The words you are searching are inside this book. To get more targeted content, please make full-text search by clicking here.
Discover the best professional documents and content resources in AnyFlip Document Base.
Search
Published by ctrls, 2019-09-20 12:54:45

Sketchers do Brasil Florianopolis

Sketchers do Brasil Florianopolis

Keywords: art,Sketch

SketchersdoBrasils´érie

Urban Sketchers
Brasil



SketchersdoBrasil

Em 2016 foi editado e lançado o livro “Sketchers do Brasil”. O momento não
poderia ter sido melhor: na abertura do primeiro encontro nacional de
Urban Sketchers, em Curitiba.
Esse livro já é histórico! Foram 51 sketchers de todos os cantos do Brasil.
O objetivo da publicação era celebrar aquele primeiro encontro e traçar um
perfil do movimento no nosso país. Queríamos continuar, mas não houve
condições para conduzir a complicada logística de uma edição impressa e
cara, mesmo sendo financiada pelos próprios autores.

Mas a ideia não foi esquecida, apenas adiada.
Com as possibilidades tecnológicas mais viáveis, veio a ideia de fazer não
só um, mas uma série de livros virtuais. Um de cada grupo USk brasileiro.
A publicação será on line, mas também estará disponibilizada em arquivo
de alta resolução. Assim, todos podem apreciá-lo com qualidade e, se tiver
vontade, fazer a sua própria impressão em uma gráfica rápida.
Mas agora o objetivo é um pouco maior e mais democrático: seguimos
com a intenção de traçar o panorama de 2019 do USk no Brasil, mas também
queremos que cada cidade tenha o seu arquivo para ser conferido e admirado
a qualquer momento, e não perdido em qualquer mídia social. Queremos que
todos participem, quanto mais gente, melhor!
Queremos também que todos se sintam parte desta família e saibam que
podem, sim, aparecer num livro. Queremos que essa série sirva de incentivo
para quem quer desenhar conosco tomar de assalto a cidade com as melhores
armas: tintas e traços!
Vamos nessa, um desenho de cada vez?

Simon Taylor

Coordenador geral do USk Brasil

4

Urban Sketchers

Florianópolis

Há mais de três anos, moradores de Florianópolis de diferentes
formações se reúnem com seus cadernos, lápis e aquarelas
para desenhar os cenários da cidade. O encontro no
Mercado Público em maio de 2016 foi o início do Urban Sketchers
Florianópolis. Hoje, são quase cinquenta lugares representados em
grafite, tinta e papel, incluindo locais históricos como o Ribeirão da
Ilha e as edificações ecléticas do Centro, mas também as linhas de
concreto do edifício Ceisa Center e do terminal rodoviário Rita Maria.

Nesse pouco tempo de atividade, há construções que hoje são
apenas memória, como dois simpáticos prédios de inspiração
art déco que foram demolidos poucos meses depois de serem
desenhados.

Os encontros são gratuitos e abertos a qualquer um,
independentemente de idade e habilidade, com uma média de
25 participantes. O objetivo das saídas é divulgar o desenho de
observação como registro da cidade, promover a interação entre as
pessoas e motivar a prática artística.

Organizadores
Carol Grilo | Ivan Jerônimo | Lucas Polidoro | Osmar Yang

facebook.com/groups/uskfloripa [email protected]
instagram.com/uskflorianopolis tinyletter.com/uskfloripa

5

Ana
Tuyama

Instagram:
@anatuyama
Facebook:
https://www.facebook.com/anatuyama
e-mail:
[email protected]

Ana Tuyama, 50 anos, casada, mãe
de três, crafter e estudante de Design.
Moro em Floripa SC, adoro atividades
ao ar livre e o contato com a natureza,
participo dos encontros USk desde
maio de 2018 e desde então tenho
enxergado e (re)descoberto lugares
dessa linda ilha com outros olhos.

Bairro José Mendes

6

Vila Fátima Sertão do Córrego Grande Casa de Câmara e Cadeia

Lagoa da Conceição Grupo Escolar SIlveira de Souza

7

Artur
Hugo
da Rosa

e-mail: [email protected]
instagram: arturhugo.darosa

Natural de Florianópolis - manezinho
da ilha, como se diz por aqui. Caminho
pelos campos das artes e do patrimônio
cultural.

Sou formado em Arquitetura e
Urbanismo pela Universidade Federal de
Santa Catarina e músico na Sociedade
Musical e Recreativa Lapa.

Uma das memórias mais antigas que
carrego é de estar andando pela casa
com um lápis na mão. Iniciei, de forma
autodidata, desenhando carros para os
amigos que me pediam na escola.

Levei meu traço até a faculdade de
arquitetura, onde aprendi a colocar ele no
lugar certo (ou quase), abrir perspectivas,
gostar da dramaticidade do preto e branco
e descobrir minha identidade gráfica
através do nanquim.

A rua Conselheiro Mafra num sábado à tarde, 2018.
Local: Rua Conselheiro Mafra, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.
Técnica utilizada: Nanquim sobre papel Canson

8

O dominó na Praça Dona Chiquinha, 2018. O Bar do Noel, 2018.
Local: Freguesia do Ribeirão da Ilha, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. Local: Travessa Ratcliff, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.
Técnica utilizada: Nanquim sobre papel Canson Técnica utilizada: Nanquim sobre papel Canson

Na frente da Banda, 2018. 9
Local: Freguesia do Ribeirão da Ilha, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.
Técnica utilizada: Nanquim sobre papel Canson

Audrey
dos Santos

Instagram:
@audreysanttos
Facebook:
facebook.com/profile.php?id=100012246017156

Formada em Direito, comecei a ter
contato com arte desde pequena, junto
a meu pai, que fotografava e pintava. O
desejo em desenvolver aumentou com a
idade e agora vivo entre lápis, pincéis e
tintas.

Sede da amosc no poção

10

Escola Silveira de Souza Espaço Primavera Café Cultura
Mercado São Jorge
Ribeirão da Ilha

11

Bruno
Tuyama

Email:
[email protected]
Instagram:
www.instagram.com/b.tuyama/

Nasci em Florianópolis em 2006 e sou
filho da Laura Tuyama. Gosto de desenhar
desde cedo, além de ter estudado violão
e guitarra por alguns anos. Este ano estou
aumentando meu ritmo de desenho e
entrei no Urban Sketchers.

Praça XV de Novembro - Edição Casa de Câmara e Cadeia

12

Retiro do Morro das Pedras

Casa de Victor Meirelles

13

Camila
Tuyama

Instagram: @milatuyama | @ctuyama.arq Igreja de Nossa Senhora da Conceição
Local: Lagoa da Conceição - Florianópolis/SC - Brasil
Linkedin: linkedin.com/in/camila-tuyama-786642171 Técnica: Aquarela

Arte e criação sempre fizeram parte
dos meus hobbies desde muito nova. E
foi após me mudar para Florianópolis,
que comecei explorar diversos cursos e
técnicas diferentes permeando o desenho,
pintura e etc. A faculdade de Arquitetura e
Urbanismo (UFSC), teve papel fundamental
na minha produção e principalmente na
percepção artística. Através das teorias e
projetos, pude observar a cidade, edifícios
e relações humanas. Participando do Urban
Sketchers, tenho a chance de descobrir
lugares ímpares escondidos na malha da
cidade contemporânea. A oportunidade de
observar, interpretar e viver a cidade.

Tenho apreço pela representação da
arquitetura integrando os espaços. Na
vivência acadêmica, desenvolvi respeito e
admiração pelo patrimônio histórico.

Frequento o USk Florianópolis desde
2016. Aos poucos minha família começou
a participar também. Hoje os eventos do
usk se tornaram nosso ponto de encontro,
e é difícil não notar a família Tuyama. Nos
identificamos muito com o manifesto e é
sempre um prazer poder dividir momentos
com amigos tão talentosos e especiais.

14

Manção Avenida Higienópolis com Rua Pará

Centro Paroquial da igreja de pedra do Rio Tavares
Local: Rio Tavares - Florianópolis/SC - Brasil
Técnica: Aquarela

Detalhe do brise - Sede da AMOSC Retiro do Morro das Pedras (Vila Fátima)
Local: Córrego Grande - Florianópolis/SC - Brasil Local: Morro das Pedras - Florianópolis/SC - Brasil
Técnica: Aquarela Técnica: Aquarela

15

Carol
Grilo

Email: [email protected]

www.instagram.com/carolgrilo/

www.facebook.com/carolgrilo

Sou arquiteta de formação. Sou artista
e trabalho com bordado contemporâneo e
criações feitas a mão desde 2005.

Nesta época, conheci os Urban
Sketchers através da plataforma de
fotografia Flickr. Lembro que os desenhos
dos artistas orientais me chamavam muito
a atenção e adorava acompanhar as fotos
dos caderninhos deles.

Anos mais tarde, descobri o
movimento no Brasil através do meu
companheiro Ivan Jerônimo.

Resolvi retomar meus desenhos de
observação, prática que fazia ainda na
faculdade. Comecei então a participar do
USk Florianópolis no começo do ano de
2018.

No mesmo ano, participei do encontro
Paraná – Santa Catarina, em Joinville. E fui
ao Encontro Nacional em Salvador. Assim,
me tornei também organizadora.

Hoje, tenho experimentado bordar os
desenhos feitos nos encontros e de outras
obras arquitetônicas.

Palacete Oswaldo Doria

16

Palácio
Cruz e
Sousa

Casarão Botânica ufsc Casarão
Villa Yollanda Botânica

ufsc

17

Daniela
Almeida

Email:

[email protected]

Facebook:

www.facebook.com/daniela.almeida.1848

Professora da educação básica no
ensino técnico e tecnológico do Instituto
Federal de Santa Catarina câmpus Palhoça
Bilíngue. Mestre em Estudos da Tradução
- PGET / UFSC. Licenciada em Artes Visuais
pela UDESC. Bacharel em Letras LIBRAS
pela UFSC.

Casacanto R. Luís Delfino

18

Casarão Fundação BADESC Igreja Nossa Senhora do Bom Parto na rua Conselheiro Mafra Antigo hotel na rua Conselheiro Mafra

19

Diogo
Batista

E-mail:

[email protected]

Instagram:

dibatista_arts

Ilustrador, Professor de desenho e
Design gráfico. Auto-didata, sempre
estudando técnicas e estilos diferentes
de pintura.

Sua paixão atual é a aquarela, onde
encontrou uma beleza, velocidade e
simplicidade em suas variadas técnicas
atua como urban sketcher desde que
descobriu as pinturas “plein air”, aliada a
sua paixão pelos fatores de sua cidade,
Florianópolis, ter vários monumentos e
contruções antigas e históricas.

Sede da AMOSC
Local: Florianópolis/SC/Brasil
Técnica: Lápis, nanquim e aquarela

20

Catedral Metropolitana de Florianópolis Casarão de 1914
Local: Florianópolis/SC/Brasil Local: Florianópolis/SC/Brasil
Técnica: Lápis, nanquim e aquarela Técnica: Lápis, nanquim e aquarela

21

Douglas
Menegazzi

Instagram: @dougmenegazzi Casa de Retiros Vila Fátima
Local: Morro das Pedras Florianópolis
E-mail: [email protected] Técnica: Caneta nanquim e marcadores

Behance: behance.net/dougmenegazzi

Minha paixão pela Ilustração guiou
minha formação acadêmica e profissional.
Sou graduado em Comunicação Social
- Publicidade e Propaganda, Mestre em
Comunicação Visual pela Universidade
Estadual de Londrina (UEL) e Doutor em
Design pela Universidade Federal do
Paraná (UFPR).

Atuo como professor de Ilustração
Digital nos cursos de Design, Animação e
Design de Produto da Universidade Federal
de Santa Catarina (UFSC). Antes disso,
trabalhei como diretor de arte em agências
de publicidade, em estúdios de design e
com ilustração editorial. Minhas ilustrações
fizeram parte da Exposição Brasilidade
Ilustrada, realizada em 2008 pelo Instituto
Europeo di Design (IED) com curadoria da
revista Zupi.

Além do Urban Sketchers, participo
de grupos de desenho de modelo vivo
e me dedico ao estudo da ilustração
na Literatura Infantil, o que me levou a
cruzar fronteiras para estudar na Scuola
Internazionale d’Illustrazione em Sàrmede/
Itália. Atualmente pesquiso e trabalho com
projetos digitais de livros infantis ilustrados.

22

Vila dos Araçás Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição da Lagoa
Local: Lagoa da Conceição, Florianópolis Local: Lagoa da Conceição, Florianópolis
Técnica: Aquarela e lápis de cor Técnica: Aquarela e lápis de cor

Parque para Moradores Casarão da Lagoa
Local: AMOSC - Associação dos Moradores do Córrego Grande, Florianópolis Local: Lagoa da Conceição, Florianópolis
Técnica: Caneta nanquim Técnica: Aquarela e lápis de cor

23

Gui
Ruchaud

[email protected] Lagoa da Conceição, 2018
Caneta nanquim
www.instagram.com/grafitezeronove/

behance.net/guiruchaudfc72

Gui nasceu em Niterói, mas mora a
maior parte da vida em Florianópolis, onde
se graduou em Arquitetura e Urbanismo,
e de onde saiu por um ano para fazer
mestrado em Antropologia em Pelotas.

Durante a graduação e o mestrado,
com diferentes abordagens, passou a
alinhar o gosto por desenho que carrega
desde criança a um olhar para a cidade que
procura beleza nos detalhes do cotidiano,
nas arquiteturas banais, nas esquinas
anônimas, nos bares lotados.

Gui acredita no gesto de desenhar
como forma de estabelecer uma relação
com o território e a paisagem da cidade,
tendo inclusive participado da organização
de uns poucos encontros do Urban
Sketchers em 2017.

Nos últimos anos firmou parceria
com a Garatuja Cadernos, com quem
vem produzindo ilustrações para capas
de cadernos artesanais. Para esta seleção
escolheu apenas desenhos que tenham
sido desenvolvidos em encontros, mas
outros rabiscos podem ser encontrados
em sua página do Instagram, que
procura sempre manter em movimento,
expressando seus olhares sobre a cidade
em que vive e que ama.

24

Rua Felipe Schmidt, 2017 Lagoa da Conceição, 2018
Caneta nanquim Caneta nanquim

Centro Histórico de São José, 2017 Mercado Público, 2017 Palácio Cruz e Sousa, 2018
Caneta nanquim Caneta nanquim Caneta nanquim

25

Ivan
Jerônimo

www.facebook.com/ivan.jeronimo1

www.instagram.com/ivanjeronimo/

[email protected]

Redescobri o desenho de rua como
modalidade de expressão a partir de 2016
com os encontros do Urban Sketchers
Florianópolis. Virei organizador dois anos
depois.

Olhando para trás, percebo que os
resultados de que mais gosto vêm quando
represento o que já existe. Hoje, o desenho
de observação é minha justificativa
para ir além de reproduzir as coisas.
Experimento com técnicas diferentes e com
a representação das formas. Cada obra é
imprevisível.

Me formei em jornalismo, mas ainda
na faculdade fui para área gráfica. Hoje
sou designer de interfaces e mantenho o
desenho como atividade paralela.

Desde 2014, também me dedico à
caligrafia, disciplina com a qual tive contato
no Japão. Misturo abordagens tradicionais e
contemporâneas.

Escola Silveira de Souza, 13/04/2019

26

Travessa Ratcliff, 26/05/2018 Fundação Badesc, 04/08/2018

Palácio Casa de Câmara e Cadeia, 15/06/2019
Cruz e
Sousa,
01/12/2018

27

Jony
Coelho

facebook.com/profile.php?id=100008831435115 Farol de Sta. Marta (SC). Marcadores Posca sobre papel lay out

[email protected]

Meu nome é Jony Coelho, natural de
Tubarão (SC). Fascinado desde a infância
pelo desenho fui por ele levado para a
arquitetura. Como arquiteto trabalhei com
projetos, construção, planejamento urbano
e atualmente sou professor universitário.
Na universidade atuo em disciplinas
também relacionadas com o desenho e
expressão gráfica.

Soube da existência do USk em 2012
através de um artigo de revista. Acessei o blog
nacional e comecei a postar desenhos no
flickr, em seguida fui convidado a participar
do grupo. Hoje sou correspondente.

O USk mudou minha vida, trouxe
alegria de fazer amigos e compartilhar a
paixão pelo sketch urbano. Participei do
encontro mundial em Paraty e dos encontros
nacionais em Curitiba, São Paulo e Salvador.

Gosto de variar o material na
representação nos meus desenhos. Grafite,
marcadores, cálamo de bambu, pincel,
aguada, aquarela, lápis de cor etc.

A escolha da técnica depende de
como me sinto no dia, algo me leva a
pegar tal material e partir para o traço.

É isso aí.
O resto é desenho.

28

Sarilhos Lagoa Sto. Antonio dos Anjos Laguna (SC). Aquarela sobre papel Canson Centro
Cultural Badesc
Igreja Conceição da Praia Salvador Florianópolis (SC)
Caneta e aquarela sobre papel canson Aquarela sobre

papel Canson

Forte del Cerro
Montevidéu Uruguay
Caneta tinteiro sobre

pape sulfite

29

José
Antônio
Bellini

www.facebook.com/joseantonio.bellini

[email protected]

Pratico a pintura em aquarela desde
de 2011 como atividade de lazer, fazendo
contra-ponto à minha profissão de
professor universitário.

Sendo graduado em engenharia
mecânica, não recebi nenhuma educação
formal em artes porém sempre tive muita
curiosidade pela pintura, em especial às
aquarelas.

Reconheço na pintura plein-air uma
forma de se registrar o lugar a uma certa
época. Participo com entusiasmo do
movimento Urban Sketchers Florianópolis
desde 2016 por reconhecer nessa prática
uma forma de se testemunhar a evolução
da vida na cidade, com uma interpretação
pessoal dos eventos e locais retratados.

Baía Sul e bairro Coqueiros em Florianópolis vistos do Parque Natural Municipal do Morro da Cruz

30

Edifício O Museu Histórico de Santa
residencial Catarina Palácio Cruz e Souza
anos 1960, na
rua Martinho
Calado, centro
de Florianópolis,

demolido
recentemente

Forte de
Sant’Ana do
Estreito, sob
a cabeceira

insular da
ponte Hercílio

Luz

Casarões da Rua
Conselheiro Mafra,
centro histórico de
Florianópolis

31

Julius
Schadeck

www.facebook.com/alexandre.schadeck
www.instagram.com/juliusschadeck/
[email protected]

Julius é professor de aquarela e
tem no currículo exposições individuais
de pinturas em grande formato, além
de trabalhos de ilustração editorial e
publicitária.

32

33

Laura
Tuyama

Email: [email protected]
https://www.facebook.com/laura.tuyama.3

Nasci em Mauá (SP), morei em
Rondônia e cheguei a Florianópolis em
1991, lugar onde nasceram meus dois
filhos. Aqui me formei em Jornalismo na
mesma universidade onde atualmente
trabalho. Gosto de caminhar, ler, assistir
filmes, viajar e brincar de desenhar. Desde
o final de 2018 comecei a participar do
Urban Sketchers Florianópolis e cada
encontro tem sido uma alegria.

Casa de Câmara e Cadeia

34

Sede Associacção dos
Moradores do Sertão e
Corrego Grande

Casa do pintor Victor Meirelles

Igrejinha da Lagoa

35

Lucas
Polidoro

[email protected] Parque de Coqueiros. Nanquim e lápis de cor

www.behance.net/lucaspolidoro

www.instagram.com/polidrops/

Comecei a acompanhar o Urban
Sketchers Florianópolis em março de
2017, por indicação de um amigo que
frequentava o grupo de Curitiba. A ideia de
que eu poderia praticar o meu traço através
do desenho de observação, coletivamente,
em locais importantes da cidade em que
eu nasci e cresci me empolgou muito.
Passei a participar dos encontros mais
assiduamente e, após o primeiro regional
PR-SC em Joinville em 2018, decidi ingressar
na organização com a Carol Grilo, o Ivan
Jerônimo e o Osmar Yang.

Quanto aos meus desenhos, gosto
de experimentar diferentes técnicas e
materiais - desde canetas esferográficas,
passando por nanquim, lápis de cor,
lápis grafite, aquarela, sanguínea e pastel
oleoso. Por vezes combino dois ou três
desses materiais em um mesmo desenho.
Mas, para mim, o que os encontros me
proporcionam de mais importante é a
ressignificação, por meio de um novo
olhar, de lugares que eu já conhecia,
mas nunca havia reparado; assim como
a descoberta de novos locais e o contato
com pessoas com diferentes bagagens e
estilos artísticos.

36

Igrejinha da Lagoa. Nanquim e pastel oleoso Detalhes do Palácio Cruz e Sousa. Nanquim e aquarela Ponte Pedro Ivo e ilha de Florianópolis. Nanquim e caneta gel metálica

Ilha das vinhas, naquim e aquarela Freguesia do Ribeirão da ilha,
Nanquim e pastel oleoso

37

Marcelo
Schlee

www.facebook.com/mschlee.art/?ref=settings

www.instagram.com/mschlee/

www.behance.net/marcelo_schlee

mschleeart.wixsite.com/arte

Marcelo Schlee é artista visual e
arquiteto.

Nasceu em Pelotas-RS em 1968
e vive com sua mulher e filhos em
Florianópolis-SC desde 1993. Desenha e
pinta desde criança.

Participa do USk Floripa desde
agosto de 2018.

Usa nanquim, tinta acrílica, aquarela,
grafite, pastel, lápis de cor, óleo... sobre
tela, papel, papelão e também de modo
digital.

Mercado São Jorge: Grafite sobre papel

38

Escadaria do Rosário: Grafite sobre papel Escadaria do Rosário2: Grafite sobre papel

Amosc: Caneta Pigma Micron 0,5, Tombow e grafite sobre papel Casa Canto: Pigma Micron 0,5 e grafite sobre papel

39

Maria
Esmênia

(48) 99101-0417

[email protected]

https://www.facebook.com/mariesmenia

Maria Esmênia é professora
universitária aposentada, na área de
Educação. Estuda e produz arte desde
os anos 90. Fez cursos e/ou oficinas com
Sonia de Brida Zanette, Zulma Borges,
Juliana Hoffmann, Palmira Villar, Ari de
Góes Jr, dentre outros artistas e ateliês.

Atualmente frequenta o curso
Livro do Artista, no Centro Integrado
de Cultura, com Patricia Amante; o
curso Desenvolvimento do Pensamento
Plástico com José Maria Dias da Cruz,
no Ateliê Árvore da Felicidade; o Ateliê
Alvéolo de Zulma Borges; o Ateliê de
Ari de Góes Jr; e o Grupo SUTILEZAS, de
aquarelas. Participa do grupo Sketchers
Brasil/Florianópolis.

Participa de exposições individuais
e coletivas, sempre apresentando suas
aquarelas.

É associada da ACAP-Associação
Catarinense de Artistas Plásticos.

Praia da Armação vista do Retiro do Morro das Pedras. Aquarela. 6/7/2019

40

Theatro Municipal de São José /SC/Brasil. O Theatro Detalhe da Igreja Nossa Senhora das Catedral Metropolitana de Florianópolis
Adolfo Mello é a casa de espetáculo mais antiga de SC e a Necessidades, localizada em Santo Antônio de -Lateral. Rua Padre Miguelinho. É dedicada a
quarta do Brasil. Em 1854 foi lançada a pedra fundamental Lisboa/Florianópolis/Santa Catarina/Brasil. Foi Nossa Senhora do Desterro, construída entre
e em 1856 foi inaugurado. Aquarela. 04/03/2017 construída entre 1750/1756 e tombada pelo 1753 e 1773 , no estilo neo-clássico. Tombada
município em 1975. Aquarela. 08/2016 pelo Instituto Artístico e Histórico Nacional.
Aquarela. 3/6/2017

41

Michelli
Zimmermann
Souza

[email protected] Ribeirão da Ilha
instagram: @zimmermichelli

Sou Michelli Zimmermann Souza,
manezinha de Florianópolis/SC, formada
em Administração de Empresas,
trabalhadora do Estado de Santa Catarina.

Nas horas vagas divido a
maternidade com a arte, em especial
com a técnica da aquarela. Desde o
meu primeiro contato com as tintas e a
água fiquei “mexida” e cá estou há três
anos participando de workshops, aulas,
grupos, exposições, plein air, Urban
Sketching, aprendendo e treinando.

Se a aquarela é desafiante, pintar
na rua é ainda mais e eu amo isso, pois
conheço a cidade de outra forma, noutra
velocidade, e saio do comodismo,
aprendo a fluir, a estar mais presente,
conectada, feliz, é um trabalho para a
alma.

42

Rua Conselheiro Mafra Primavera Garden Center Escola Silveira de Souza

Ponte da Lagoa da Conceição

43

Nathália
Hiendicke

[email protected]

www.facebook.com/nathaliahiendicke

www.instagram.com/nathaliahiendicke

www.instagram.com/nathaliaplay

www.behance.net/nathaliahiendicke

Nathália Hiendicke tem 25 anos, cursou
Roteiro Cinematográfico pela AIC e é
formada em Design/Animação pela UFSC,
onde foi agraciada com o apelido “Play”.

Nasceu na capital de São Paulo, mas se
mudou para Floripa ainda quando criança.
É vegetariana, fã de Nirvana, minimalista
e escreve histórias. Detesta dias de chuva
porque não pode sair para desenhar.

Começou a fazer desenho de locação
em 2014/2015, mas na época não fazia
ideia de que existia o movimento de Urban
Sketchers espalhado pelo mundo e muito
menos que surgiria, logo depois, um grupo
em Florianópolis.

Encontrou o USk Florianópolis por
acaso e desenha com o grupo desde o
primeiro semestre de 2019. Os resultados
dos sketches são sempre postados no
@nathaliaplay - seu instagram artístico.

ROD. BALDICERO FILOMENO, 7487
Local: Ribeirão da Ilha - Florianópolis - SC/Brasil

44

VILA FÁTIMA, R. TRAJANO, 62 RUA DOS
SC-406, 2210 Local: Centro - ILHÉUS,194
Local: Morro Florianópolis - SC/ Local: Centro -
das Pedras - Brasil Florianópolis
Florianópolis - SC/Brasil
- SC/Brasil
SERV. MARIA R. VICTOR
TRAVESSA JULIANA MEIRELLES, 59
RATCLIF, 00 CORDEIRO, 153 Local: Centro
Local: Centro Local: Córrego - Florianópolis -
- Florianópolis Grande - SC/Brasil
- SC/Brasil Florianópolis
- SC/Brasil 45

Nilza
Tuyama

[email protected]

Nasci no interior de Minas Gerais em
1935. Sou viúva, mãe de quatro filhos e
avó de nove netos.

Sempre gostei de trabalhar como
voluntária. Gosto de música e de festas
populares, como o boi-de-mamão,
maracatu e congada.

Também gosto de viajar e foi em
uma dessas viagens, em Recife, que me
interessei mais por artes plásticas.

Eu, que sempre fui mais do bordado
e do crochê, estou agora aprendendo a
desenhar.

Igrejinha da Lagoa da Conceição

46

Casa de Câmara e Cadeia Centro Comunitário Corrego Grande

47

Osmar
Yang

www.facebook.com/osmar.yang

www.instagram.com/yangosmar/

[email protected]

Osmar Yang (nasc. 1957 em Santa
Rosa/RS). Engenheiro Eletricista de
profissão, artista plástico graduado em
2013 pelo curso de Artes Visuais da UDESC.

Iniciou como autodidata até os anos
80, quando frequentou o curso da pintora
Ida Hannemann de Campos na Galeria
Cocaco em Curitiba. Após estadia na
Europa de 1998 a 2001, onde frequentou
oficinas de pintura da Volkshochschule
em Munique (Alemanha), e oficina de
restauração em Florença (Itália) retornou
ao Brasil para Florianópolis.

Frequentou ainda oficinas no CIC
(Centro Integrado de Cultura) com a
artista Patrícia Laus. Em 2011 teve obra
selecionada para exposição na mostra de
Arte Cibernética (ABCiber) no Centro de
Eventos da UFSC.

Desde 2015 é membro do Ateliê
Alvéolo e membro do Urban Sketchers
Florianópolis desde 2016.

Rua XV de Novembro

48

Forte Santana Maratona Cultural 2018 Jardim Botânico

Casa de Escola
Câmara e Silveira
de Souza
Cadeia

49

Pedro
Corrêa

Eu comecei a frequentar o grupo em
2018, a convite de um amigo. Ele já tinha
me contado anteriormente mas, como eu
sou uma pessoa muito curiosa, não sabia
o que esperar.

Eu sempre estou atrás de conhecer
o que eu puder sobre o mundo, então,
quando eu tive essa oportunidade de
conhecer tantas coisas novas, eu logo
aceitei. Eu adoro tudo o que é natural,
vegetal, vivo. Por isso eu gosto mais
de desenhar a natureza, as plantas e a
paisagem.

O grafite é o meu material e não
me importo com o que eu faço, mas sim
como eu faço. Eu olho e o mundo é tudo
para mim. Eu sou jovem, tenho uma vida
pela frente e cada vez que eu desenho,
vejo o que é possível de eu levar pra
sempre comigo.

Detalhes do Palácio Cruz e Sousa. Pastel preto

50


Click to View FlipBook Version
Previous Book
portfolio2
Next Book
Cambio climático en México