o que muito
Dedicam-se mais aos espaços públicos ou residenciais? tem contribuído para o crescimento sustentado do atelier, em
Essencialmente residenciais, mas também alguns espaços Portugal e no exterior.
públicos, tanto em Portugal como no estrangeiro. A equipa Referiram a intervenção da Lavradio Design no exterior.
é multidisciplinar, integrando também técnicos de projeto e Que países já conheceram a vossa internacionalização?
de gestão de obra, bem como profissionais especializados A Lavradio Design tem diversos trabalhos em Inglaterra,
em iluminação, ecoeficiência do espaço, carpintaria e reves- França e Polónia, destacando-se, por exemplo, um projeto
timentos. residencial que desenvolvemos em Paris, que envolve arqui-
Qual o denominador comum em todos os projetos Lavra- tetura e design de interiores.
dio Design?
O estilo pessoal que integramos em cada projeto, adaptan- CONTACTOS:
do-o às aspirações, modo de vida e estilo do cliente, crian- L`avradiodesing Architecture & Interiors
Tel: +351 21 464 33 20
e-mail: [email protected]
www.lavradiodesign.com

19

O estilo industrial impõem-se neste pavilhão
recuperado para habitação, com uma magnífica
vista sobre a lezíria ribatejana. O módulo de ligação
construído em betão aparente dá lugar à zona mais

íntima da casa onde se situam os 3 quartos.
A zona da sala e cozinha ocupa, em open space,
toda a área da estrutura antiga, onde as paredes em

tijolo contam histórias de outros tempos.
A decoração é minimalista e funcional.

As linhas retas e a conjugação da madeira
e aço impõem-se na decoração e contrastam

com a paisagem verdejante que entra pelas
grandes fachadas em vidro.

É uma casa La Redoute, com certeza.

Todos os artigos à venda em:
www.laredoute.pt

La Redoute
INTERIEURS

Ali, onde o passado se funde com o presente,
renasceu uma casa de família…

É uma casa La Redoute.

Mesa de cabeceira 8316589 | Cabeceira da cama 7865104 | Colcha 9679901 | Roupa de cama 9961887 | Aplique 8340900, 8805105 | Tapete 8947414
| Tela 8330409 | Banco corrido 8747440 | Mesa 8800863 | Cadeiras 9858482, 8019479 | Consola 7982011 | Cestos 6516084 | Espelhos 9126465

Restaurante

QUANTO MAIS
FRESCO MELHOR

22

Foi inaugurado em dezembro de 2017,
assenta a sua cozinha no conceito
farm-to-table e junta a frescura do
menu à do ambiente, verde, moderno
e internacional. Fica em Lisboa.

FOTOGRAFIA: IMAGENS CEDIDAS

23

Restaurante

A sustentabilidade
e o desperdício zero é uma
preocupação constante no Prado

Oespaço, alvo de reabilitação, tem cerca de 200m2 e é anterior função, a fabril, mas de uma forma refrescante, optan-
composto pela cozinha, a zona de copa, o bar, a sala do-se, por isso, por peças distintas e minimalistas, que pare-
de refeições, garrafeira e um pátio exterior. cem levitar no espaço de um modo subtil.
O projeto do restaurante integra o plano de reabilitação de uma Com um visual muito internacional — o Prado poderia estar
frente de quarteirão na zona da Sé, em Lisboa, onde antes exis- no circuito dos restaurantes mais hip de Amesterdão, Antuérpia
tia uma fábrica conserveira devoluta. Por se tratar deste tipo de ou Nova Iorque —, aqui não se menospreza, pelo contrário, o
indústria, e em boa parte inspirados pelo ambiente da mesma, que é local. Foram utilizados, como tal, peças de mobiliário e
os proprietários decidiram aproveitar o ‘clima’ fabril, nomeada- elementos decorativos que refletem esta intenção. Boa parte
mente o sistema de roldanas, muito marcante, que no Prado
está coberto de vegetação, dando origem ao conceito ‘farm- CONTACTOS
-to-table’. Morada: Travessa das Pedras Negras, 2, Lisboa
O projeto de arquitetura de interiores pertence ao Arkstudio, se- Telf.: 351 210 534 649
diado em Lisboa e com vários trabalhos nas áreas residencial e [email protected]
comercial, que tão bem soube respeitar a ideia inicial dos clien-
tes, e basear todo o conceito, escolhas funcionais e estéticas
em torno do sistema das roldanas. A este foram associados os
conceitos da memória, do natural, do industrial e do contempo-
râneo.
“Esteticamente, privilegiamos os ambientes de caráter indus-
trial, combinados com elementos e cores suaves inspiradas na
natureza. Muitos dos materiais utilizados existiam no lugar, como
a pedra Lioz, aos quais conferimos novas formas, funções, as-
sociando à madeira, ao ferro, à chapa metálica”, referem.
Iluminação natural e artificial, dignas de uma atenção particular,
convivem sem conflitos, sendo que se pretendeu preservar al-
gum intimismo num espaço que guarde as referências da sua

24

O menu não é fixo e muda
consoante a disponibilidade

dos produtos

do mobiliário fixo foi desenhado pelo Arkstudio, em conjunto no mesmo dia, a mudar do almoço para o jantar. Além do menu,
com a arquiteta e proprietária do restaurante, Marta Fonseca, e a carta de vinhos propõe referências biológicas, naturais e bio-
estabeleceram-se várias parcerias com artesãos e marcas na- dinâmicas, sendo que cerca 80% é de produção nacional.
cionais, conjugadas harmoniosamente com peças de design No Prado recorre-se a vários fornecedores plenamente enqua-
nórdico contemporâneo. drados com o conceito. São bom exemplo disso a Fábrica Cof-
fee Roasters, que fornece o café, bem como as cervejas, exclu-
DA HORTA PARA O PRATO sivamente artesanais. Nota de destaque, ainda, para a seleção
O Chef é António Galapito, de 26 anos, que regressou de Lon- e promoção de alguns pequenos produtores nacionais, como
dres especialmente para abrir este restaurante onde a partir da a Sul Bags, que fez os aventais da equipa de sala e cozinha,
cozinha põe em prática o conceito ‘farm-to-table’. António inclui a Anna Morgado, que desenvolveu toda a linha de serviço de
no seu percurso profissional alguns restaurantes de renome, mesa exclusiva para o Prado ou os guardanapos, feitos pelo
salientando-se ‘The Corner Room’ (ambos de Nuno Mendes), ateliê Bicla. Importa ainda salientar a grelha de 1,20m de al-
‘Lyle’s’, de James Lowe, e ‘Taberna do Mercado’, também de tura, alimentada a madeira de oliveira e vinha, para grelhados
Nuno Mendes. com sabor especial, e a melhor preservação da frescura dos
No Prado toda a carta depende da sazonalidade e disponibili- ingredientes usados. O restaurante Prado está associado ao
dade dos produtos (os orgânicos e os produzidos localmente). apart-hotel-boutique The Lisboans, e ainda a uma mercearia
O menu não é fixo e varia todos os dias, chegando, por vezes, tradicional com o mesmo nome do restaurante.

25

Loja

Que bem
que se
vive no
Porto!

No universo da XL Living Aloja de Alexandra Monteiro é o resultado de um de-
a inspiração não tem fronteiras, sejo antigo, mas também por tanto gostar do “bulí-
cio das cidades, das viagens que nos enriquecem,
atravessa o tempo e o espaço da tecnologia que nos liga”. É fruto do seu amor pelo con-
e põe em diálogo vários estilos, temporâneo e pelas tendências, pela herança do passado,
pela estética, formas, cores, matérias.
da simplicidade escandinava Nesta loja estão refletidos, por isso, vários fatores: aquilo
à irreverência dos anos 50. que a sua fundadora e proprietária é, as suas vivências,
Passe por lá. experiências e gosto pessoal.
O conceito da XL foi desenvolvido com base numa perspe-
FOTOGRAFIA: IMAGENS CEDIDAS TEXTO: IPF tiva quase sociológica, cultural, partindo do princípio que

26

hoje as pessoas estão mais atentas, e valorizam cada vez ONDE FICA
mais a estética, o design, a arquitetura. “Isso é bem justifi- Morada: Rua do Campo Alegre, 290, 4150-169 Porto
cado pelo mundo digital em que vivemos, pelo facto de que Tel: 22 600 15 43
à distância de um clique podemos encontrar tudo o que www.xl-living.com.pt
quisermos, tudo o que gostamos, descobrir as tendências,
ver o que há de novo”, refere. “Por outro lado, e numa aná-
lise particular ao mercado do Porto, a quem nos dirigimos,
as pessoas, hoje, viajam mais, conhecem outras realida-
des, outras culturas. Têm uma maior bagagem cultural e,
por outro lado, um nível de exigência muito mais elevado.”
Por isso, a busca de coisas novas, de designers emergen-
tes foi uma das suas prioridades. Tentar encontrar, como
refere, um estilo que fosse algo fresco no Porto.
Por seu turno, a História, o passado, o sentido de herança
têm hoje um valor apercebido diferente, não é para esque-
cer ou apagar, pelo contrário, por isso na XL Living valo-
riza-se o que é doutros tempos, mas num contexto con-
temporâneo. A loja propõe “uma inspiração marcadamente
escandinava, pelas linhas simples e funcionais, tão típicas
do estilo nórdico, mas que combinam em pleno com linhas
do passado, caso da década de 1950”, salienta.
O seu gosto pela simplicidade das formas, do design e da
funcionalidade, para ela fundamentais, está intimamente li-
gado “ao nosso estilo de vida, tão corrido, tão complicado”,
diz. “E quando chegamos a casa, queremos um ambiente
fácil, descomplicado, mas sempre elegante e funcional.
Para mim, é esse o verdadeiro mundo XL, o verdadeiro con-
ceito de luxo.”
Marcas que aqui podemos encontrar: Petite Friture, Ferm
Living, Hubsch, Linie Design, Persono.

27

Trending DESIGN

Bordeaux, azul real, dourado, amarelo mostarda e verde escuro, bem Poliedro#56, pelo designer Vítor Agostinho, o
como o rosa milenar, o bege e o castanho, são as cores tendência que resultado de moldes compostos por elementos ligados
a Vicaima, especialista no design e produção de soluções de portas entre si de modo a tornar possível a manipulação formal
de interior, portas técnicas, aros e peças para mobiliário, sugere para da superfície. 300 x 170 x 170mm, 175€ (fotografia de
2018. www.vicaima.com Jorge Soares, cortesia Arquivo da Câmara Municipal da
Marinha Grande), www.vitoragostinho.com
Louis Vuitton Objets
Nomades 2018 Toucador Alice,
apresentada no final do ano assinado Luísa
passado na Design Miami, Peixoto, sob consulta,
junta à exclusiva coleção na Luísa Peixoto,
dois nomes maiores do luisapeixotodesign.com
design mundial: India
Mahdavi e Tokujin Yoshioka. A Pullcast eleva o futuro
Hoje, a coleção soma do mobiliário de design na
25 objetos Nomades, Maison & Objet 2018 com
desde uma rede a uma a apresentação da coleção
espreguiçadeira, uma limitada de joias, com o
cadeira de baloiço a um recurso aos cristais Swarovski.
banco dobrável. Na imagem, Na imagem Tiffany Quartz,
a mesa de apoio Talisman, pullcast.eu
por Mahdavi.

Laskasas na Maison et Objet Paris Por Lagranja, pufe
A empresa portuguesa esteve presente numa das maiores feiras de Seta (590€, s/ IVA),
mobiliário e decoração do mundo, a Maison & Objet, Paris, onde apresentou estúdio de design
a nova coleção, com influências mid century e um toque contemporâneo, multidisciplinar
em linha com a sua filosofia de aliar a funcionalidade ao design moderno, (interiores, produtos
com materiais ajustados e tendências internacionais. laskasas.com e instalações
efémeras), fundado
28 por Gabriele
Schiavon e Gerard
Sanmartí, que se

conheceram na Fabrica,
o famoso centro de investigação de
comunicação da Benetton. lagranjacollection.com

PRÉMIOS

Da autoria do gabinete de arquitetura COOP
HIMMELB(L)AU, o Museum of Contemporary
Art & Planning Exhibition (MOCAPE) foi
premiado com o IES Illumination na
categoria ‘Outdoor Lighting Design’,
atribuído pela Illuminating Engineering
Society (Nova Iorque, EUA). Este
organismo reconhece a excelência em
matéria de design de iluminação e sua
aplicação, em todos os aspetos da
iluminação de exterior, celebrando a
estética, soluções criativas ajustadas
às demandas do local e os avanços
tecnológicos da indústria, entre outros.

TECNOLOGIA

Guarda-chuva Kisha, em preto ou rosa, BeoLab 50, as colunas
inclui aplicação móvel que nos avisa quando de 40 mil dólares da Bang
o deixamos esquecido, fácil de encontrar via & Olufsen, e o sonho
mapa Google, localização inteligente, previsão dos puristas do som,
meteorológica, notificação pela manhã se tecnologia impressionante
deveremos levá-lo ao sair de casa; faça o para quem não olha a
donwload na App Store. www.getkisha.com despesas, em prol de
experiências musicais e
Bellaria, da Falmec, inovador sistema cinematográficas
de purificação do ar, restabelece um sem paralelo,
equilíbrio saudável na atmosfera interior www.bang-olufsen.com
devido ao sistema de ionização que
manda fora odores e outras substâncias O SUV Volvo XC60 foi um dos
nocivas. Os testes realizados pela finalistas do Car Design Award 2017,
Universidade de Pádua encontraram uma na categoria ‘Production Cars’, que
redução de 85% da carga bacteriana recebe ainda o North American
na atmosfera quando Bellaria está ‘on’. Utility of the Year 2018, além de ser
Design minimalista com estrutura de vidro reconhecido como o carro com o
de Murano, de fabrico artesanal, sob melhor desempenho geral ao nível da
consulta, www.falmec.com segurança em 2017 pela Euro NCAP.
Segundo a marca, é provavelmente o
SUV mais seguro de sempre, equipado
com a mais recente tecnologia de
segurança que ajuda a evitar colisões e
a manter-se fora de perigo. Ao conduzir
a velocidades mais elevadas a direção
é corrigida, mantendo-o, de forma
segura, na faixa de rodagem. O design
escandinavo ao serviço dos amantes
da estética, com destaque para os
interiores com materiais naturais, metal
genuíno e outros detalhes exclusivos.
www.volvocars.com

29

Trending VAIDADES

Premier Cru, da Caudalíe, associa-
se à Harvard Medical School numa
parceria com 5 anos daí resultando
uma tecnologia inédita e patenteada,
batizada de Vinergy®. Premier Cru
O Sérum completa a gama, cujas
fórmulas já foram renovadas, e
associado ao creme revela-se 7 x mais
eficaz no combate das rugas do que o
creme sozinho, 99,10€ (30ml).

Inverno colorido, e mate, com A L’Objet cheira a
as 4 novas cores Phyto-Lip Oh Mon Dieu No. 69,
Twist Mat, da Sisley, para a sensual vela aromática
sorrisos pintados nos tons da marca, com notas que
mais sexy deste inverno,
entre eles Ballet, Drama, vão do conhaque, ao
Ruby & Burgundy. A gama caramelo, passando pela
fica agora com16 cores pimenta, jasmim, ameixa
brilhantes e 6 mates. 37,50€.
e groselha preta.
A fragrância pode durar

mais de 90 horas. À
venda na 21 pr Concept.
Store, Praça do Príncipe

Real nº 21, Lisboa.

Le Jour se Lève,
aguardado para março,
é a nova adição à
coleção Les Parfums
Louis Vuitton,
apresentada em 2016,
em seis referências.
Todas as fragrâncias
são criadas por
Jacques Cavallier
Belletrud,
o perfumista
da casa.
Sob consulta.

Uma vista d’olhos na nova coleção da Zara, que L’Eau Rosée Eau de Toilette,
propõe um registo étnico, com mistura de padrões, de Miu Miu, lançado em fevereiro,
cores e estampados, lãs e seda. Nas lojas da marca.
é um floral suave criado a partir
30 de lírio do vale e brotos de cassis
envolvidos em notas de almíscar.

Fresca e viva, abre-se um novo
capítulo na jovem história
de Miu Miu, sob consulta.

BOA VIDA

Broadway, carteira de mão, em pele, Upcycling Now! A próxima
da Gucci, 2.490€, www.gucci.com exposição na Verso Branco
é uma mostra de objetos de
L Floral Chypre, The design feitos com material
Private Collection, de reciclado e pretende despertar
Clive Christian, empresa a sensibilidade do público
britânica de interiores para o problema do excesso
de luxo e perfumes, de consumo de embalagens
conhecidos pela sua e potenciar uma atitude mais
exclusividade e elaborados consciente nesta matéria. Por
a partir de ingredientes Luís Teixeira, para ver até 1 de
raros e preciosos. Este é março/2018, na Verso Branco,
um perfume com notas Rua da Boavista, 132-134,
mais femininas, e pode Lisboa, de 3ª a sábado,
ser usado com o L Woody das 11h30 às 20h.
Oriental, mais masculino.
Sob consulta, em The Book of Palms, editado pela
www.clivechristian.com Taschen, 15€. A 15 de dezembro
de 1868, Carl Friedrich Philipp von
Martius (1794-1868), professor
de Botânica da Universidade
de Munique e diretor do Royal
Botanic Garden, foi levado para
o túmulo num caixão coberto
com folhas de palmeiras
frescas... “Este bonito e
exuberante livro é para todas
as coleções de livros de arte
o que as palmeiras são para
todas as outras árvores
em florestas exóticas. Os
desenhos requintados
e íntimos de palmeiras
fazem deste um dos meus
favoritos na coleção Taschen”, escreveu
a respeito o fotógrafo Sebastião Salgado.

Um dos designers É o segundo hotel em Paris do
de moda mais influentes do mundo, coletivo Experimental Group,
Nicolas Ghesquière lança-se na corrida e desenha e abriu as portas no final de
para a Louis Vuitton os ténis mais desejados da temporada. 2017. Os 50 quartos do Hotel
Na imagem, LV Archlight, sob consulta. des Grands Boulevards,
desenhados por Dorothée
Meilichzon, rendem homenagem
à comida, vinho e cocktails
e combinam o romantismo
aristocrático com
o bulício das avenidas
do bairro onde se insere,
o Boulevard Poissonniere.
www.grandsboulevardshotel.com

31

éMimelphoosrs,ível

32

Alojada em dois dos pisos de um palácio
do século XVII, esta casa rompe com
todas as convenções, e é o reflexo do
gosto e vivências dos seus proprietários,
e autores da decoração. Rica, aqui se
combinam materiais, cores e peças
num registo surpreendente.

FOTOGRAFIA: JOÃO BESSONE TEXTO: IPF

33

34

35

36

Com vista para o casario e o rio, implantado numa zona um jardim e a comodidade de uma garagem, combina habil-
histórica de Lisboa, o edifício dos anos 1650 divide-se mente o antigo com o moderno, o vintage com o pop, os con-
hoje em vários apartamentos, alvo de reabilitação, ocu- trastes, tramas e jogos de luz/sombra.
pando este os dois últimos andares. À semelhança de alguns Na sua recuperação, todos os materiais originais, dentro do pos-
casos dignos de nota, também aqui os interiores vão muito mais sível, foram preservados, caso do soalho, portadas em madeira
além da restruturação interna de uma casa. Este apartamen- e ferragens, tetos; mas ainda o lavatório em granito e os azule-
to é manifestamente um bom exemplo disso, em que os seus jos encontrados no jardim, as paredes em estuque veneziano,
proprietários, e autores do projeto de decoração, souberam ti- as ombreiras em mármore, a chaminé da cozinha, entre outros
rar partido de uma área de aproximadamente 580m2 para dar elementos-chave. “Manteve-se também a estrutura original da
origem a uma casa-palácio onde ideias preconcebidas ficam à casa, e para isso foram criados mezaninos amovíveis, o que per-
porta. Rico em personalidade e cor, o apartamento, apoiado por mitiu manter o pé direito, ao mesmo tempo que se criaram novas

37

38

39

40

41

divisões sempre em open space”, refere a proprietária.
Contando com os mezaninos, o apartamento engloba cozinha
e sala de refeições, escritório/quarto de brincadeiras, lavanda-
ria — originalmente assumia funções de quarto de hóspedes
mas a quantidade de roupa foi aumentando a par com o nú-
mero de filhos —, a sala com 90m2, um “maravilhoso exagero”,
a entrada, o quarto principal, o quarto de vestir e duas casas
de banho. No andar superior, o sótão, encontramo-nos noutro
apartamento, independente, com ligação interna, onde habi-
tam as crianças.
Neste microcosmos destinado aos mais pequenos existe uma
sala de estudo e brincadeiras, onde foi construída “uma es-
pécie de casa de bonecas que é o quarto das raparigas, um

42

43

44

45

quarto independente para os rapazes, uma casa de banho, prados em leilões, em Itália, vestem algumas das paredes.
e outro mezanino, este, sim, destinado a quarto de hóspedes.” Assinalável ainda a preferência pelo mobiliário vintage, uma ou
Logo à entrada, o impacto da dimensão das áreas, materiais e outra peça singular, como a bomba de gasolina adquirida a um
peças atrai o nosso olhar em diversas direções. Por aqui, acede- antiquário português, e a mistura de estilos. Como nos referem,
-se a uma casa de banho em open space, se bem que equipada “não gostamos de casas frias, demasiado modernas e perfeitas,
com portas, e logo a seguir a sala, em esquina. No piso superior, por isso aproveitamos tudo, caso das cadeiras da sala de jantar,
e sobre esta entrada, está um mezanino com o quarto de ves- todas diferentes.”
tir (outrora quarto dos bebés) e por cima da casa de banho o Para esta família, composta por dois adultos e quatro crianças,
mezanino do quarto principal. As escadas que partem da casa
de banho dão acesso ao sótão, apesar deste ter entrada pela
porta da rua. De novo, em baixo, e do lado oposto, encontramos
o escritório e, por cima, a lavandaria em mezanino, seguida da
cozinha em plano aberto, conectada com a sala de jantar.
Todo o espólio do casal, herança de família tradicional portu-
guesa, peças trazidas das várias estadas em países diferentes,
foi somado às peças adquiridas para preencher o apartamento.
Procuraram-se móveis grandes, um sofá generoso e armários
de farmácia, que equipam a sala, entre outras. O proprietário,
de origem italiana, amante da boa gastronomia, viu realizado o
sonho de ter um espaço de refeições ligado à cozinha, “decisão
fundamental porque lhe fazemos companhia enquanto ali está”.
É notável ainda o gosto por cartazes de filmes e de publicidade
—James Bond, Chanel e ‘pasta’ italiana, todos originais, com-

46

47

com idades entre os 3 e os 13 anos, nada falta na sua casa-pa-
lácio, “é perfeita, e vai-se adaptando às nossas exigências.”
Amor à primeira vista, é aquele com que sempre sonharam, mas
que não haviam nunca conseguido idealizar, pela sua singulari-
dade, riqueza, grandiosidade a todos os níveis. “Está cheia de
detalhes, materiais nobres excepcionais, jogos de luz maravi-
lhosos, é uma casa com muita personalidade.” Discreta quanto
baste, pelo lado de fora, e surpreendente por dentro, com o seu
jardim sereno, resguardado e silencioso, decorado com árvores
de fruto, no coração da velha Lisboa. Melhor, é impossível.

48



UM DUPLEX
EM PARIS

Aos pés de Montmartre, o arquiteto de interiores Tristan Auer
imaginou para si e para a sua família um ousado duplex, onde

coabitam referências vintage, as suas próprias criações
e esculturas neoclássicas francesas. FOTOGRAFIA: AMAURY LAPARRA TEXTO: I.P.F.

50


Click to View FlipBook Version
Previous Book
Fieldking - Skid Steer Bale Spear
Next Book
Ultrasurge Muscle Builder