The words you are searching are inside this book. To get more targeted content, please make full-text search by clicking here.
Discover the best professional documents and content resources in AnyFlip Document Base.
Search
Published by , 2017-09-26 19:50:24

Hiper_uranio_V01

Hiper_uranio_V01

Cópia de prova: Não otimizada para impressão de alta qualidade ou distribuição digital


Pa


apiro do século 2 de Fedro de Platão de Oxyrhynchus, reconstruído a partir de vários fragmentos. Fundo do original substituído por branco. (Universidade de Oxford)


Cópia de prova: Não otimizada para impressão de alta qualidade ou distribuição digital


Platão, filho de Aristone, em grego antigo "Πλάτων", Plátōn; Atenas, 428/427 a.C. – Atenas, 348/347 a.C., foi um
filósofo grego antigo. Juntamente a seu mestre Socrates e ao seu aluno Aristoteles definiu as bases do pensamento

filosófico ocidental. (tradução livre).


A teoria das Idéias de Platão

A teoria das idéias ou do conhecimento de Platão, busca a apreensão intelectual da essência eterna e imutável
de todas as coisas. Conhecer é chegar à esta essência, ao que é universal: a beleza de todas as coisas belas
ou a bondade de todas as coisas boas. O conhecimento é inato ao homem, mas está parcialmente encoberto,
uma vez que já foi contemplado por ele antes de seu nascimento. A busca é por um saber “escondido” no
próprio homem.

O despertar deste sono pode dar-se através da anamnésia: a rememoração gradativa através da qual o filósofo
redescobre dentro de si as verdades essenciais e latentes que remontam a um tempo anterior ao de sua
existência empírica, a lembrança de uma verdade que, contemplada pela alma, torna à consciência e se
evidencia como o fundamento de todo o conhecimento humano.

A idéia (do grego antigo ἰδέα, [1] do tema de ἰδεῖν, [2] ver) é um termo usado desde o início da filosofia,
indicando originalmente uma essência primordial e substancial. Para Platão as Idéias, não são simples
pensamentos, mas aquilo que o pensamento pensa quando liberto, não deve ser entendida como um
"conceito", mas como uma forma. As idéias representam “entidades”, “substâncias”, tudo no mundo no qual
vivemos possuí uma sua forma pura, uma identidade atemporal, a essência das coisas.

Platão coloca todas as "idéias" em um mundo distinto do qual vivemos, o mundo "Hiperurânio" (do grego υπερ
"além" e "ουρανος" céu). “Lugar hiperurânio” significa “lugar acima do céu”. O Hiperurânio é a imagem do
mundo espacial do inteligível (do ser suprafísico). Platão salienta com acuidade que o Hiperurânio e as Idéias
que nele existem “são captados apenas pela parte mais elevada da alma".

A essência, o tempo e a transformação.


"O coração, se pudesse pensar, pararia"


Click to View FlipBook Version
Previous Book
VWR Booklet 092617.cdr
Next Book
The Village Reporter - September 27th, 2017