The words you are searching are inside this book. To get more targeted content, please make full-text search by clicking here.
Discover the best professional documents and content resources in AnyFlip Document Base.
Search
Published by hmilheiro, 2018-08-07 12:55:45

URBANA_54

URBANA_54

www.urbana.com.pt N.º 54 - Setembro 2018 | Portugal Continental 3.95

ESPECIALC i d a d e I n t e r i o r e s P e s s o a s L u g a r e s I m o b i l i á r i o
ILUMINAÇÃO SECÇÃO IMOBILIÁRIO

DE TETO, PÉ, MESA OU
PAREDE, O QUE HÁ DE

NOVO, IN & OUT

CASA COR
Acessórios

nos tons
doces do verão

ÀINMTEERDIOIRDESA

4 APARTAMENTOS REFLETEM O ESTILO DE VIDA DE QUEM OS HABITA



FICHA TÉCNICA Editorial

FOTOGRAFIA DE CAPA
José Manuel Ferrão
DIRETORA
Amparo Santa-Clara
[email protected]
Telefone: +351 919 982 289
FOTOGRAFIA
Daniel Collopy
João Bessone
José Manuel Ferrão
Paulo Lima
PRODUÇÃO
Amparo Santa-Clara
REVISÃO EDITORIAL
Carla Ferreira
DESIGN EDITORIAL
Ana Silva
COLABORADORES EDITORIAIS
Isabel Figueiredo
Mafalda Galamas
PUBLICIDADE E ASSINATURAS
Paula Vasconcelos (Diretora)
[email protected]
Telefone: +351 910 512 802
SECÇÃO IMOBILIÁRIO
Margarida Pereira
[email protected]
Telefone: +351 918 829 082
Rua Manuel Inácio nº8B
2770-223 Paço de Arcos
PROPRIEDADE E EDITOR DO TÍTULO
“Urbana”
MoonMedia - Comunicação, Lda.

MOONMEDIA PAULO LIMA
Rua Manuel Inácio nº8B
2770-223 Paço de Arcos Cá por casa, tudo bem
Telefone: 910 512 800 / 802
NIPC: 508980186 Não sabemos se o mesmo acontece consigo, caro leitor, mas a cidade conse-
ADMINISTRAÇÃO gue ser um bom refúgio quando não nos resta mais do que lembrar os dias
Amparo Santa-Clara de férias (se já passaram) ou ansiar pelos dias de descanso, mesmo quando
IMPRESSÃO ainda falta pouco. No verão, que ainda se sente, e vive, a cidade acolhe muitos turis-
Jorge Fernandes, Lda tas mas também fica só para nós, sem tanta agitação, entre trânsito, corrida casa-es-
Rua Quinta do Conde de Mascarenhas, 9 cola-trabalho-casa, idas ao supermercado, entre outras tarefas do quotidiano. Sabe
Vale Fetal bem ficar em casa, fazer o update de todas as séries que não tivemos tempo de ver,
2820-652 Charneca da Caparica ler todos os livros esquecidos sobre a mesa, finalmente gozar o pequeno jardim das
DISTRIBUIÇÃO traseiras ou sentar na sala, de janelas abertas e olhar para o horizonte, sem pressa.
VASP - Distribuidora de Publicações, S.A. Nesta edição, as nossas casas prestam-se a esses pequenos momentos de pausa e ce-
TIRAGEM lebram o bom de viver na cidade ou perto dela, com mar, rio ou uma nesga de serra
16.000 exemplares como cenário. Aproveitemos antes que a rentrée nos roube o tempo, precioso.
DEPÓSITO LEGAL
86460/09
Nº DE REGISTO NO ICS
126793
MEMBRO DE

www.urbana.com.pt fInstagram: revista_urbana Facebook: Revista Urbana

ESTATUTO EDITORIAL
1. A Urbana é uma revista mensal, de informação geral que aborda temas de decoração, arquitetura de interiores e reabilitação, conselhos e sugestões na área de decoração e
reabilitação e outros de interesse geral, através de um tratamento privilegiado da imagem, do texto da entrevista e da reportagem. 2. A Urbana, para além da responsabilidade de
informar, pretende ser uma referência de bom gosto e inspiração para os seus leitores. 3. A Urbana rege-se pelo escrupuloso cumprimento das normas éticas e deontológicas que
regulamentam o jornalismo. 4. A Urbana é independente de qualquer tipo de poder, económico ou politico, ou de qualquer grupo de pressão.

3

82

46

sumário
6 Inspirações A cor ao comando, em dias de verão, 24 Trending O que há de novo para a casa e para si
para casas vitaminadas 28 À Lupa Xixão Minas Vacas de Carvalho leva a arte 6
14 Tendence A feira de Frankfurt marca as tendências sacra para dentro de nossa casa com uma abordagem
do segundo semestre do ano contemporânea
16 Entrevista João Bruno, um artesão de mão cheia 30 Casa A arquiteta de interiores Paula Matos Santos
para conhecer de perto abriu-nos a porta do seu duplex de Lisboa
18 À Lupa, Wewood, empresa portuguesa senta 46 Casa Jamie Bush é o autor dos interiores deste
Barack Obama na cadeira Tree apartamento em Malibu
20 À Lupa, Banema Studio, o Porto tem uma nova 58 Casa Marta Lucena decorou o seu apartamento,
morada onde design, arquitetura, artesanato e outars dando alas à criatividade num registo descontraído
disciplinas andam de mãos dadas 70 Casa Um refúgio com jardim no centro de Lisboa,
para fazer sonhar
20 82 Dossier O especial iluminação desta edição propõe
soluções para interior e exterior

98 Imobiliário

24

4



Inspirações

1

2

3

vitaminadas
A nossa seleção de peças adicionam cor e magia à casa.
Design pintado com as cores do Verão.
45

6

7

6

10

8
9

11

12

13

1 A Marni leva-nos numa viagem pelas cores da Colômbia sofá. Sob consulta, myhomecollection.it 8 Pinhas, 14
e dos seus artesãos com uma coleção de cadeiras, La 140 x 140 x 140 mm, Bordallo Pinheiro, preços a partir de
Vereda, cujo material imita o efeito de algo tecido em tear. A €40,20, bordallopinheiro.com 9 Banco Bendo, em zinco,
coleção esteve exposta durante o Salão do Móvel de Milão La Redoute, €49,99 (preço sujeito aos descontos em
2018. marni.com 2 Da coleção Basket, da Fermob, vasos vigor no site), laredoute.pt 10 Molde para gelados
por Fabio Meliota, várias cores, na loja Fermob de Lisboa, Exotic, da CasasShop, €2,99, casashops.com
fermob.com 3 Jarro em vidro Zucca, por Purho, feito à 11 Banco da ALL+ em laranja, sob consulta,
mão em Itália, disponível em vários tamanhos, €1.210, em allplus.eu 12 Canapé Vendôme, de Hugues Chevalier,
artemest.com 4 Substance, design de Naoto Fukasawa sob consulta, hugueschevalier.com 13 Apresentado
para a Magis, sob consulta, procure no Banema Studio, no Fuorisalone 2018 pela Fantin, especialista em
banemastudio.pt 5 Spiro, candeeiro de teto do estúdio
espanhol LZF Lamps, sob consulta, lzf-lamps.com soluções de metal, o armário Frame faz parte da
6 A Casa Lopez desenhou o candeeiro Philodendron feito
à mão em França e equipado com sistema de iluminação instalação Amulets, por Eligo Studio, sob consulta,
ajustável; disponível em 480 cores, €1.500, casalopez.com
7 Depois do sucesso da poltrona Chemise, vista no fantin.com 14 Tall Bloom, de Michael Eden (a
Salão do Móvel de Milão, a parceria entre a MY home versão em verde está hoje exposta no Smithsonian
Collection e Ilaria Innocenti e Giorgio Laboratore, do
Studio Lido, continua com o lançamento do pousa-pés e Design Museum), fabricada a partir de um nylon

altamente avançado, com revestimento mineral. Em

adriansassoon.com 15 Chaise-longue da Diabla, a
nova marca da Gandia Blasco, faz parte da coleção

356. Sob consulta, na loja da Gandia Blasco de Lisboa

15

7

Inspirações 1

2

4

1 Something Like This Sofa, por Maarten
Baas, designer do ano (2017), para a Moooi,
sob consulta, procure na QuartoSala,
quartosala.com 2 Da LasKasas, o pufe

3 Gum, desde €444, nas lojas da marca,
laskasas.com 3 Da Bonaldo, a cadeira Stone,
design do francês Fabrice Berrux, procure
na QuartoSala, quartosala.com 4 De uma
das mais renomadas ceramistas inglesas,
Kate Malone, a peça ‘Midnight Oak Magma
Spiral’, em Adrian Sasson, sob consulta,
adriansassoon.com 5 Sofá da nova coleção
Brut, da Magis, com design de Konstantin
Grcic, sob consulta, procure no Banema
Studio, banemastudio.pt

5

8

7
6

6 Cadeira de braços Guillotine por 8
Vincent Darré, €3420, pés e estrutura em
nogueira, revestimento em lã Kvadrat, 9
theinvisiblecollection.com 7 É outra das
propostas da Marni, e da sua incursão 9
pela Colômbia, e faz parte da coleção La
Vereda, vista no Salão do Móvel de Milão
2018. Em marni.com 8 Da marca de luxo
Scarlet Splendour, cadeira Orion, por Nika
Zupanc, 94 x 76 x 86 cm, sob consulta,
scarletsplendour.com 9 Jarro da coleção
Coriandoli, por Gambaro e Tagliapietra, em
vidro Murano, €370, em artemest.com
10 ‘Ronin’, sofá de 3 lugares, para a
La Chance, design de Noe Duchaufour
Lawrance, sob consulta, lachance.paris

10

Inspirações

2
1

3

4

1 Cadeira em veludo vintage (lote de 2), Topim, 5
La Redoute, €399 (preço sujeito aos descontos
em vigor no site), laredoute.pt 2 Vaso de parede sob consulta, na QuartoSala, quartosala.com
azul Canard, em metal, Uyova, La Redoute, 5 Leblon Delienne convidou o designer Marcel
€19,99 (preço sujeito aos descontos em vigor Wanders para personalizar a figura mais famosa
no site), laredoute.pt 3 Tapete Pluto, inspirado na da Disney, que completou 90 anos, com a peça
imagem do planeta, o mais pequeno do sistema solar, ‘One Minute Delft Blue’, inteiramente feita à mão,
sob consulta, Rug Society, rugsociety.eu 4 Mesa leblon-delienne.com
Ordinal, coleção ‘I Contemporanei Collection’ com
design de Michael Anastassiades para a Cassina,

10

6
7

8 9 10
11
6 Da inovadora Barn in the City, pelo duo de criativos
Nancy Torreele e Martijn van Rijn, a coffee table Modeste,
sob consulta, barninthecity.com 7 Mom, por Florent
Coirier, para a EMU, inspirada nas bandejas tradicionais
japonesas. Estrutura de aço tubular Fe360, assento e
encosto em chapa de aço galvanizado. Sob consulta,
procure na Alaire, alaire.pt 8 Cerâmica Fico d’India,
feito e decorado à mão na Sicília, da Maremoro, €269,
ceramichemaremoro.com 9 Da coleção Única, da Vista
Alegre, o centro de mesa Triology, soprado à mão pelo
mestre vidreiro, sob consulta, vistaalegre.com 10 Vaso
de parede em metal, Uyova, La Redoute, €19,99 (preço
sujeito aos descontos em vigor no site), laredoute.pt
11 Sofá para a Rugiano, pelo estúdio de design de Milão
Bernhardt&Vella, sob consulta, bernhardt-vella.com

11





À lupa

Colheres de
madeira da HK
Living; Proposta
de cuidados de
beleza da Altum
Concepts e Tapete
da Geometr (nº4)

É TENDENCE The Zoo, por André Teoman
A mostra de tendências aconteceu em julho,
em Frankfurt, e revelou aos seus visitantes claro, têxteis como linho e lã.
o que se espera para o segundo semestre A tendência marítima multifacetada está
do ano. Criatividade, harmonia entre tradição igualmente presente, numa grande va-
e futuro, notas de cor e humor e a importância riedade de expressões.
da sustentabilidade sobressaem. Imagens cedidas TEXTO: IF O jogo claro/ escuro, as superfícies bri-
lhantes, com recurso ao ouro, latão e
Oestilo étnico colhe inspiração das funcionalidade aliada ao design, as peças prata, os veludos finos, as peles artifi-
mais diversas culturas para criar de inspiração escandinava - a mais re- ciais aconchegantes, foram ali vistos
algo de novo, visto nos padrões cente tendência de estilo de vida ‘lagom’ em profusão.

e motivos tradicionais típicos, nas peças vem originalmente da Suécia. Tudo em CELEBRAÇÕES
Na feira Tendence a área de presentes
artesanais e na beleza do imperfeito. Tal torno de como encontrar o equilíbrio certo é importante e como tal vimos muitas
propostas para o Natal, com expositores
vive nos acessórios de moda e nas peças na vida, fazer as coisas com moderação, decorados com estrelas, velas, acessó-
rios, decorações em bordeaux / rosé e
de joalharia. nem muito, nem muito pouco. Ambientes menta ou amarelos e dourados quentes,
bem como o tradicional vermelho. Na
Por outro lado, em casa convivem os ma- calmos, sensação de bem-estar, muita Páscoa, por seu turno, abrem-se alas a
cores mais frescas com tons claros de
teriais naturais, o acabado inacabado, a madeira, cimento, pedra, cestaria e, rosé e hortelã.

14



Entrevista

A NOVA VIDA
DE JOÃO BRUNO
João Bruno Videira nasceu em Tomar. Tem 44 anos, é artesão e designer
autodidata desde 2006, ano em que cria a sua primeira marca: a “água
de prata”. Licenciado em ciências da comunicação, foi jornalista da RTP
e produtor de vídeo independente até abraçar o artesanato
e o design como a sua nova forma de expressão. Imagens cedidas

Como passou da Imprensa para o artesanato? Quando A cadeira funcionou como um tear. Construí a teia e depois fiz a
se deu esta viragem? trama. Ou seja, o entrelaçado final.
Profissionalmente deixei o jornalismo em 2003, para criar Este foi o princípio de tudo...uma cadeira. Depois foi replicar vezes

um novo projeto de comunicação, em conjunto com ex-colegas sem conta, em tudo o que tinha à mão para apurar a técnica, numa

da RTP. A minha ligação à produtora de vídeo que ajudei a fun- primeira fase. De seguida novas técnicas e novos objetos foram

dar estendeu-se até 2006, altura em que decidi largar tudo. Mas criados. Hoje em dia, olhando para trás, sei que nunca deixei o

não troquei uma vida pela outra. Até porque não havia plano “B”. mundo da comunicação. Comunico é de forma diferente!

O artesanato e o design só surgiram depois, nesse mesmo ano, Quais foram as premissas? Trabalhar com que tipo de

mas quase por acaso. Tudo começou quando um amigo meu me materiais, e porquê?

ofereceu uma cadeira alentejana. O assento estava danificado e Não foi um processo pensado, nomeadamente a forma como

eu decidi retirar-lhe todo o material estragado, deixando apenas a aconteceu. Depois de ter concretizado a primeira peça, aí

estrutura em madeira. Recuperei a estrutura e depois de olhar bem sim, a racionalidade tomou conta de mim, ao perceber o po-

para a cadeira, acabei por lhe dar uma nova vida, usando a lã para tencial que tinha em mãos. Em primeiro lugar, o meu grande

fazer o assento. A escolha da lã de Arraiolos como matéria-prima objetivo era desenvolver algo que pudesse devolver a for-

deveu-se apenas ao facto de ser o material que tinha mais à mão, ça e a dignidade ao trabalho artesanal, mas com um cunho

dado que a minha mãe além de professora, fazia tapetes de Ar- pessoal e atual. O saber fazer pelas próprias mãos era algo

raiolos. É claro que este processo, até decidir usar a lã para fazer de precioso que eu queria vincar. Depois o uso da lã, cuja

o assento, demorou algum tempo, mas fazer o assento em lã, pro- escolha foi quase fortuita, mas nada acontece por acaso. A lã

priamente dito, foi imediato. Recorri à técnica base da tecelagem. tem características fantásticas para o uso que eu lhe dou, a

16

maleabilidade, a resistência... além de ser uma fibra natural. para se descobrir a pé. Tem uma arquitetura exemplar e úni-
Posto isto, só tinha de encontrar as formas próprias para en- ca que me fascina. E o granito como base confere-lhe um
caixar tudo isto num só conceito. poder que é verdadeiramente majestoso.
Qual o conceito que está por trás seus trabalhos? Um país que quer visitar
Trata-se de um conceito único e inovador de mobiliário que alia Há muitos que gostaria de visitar. Apontando apenas um, diria,
técnicas tradicionais ao design contemporâneo. A reinvenção do a Turquia. Pela beleza ímpar e pelo cruzamento de culturas que
uso de uma matéria-prima tradicional – a lã de Arraiolos, até então encerra, sobretudo.
de uso exclusivo da tapeçaria tradicional – dá corpo a uma arte Que conselhos daria a quem está a começar a sua carreira
singular que funde o artesanato com o design, através da criação nesta área?
de peças únicas. Acreditar sempre naquela que é a nossa visão interior e nunca de-
A lã é o fio condutor deste trabalho que prima pela originalidade e sistir de alcançar o que ambicionamos. Apesar das dificuldades,
simplicidade e assenta num intenso jogo de cores, conferindo-lhe que existem, há que ser determinado o suficiente para conseguir
uma identidade própria. criar e dar expressão àquilo em que verdadeiramente acredita-
Qual a sua ligação ao artesanato? mos.
Eu sou artesão. Quando me perguntam o que faço é o que res- Um lema de vida
pondo. Nada acontece por acaso. Não porque tudo esteja determinado à
Sou artesão e designer autodidata. Não tenho qualquer formação partida e nós, humanos, estejamos desprovidos, da liberdade de
específica nesta área. Nem poderia ter, até porque sou a única escolha. Pelo contrário, são as nossas escolhas que determinam
pessoa a fazer tal trabalho. tudo o que nos acontece.
O que está feito até hoje e o que está em curso?
Em 12 anos de trabalho está consolidado um conceito, está 17
criada uma tipologia de produtos que irá continuar a ser de-
senvolvida, pois há um potencial enorme de criação de novos
objetos. Em curso está a afirmação da marca no panorama na-
cional e internacional.
Onde podemos encontrar as suas peças à venda?
As minhas peças estão à venda na QuartoSala, em Paço de Arcos
e em Lisboa. A QuartoSala é o revendedor autorizado e oficial da
marca.
Uma cidade que o inspira, porquê?
Em Portugal, escolho o Porto. É a cidade que mais me atraiae,
por consequência, mais me inspira. Tem uma dinâmica muito
própria e há sempre novas coisas a surgir. É uma cidade

À lupa

TREE A CADEIRA

DE OBAMA

Foi rápida a passagem
de Barack Obama por
Portugal para participar
na conferência Climate
Change Leadership, mas
grande parte do tempo em
que cá esteve, escolheu
a cadeira portuguesa, feita
de madeira proveniente
de florestas sustentáveis.

Imagens cedidas

As regras de participação foram apertadíssimas. O con- HEXA
vite desincentivava as pessoas a levarem mochilas e Desenhada por Daniel Vieira,
computadores. Era proibido filmar, gravar ou fotografar a Hexa destaca-se pela sua
e, por isso, quase não há imagens da conferência do antigo estética modernista e o seu
presidente dos EUA. Contudo há duas imagens tiradas
com smartphones que apareceram nalgumas edi- caráter funcional.
ções de jornais nacionais. Fabricada em ma-
Nessas imagens, que retratam o aperto de mão deira maciça e com
entre Obama e Adrian Bridge (o organizador do um topo em formato
evento), há duas cadeiras e uma mesa no centro hexagonal, a mesa
do palco fabricadas e desenhadas em Portugal, Hexa pode ser co-
com madeira proveniente de florestas sustentáveis: locada em posições
Tree e Hexa, da Wewood. horizontal e vertical,
funcionando como
TREE mesa de centro,
Uma cadeira projetada para proporcionar o conforto mesa lateral ou de
necessário para bons momentos de descanso e lazer.
O trabalho da estrutura em carvalho maciço, proveniente cabeceira.
de florestas sustentáveis, inspira-se na natureza e revela a O design modular permite
técnica dos artesãos portugueses que a produzem. que se encaixe em diferentes
A cadeira Tree combina na perfeição o conforto e elegância espaços. Em salas pequenas,
necessárias em qualquer sala de estar ou área de lounge. pode ser usado apenas um módulo, enquanto que em espa-
ços maiores é possível combinar vários módulos em diferentes
18 tipos de madeira.

SOBRE A WEWOOD

A Wewood - Portuguese Joinery
é uma marca portuguesa
fundada em 2010, resultante
do Centro de Pesquisa e
Desenvolvimento da Móveis
Carlos Alfredo, uma empresa
especializada no fabrico e
exportação de móveis de
madeira maciça desde 1964.

19

Loja

BANEMA
STUDIO

A antiga Padaria Independente, localizada
num dos quarteirões mais emblemáticos
do Porto, reabriu em maio com imagem e

conceito renovados. FOTOGRAFIA: LUIS FERRAZ

Icónico, pelo letreiro em azulejos que mantém viva a memória radores de interiores, estudantes e outros clientes profissionais e
da padaria da antiga Rua do Pombal, o número 123 da atual particulares de todo o conhecimento sobre produtos e materiais
Rua Adolfo Casais Monteiro é, desde 2016, um espaço de- aplicados nas áreas da decoração de interiores, construção e
dicado à inovação e à criatividade pelas mãos da Banema, reabilitação.
referência nacional no mercado da madeira e derivados.
Numa área de 300m2 distribuídos por dois pisos, a Banema PISO 0
apresenta agora dois ambientes distintos: o Banema Studio e As paredes brancas e o pavimento em betão afagado, que de-
o Banema Lab, multidisciplinares e integrados. Enquanto o pri- nunciam a arquitetura minimalista e contemporânea do Banema
meiro é um espaço para estar e descobrir objetos especiais, no Studio, e servem como pano de fundo para a nova concept sto-
segundo, para além da vertente comercial, a formação, semi- re. Um projeto que pretende, acima de tudo, ser um laboratório
nários e conferências são o veículo para dotar arquitetos, deco- multidisciplinar, local de partilha de ideias, loja para estar, beber

20

21

Loja

um chá ou um café e descobrir trabalhos de designers, arte-
sãos, artistas e produtos de diferentes áreas e origens.
No Banema Studio o melhor design é apresentado num ambien-
te sofisticado, acolhedor e elegante.
O projeto, diferenciador, propõe a seleção criteriosa de marcas,
algumas apresentadas pela primeira vez em Portugal, seja um li-
vro, uma fragrância ou uma obra de arte. Marcas como Alguidar
Knit, Amor Luso, Apolis, Apotheke Fragrance, Barbudo Aborre-
cido, Berriblue, Circulo Ceramics, Design House Stockholm, Vi-
cara ou YUYU, entre outras, estão aqui presentes.
Soma-se a oferta cultural do espaço, com uma programação
integrada e continuada com curadoria d’ O Apartamento Creati-
ve Hub e uma estreita parceria com a Galeria Fernando Santos,
responsável pelas obras de arte que pontuam algumas das pa-
redes da loja.
Para quem procura um ambiente contemporâneo para um even-
to ou apresentação de uma marca ou produto, pode ainda alugar
temporariamente o número 123 da Rua Adolfo Casais Monteiro.

PISO 1 BANEMA STUDIO
Criado no Porto em 2016 - e recentemente em Lisboa - o projeto Rua Adolfo Casais Monteiro, 123, Porto
Banema Lab surge como forma de resposta a necessidades es-
pecíficas de arquitetos e designers de interiores. Na biblioteca do Banema Lab destacam-se algumas das maio-
Trata-se de um laboratório criativo apoiado numa biblioteca de res marcas mundiais no setor, entre elas a Accoya, Lunawood,
materiais com origens distintas e selecionadas, onde se conju- Ober ex, Cleaf, Egger, Atmosphère et Bois, Parador, Sunwood,
gam a inspiração e a criatividade, e os produtos se fundem com Polyrey, Sonae, Finsa, Zwarthout, LG HI-MACS, Pladec e Bin-
o design, a inovação, a sustentabilidade e o bem-estar. derholz.
Aqui a principal missão é contribuir para que especialistas das
áreas técnicas e criativas, e o público em geral, possam encon-
trar-se entre si e descobrir materiais e novas possibilidades de
utilização e aplicação dos mesmos. Com o apoio de uma equi-
pa conhecedora e experiente, e um portefólio rico em ideias e
materiais, o Banema Lab é ponto de encontro de soluções para
projetos de arquitetura e design únicos.

22



Trending DESIGN

Silestone Loft De um cartaz de protesto à criação de cogumelos:
Series é a nova o que o design pode ser, que temas movem os
coleção de cores profissionais de design e como é que tudo isso
com aspeto fresco acontece nos vários cantos de Viena é o que será visto
e contemporâneo, no maior festival de design da Áustria, que acontece
que imita o cimento, de 28 de setembro a 7 de outubro de 2018. Esta será a
para ambientes mais 12ª edição da Vienna Design Week.
industriais. Brooklyn e
Silver Lake dão nome
às duas tonalidades;
acrescente-se
ainda a nova textura
Silestone, designada
“raw” e que segue a
mesma tendência.

Os anos dourados de Hollywood produziram filmes que ainda
inspiram o trabalho e a criatividade de designers e estilistas. É o
caso da MY Collection, que lançou Adele, criada por Daniele
Ruzza e Silvana Angeletti. Como uma diva de Hollywood dos anos
50, Adele é sinuosamente vestida com “roupas” brilhantes que
realçam o design generoso e acolhedor do assento e do encosto,
preenchidos com espuma de poliuretano e revestidos com fibra
de poliéster para mais suavidade e conforto.

A Jet Class propõe ambientes com tons verdes, para uma ligação à
Natureza muito elegante. Bogart e Bohème Sofa, Dixon, o banco de
bar, a cadeira e canapé Scott são algumas das propostas a conhecer
de perto. jetclassgroup.com

A marca inglesa de produtos decorativos de alta qualidade Farrow&Ball já
está disponível em Portugal através da distribuição no mercado nacional por
parte da Robbialac, que distribui este produto em exclusividade. Presente em
mais de 60 países, e distribuída em mais de 1500 pontos de venda, a marca cria
tinta e papel de parede de forma artesanal, e chegou agora ao nosso país, onde
está já a ser comercializada nas lojas da Robbialac de Coimbra, Porto e Almancil.

Há dez anos, a italiana Bonaldo lançou o sofá Peanut B,
que este ano celebra o seu 10º aniversário. A coleção Peanut
compreende muitos elementos que podem ser livremente
combinados, incluindo três pufes, tornando possível
composições variadas. Modularidade, estética e a função
combinados em casas modernas.

24

VAIDADES

A Louis Vuitton sugere uma

rentrée em tons intensos como

roxo e esmeralda que acentuam

o toque anos 80 da coleção

“New Wave”, lançada no início

do verão. Os patches típicos

da época podem ser vistos nas

Salvatore Ferragamo Eyewear apresenta a mais recente novas versões destas carteiras,

Men’s Capsule, design moderno e elegância numa gama que apresentam agora um

de vários estilos de óculos de sol e graduados para homem modelo em denim.

inspirados na melhor way of life italiano. Inspiração vintage e louisvuitton.com

armações clássicas, em acetato suave e metal reluzente, os

óculos são emblema de sofisticação. ferragamo.com

A Shiseido propõe um novo cuidado de

beleza para o contorno ocular, combinando

a tecnologia de última geração ao complexo

energizante reforçado pela neurociência, da

linha Essential Energy, para superar e vencer

as tensões causadas pelo trabalho non-

stop em frente ao computador.

Essential Energy Eye Definer

inclui o Digital Fatigue Focus

Complex, para aliviar a tensão

muscular, e frutos vermelhos

protetores, para proteger esta

A H&M anunciou a sua nova colaboração com frágil zona de agressões futuras.

a icónica marca britânica de tecidos e papel de Brincos em latão com banho de ouro shiseido.pt

parede GP & J Baker, fundada há mais de 100 Nautilus Party (€150), da Vanglória que

anos. A coleção para senhora tem padrões de lança a primeira Party Collection. Pelas

arquivo da GP & J Baker numa coleção de moda mãos da joalheira portuguesa Vanessa

desenhada pela equipa da H&M, já disponível em Pires, quatro brincos geométricos,

lojas selecionadas em todo o mundo, bem como num jogo de formas, dimensão e

online. hm.com/pt excentricidade.

vangloriajoalharia.blogspot.com

Mala em biocouro (€260) As três fragrâncias icónicas de Acqua di Parma, Arancia di Capri,
Marita Moreno, marca Fico di Amalfi e Mirto di Panarea estão agora disponíveis na coleção
portuguesa da designer Marita de velas perfumadas Blu Mediterraneo. Ideais para o terraço, jardim e
Setas Ferro cujas peças são ambientes exteriores de casas citadinas ou de verão. O copo de vidro
numeradas e limitadas a um está revestido com o desenho que evoca todas as formas das frutas
máximo de 100. Materiais protagonistas dos aromas Blu Mediterraneo. acquadiparma.com
sustentáveis e mão de obra
apenas nacional estão na
base do conceito desta marca

“made in Portugal”.
maritamoreno.com

Sun Ray model é o
relógio da Rosenthal,
de linhas modernas e
feito artesanalmente
pelos melhores
profissionais da
Alemanha, na fábrica
da empresa em Selb.
rosenthal.de

25

Trending BOA VIDA

LAB BY Sergi Arola é distinguido com dois
prémios pelos World Luxury Restaurant
Awards em duas categorias: Luxury Hotel
Restaurant (em Portugal) e Gourmet Cuisine
(à escala Mundial). Este prémio atesta a
aposta do Penha Longa Resort no universo
da alta gastronomia.

E se ainda vai de férias, aviso à família, é que o Martinhal Sagres Beach Family
& Resort tem tudo preparado para receber os pais e os filhos. O resort conta com um
serviço de baby concièrge, há vários restaurantes com comida para todos os gostos
e idades, e os indispensáveis kids corners, espaços de entretenimento dedicados aos
mais pequenos. Os pais podem tirar partido do SPA, com uma seleção de massagens e
tratamento para homens e mulheres, famílias e adolescentes. martinhal.com

Sala de Corte reabre com nova
morada no Cais do Sodré, no

número 7 da Praça D. Luís I. Para
já, contam-se 66 lugares da nova
morada do Chef Luís Gaspar, uma
paragem obrigatória dos carnívoros,
distribuídos por mesas, quadradas
com os sofás encostados à parede,

e redondas no meio da sala do
restaurante, além dos lugares ao
balcão, bancada vip para quem gosta
de acompanhar a ação gastronómica

de perto. saladecorte.pt

TECNOLOGIA

A Citroën festejou o 50º aniversário do Mehari, “símbolo da O recente investimento
audácia ao estilo francês”, convidando para tal o designer de da LG Electronics
moda Jean-Charles de Castelbajac para criar o E-Mehari Art Car na empresa
como parte das celebrações. O carro-arte baseia-se na versão americana Bossa
elétrica do Mehari introduzida em 2015. Nova Robotics marca
A versão elétrica é a proposta eco, e moderna, do veículo original o primeiro passo
de plástico, que nos 60 populava as vilas costeiras da Europa. no que toca à procura de
Além de veículos de recreio, os Mehari também competiram em parceiros à escala global para
eventos como o Rally Paris-Dakar. apostar em investimentos na
área da robótica. Já em
26 2017 a LGE fechou vários
acordos com startups
coreanas, tendo investido
mais de 90 milhões de
dólares na área da robótica nos primeiros 12 meses
de parceria com aquelas empresas. O financiamento à
empresa Bossa Nova surge no seguimento de quatro
outros investimentos da LG em empresas de robótica
coreanas: Acryl, SG ROBOTICS, Robotis and Robostar.

JOÃO LOPES ILUMINAÇÃO Publicidade

SEMPRE A PENSAR O PRESENTE
E A PLANEAR O FUTURO.

ILUMINAÇÃO A JOÃO LOPES ILUMINAÇÃO ESTÁ INSERIDA
NUMA ZONA NOBRE DE LISBOA, Campo de
QUE SOLUÇÃO? Ourique, onde a tradição se cruza com o requin-
te e o bom gosto. A traça antiga desta zona da
João Lopes Iluminação, cidade, tem algo de especial, os moradores são
é a concretização de um uma mescla de jovens e idosos, e o comércio
projeto que resulta de 20 anos tradicional, o que faz este bairro ser tão especial.
de experiência e know-how A João Lopes Iluminação aproveitou este misto e
adquiridos. apresenta um conceito arrojado, leva a ilumina-
ção ao mais ínfimo pormenor e detalhes que nos
É uma loja dedicada à importação e venda de iluminação levam a esquecer o quão simples é carregar no
personalizada, onde se pode adquirir candeeiros em inox, botão e acender a luz.
latão, ferro, niclados, madeira, criados pelo próprio clien- A diferença nesta oferta da João Lopes Ilumina-
te, mas também, abat-jours por medida de todos os mo- ção está no self made, tudo o que idealizarmos
delos e materiais. Actualmente é fornecedor de uma vasta nos é permitido, os conselhos são muito úteis e o
carteira de lojas e trabalha com diversos decoradores e bom gosto denota-se em todo o espaço. A João
arquitectos, estando na vanguarda do que melhor se cria Lopes Iluminação é mais do que um acender
no mercado da iluminação. Critérios como a qualidade, de candeeiro, é o despertar para o conforto do
eficiência, diversidade e disponibilidade dos funcionários, nosso lar.
são palavras de ordem numa empresa que quer crescer,
sempre a pensar o presente e a planear o futuro. JOÃO LOPES ILUMINAÇÃO
R. Saraiva de Carvalho 268 C,
1350-302 Lisboa
www.joaolopesiluminacao.com

À lupa está sempre atenta ao que de novo vai sendo feito e aos trabalhos
e peças de novo artistas. Sobretudo artesanato, que adora! De
A Sant’Alegria Londres, a Nova Iorque, Índia ou outros países de África, Ásia
nasce em 2017 ou América do Sul, ali procura o artesanato local e a forma como
de um encontro esse artesanato tem evoluído.
entre a alegria Do Brasil trouxe a ideia de decorar santas em gesso, resinas,
e a descontração, madeiras, louça e outros materiais. De forma alegre, “pois os
o tradicional e o nossos santos são muito solenes. Era uma lacuna que sentia, ou
moderno. Uma ponte temos santos lindos, caros e solenes como os antigos (madeira,
entre dois mundos dourados, resplendores de ouro ou prata), ou só temos santos e
que, na verdade, imagens em materiais plásticos, e feios, e pinturas em série com
nunca estiveram muito fraca qualidade. Alguns vestidos duma forma horrível, de
sedas e brilhos...”.
separados. Desde o início, quando fez as primeiras santas, para ela própria,
às encomendas, foi um passo muito rápido. “No fundo”, diz, “to-
Imagens cedidas dos gostamos de ter em casa uma imagem da Nossa Fé, mas
queremos que esteticamente resulte bonita na nossa casa, numa
SAGRADA atmosfera atual. E acessível, claro. Tenho uma linha mais ousada,
ARTE com flores, e outros materiais decorativos como conchas, em cores
muito alegres e outras ainda mais moderna, ou mais tradicional
Xixão Minas Vacas de Carvalho cresceu nos anos da ino- em cores e materiais”.
cência e da rebeldia, das flores e das cores, do amor e A partir das santas, que começou por trabalhar em gesso e
da revolução. resinas, surgiram outras ideias, aplicadas segundo a mesmo
Tem 56 anos e já desenvolveu atividades muito diferentes. Socióloga técnica, a decoupagem, com padrões e cores alegres: os ovos
de formação, também foi professora. Contudo, houve uma paixão grandes, as folhas, que podem servir de adorno de mesa ou de
que se sobrepôs: a decoração e durante 12 anos teve uma loja candeeiros de parede, os candeeiros de anjos e outras peças que
de decoração de interiores em Badajoz. vai desenvolvendo e interpretando. “A pesquisa não para, estou
Por gostar muito, e estar dentro deste meio, Xixão mantém o continuamente a visitar fábricas e mercados para novas peças.
contacto privilegiado com decoradores. Foi também num mercado que encontrei as formas antigas dos
Desde sempre os amigos lhe fizeram ver que era nela inata a faci- sapateiros e experimentei, com uma técnica diferente, de seguida
lidade para conjugar cores e padrões, duma forma harmoniosa e transformando-as. Estas peças estão, normalmente, em muito
com um sentido estético que agradava. Se esta habilidade serviu mau estado. Primeiro há que tratar a madeira e restaurar a peça.
para decorar casas e conjugar cortinados com sofás, tapetes e A partir dai é trabalhá-la com técnica mista de decoupagem,
móveis, hoje serve-lhe para decorar peças de diferentes materiais pintura e envelhecimento.
e transformá-las em objetos diferentes e personalizados. O resultado foi espetacular e despertaram muito interesse”.
Durante as suas viagens, que empreende com alguma frequência Ainda que esteja sempre aberta e à procura de novas peças e
28 desafios, acredita que as peças principais serão as santas. Pela
forma como foram acolhidas e pela procura que têm. “Para além
da peça e da imagem em si, pesquiso sempre a história dessa
imagem e algumas orações associadas. Não o faço por beatice
nem exaltação religiosa, mas antes como uma forma de dar uma
expressão alegre e uma proximidade a santos que víamos como
solenes e austeros. É uma forma de os familiarizar e aproximar.
Torná-los próximos”.
Xixão diz ficar muito feliz por ver símbolos religiosos, santas, an-
jinhos e cruzes, alegres e modernos, em casas de pessoas mais
novas, integrados na decoração e na família. O que antes seria
difícil devido ao preço e solenidade das pecas sacras.
“A ideia é essa, tornar as santas/santos próximos. Integrá-los
nas casas e nas famílias com a naturalidade e proximidade que
devem ter”.
[email protected]

+351 936 531 112

Cidade Interiores Pessoas Lugares Imobiliário

Chegou o momento de lhe abrirmos a porta da nossa
U r b a n a o n l i n e , u m l u g a r o n d e t o d o s s ã o b e m v i n d o s ,

os citadinos, os urbanos, os aventureiros!
H o j e , o s i t e é a n o s s a s e g u n d a c a s a !

D e s c u b r a o q u e h á d e m e l h o r n a s u a c i d a d e e e m t o d a s
as cidades do mundo! Do design à arquitetura,
das marcas e pessoas aos seus projetos.

www.urbana.com.pt

www.urbana.com.pt fInstagram: revista_urbana Facebook: Revista Urbana

CALOROSA
E INFORMAL

A arquiteta de interiores Paula Matos Santos abriu-nos
a porta do seu duplex de Lisboa e de imediato reconhecemos
o seu cunho, tão característico na mistura de estilos, com um
toque industrial e o cruzamento de peças de épocas distintas.

FOTOGRAFIA: PAULO LIMA TEXTO: MAFALDA GALAMAS

30

31

32

33

34

Oantigo prédio, hoje convertido numa propriedade
unifamiliar, é agora residência de um criativo. Viver
no centro da cidade numa casa de “alma antiga”,
com a independência de uma moradia, mesmo sem o ser
(ainda por cima com área exterior!), é uma característica
rara. Esta foi apenas uma das causas para que entre esta
habitação e a arquiteta nascesse um amor à primeira vista.
Ao entrar, avistamos as antigas escadas do prédio, íngre-
mes e estreitas, que atravessam agora a sala juntamente
com a gaiola pombalina. O espaço foi totalmente remode-
lado e as antigas zonas comuns do prédio fundem-se com
o resto, como se sempre assim estivessem estado.
A sala de estar é a que primeiro recebe os que por aqui
passam. O eficaz sistema de construção antissísmica, que
se adotou após o terramoto de 1755 e que põe a desco-
berto a estrutura de madeira incorporada nas paredes de
alvenaria, foi descascado e permite que a sala areje de
forma mais fluida. Também o pavimento original em pinho
foi tratado e recuperado.
Em termos decorativos, o móvel alto de madeira foi o ponto
de partida para o resto. Transitou da antiga casa da pro-
prietária, mas aqui as peças vivem de uma outra maneira,
assume a arquiteta e decoradora.
A consola preta encostada à parede e a mesa de centro fo-
ram desenhadas e executadas por Euclides de Barros, da
loja Pátria. O sofá e cadeirão são Area, assim como a ca-
deira castanha de cabedal. Pela primeira vez, Paula Santos
introduziu o cobre nas suas decorações, como, por exem-
plo, nos candeeiros nas mesinhas de apoio, ou almofadas,
ambos Zara Home.
Muitas das peças da proprietária são antigas e de família,
sendo umas recuperadas e outras orgulhosamente manti-
das na mesma. As molduras, os frascos art deco, as garra-
fas, a máquina de filmar assente no chão, os candelabros
de pé, os espelhos… Existem também as que foram adqui-
ridas em lojas antigas, ou antiquários, como as caixas em
pele debaixo das mesinhas, que guardam as fotografias de
família.
Nas paredes, encontramos obras de Paulo Velez e, por

35

36

37

cima do sofá, uma fotografia captada em Londres, da auto-
ria da proprietária. Foi tratada e repartida em duas, dando
a ideia de se tratar de uma ilustração.
A sala é comum e na zona de jantar a mesa veio de Bali,
tendo sido personalizada por Paula Santos. São, na verda-
de, duas mesas de restaurante que a decoradora uniu com
uma placa grande de mdf e aplicou cimento por cima. Ao
centro, a peça decorativa é Rita Roquette Interiores. E as
cadeiras são diferentes entre si propositadamente. Estão
assentes num tapete da Area Store.
Ao lado, destaque para outra peça personalizada pela
proprietária: o armário de escritório foi pintado de cobre,
e aplicado um tampo de cimento, fazendo a ligação com
os tons da sala de estar. Os dois candeeiros em cima são,
também, Rita Roquette Interiores, e na parede vemos uma
combinação aleatória de cerâmica com pratos brancos.
É igualmente aqui que percebemos uma das paixões de
Paula Santos… A coleção de bules que convive harmonio-
samente no carrinho de chá dos avós da proprietária. Ao
canto, também a secretária foi herança do avô e combina
inesperadamente com o banco que veio de Bali. Ambos

38

39

Na cozinha, totalmente recuperada, destaque para
o mosaico hidráulico original e as duas estantes de
ferro, que albergam o quadro composto por recortes

de receitas das avós da decoradora Paula Santos
40

41

42

A instalação sanitária da suite foi integralmente recuperada em
tons de branco, incluindo o chão. Foi depois complementada com
alguns apontamentos de cinzento, prolongando o mood do quarto

43

usufruem do calor e luminosidade privilegiada vindos do
jardim.
Lá fora, nas traseiras da casa, um inesperado espaço exte-
rior lembra o campo na cidade, com área para tratamento
de roupas, zona lounge e de refeição.
No piso de cima estão reservados os quartos. A suite da
decoradora mantém algumas características originais da
construção, como o teto em ripas de madeira pintadas de
branco. A parede em antracite ganha destaque na paleta
de cores do quarto. As mesas-de-cabeceira são antigos
bancos de escritório, adquiridos num depósito de velharias
no Alentejo. E a mesa ao fundo da cama era um antigo
aparador, ao qual a decoradora cortou as pernas, transfor-
mando-o numa mesinha mais baixa. A máquina de costura
é meramente decorativa e o arquivador antigo, encostado
à parede, foi comprado numa loja de antiguidades na Rua
de Santa Marta, em Lisboa. Está enquadrado com a inicial
da proprietária: “P”.
Em frente, o quarto da filha tem um mood mais leve e jovial,
com um cacifo personalizado pela decoradora em tons de
bege e destaque para a Iluminação de parede “Ask doc”,
numa referência aos profissionais de medicina dentária.

44



46

NOVA VIDA A DOIS

Localizado em Malibu, na Califórnia, erguido sobre
um penhasco com vista para o Oceano Pacífico,
este apartamento dos anos 70 foi alvo de uma
profunda renovação. FOTOGRAFIA: DANIEL COLLOPY TEXTO: IF

47

48

49

Oarquiteto e designer de interiores americano Jamie exteriores, o telhado e a fundação são do existente, tra-
Bush fez questão de manter a traça da casa, um balho efetuado pelos arquitetos do atelier Modal Design,
edifício dos anos 70, mas reorganizou e redese- responsáveis pelo planeamento do espaço e revestimentos
nhou todos os espaços interiores. Hoje, o apartamento é exteriores.
uma casa nova, sendo que apenas algumas das paredes A Jamie coube a escolha dos materiais para o interior, o
novo layout da cozinha, casas de banho, a escolha das
50 cores e decoração, bem como o desenho de toda a mar-
cenaria.
O apartamento tem um piso em plano aberto onde se alo-
jam as zonas de convívio – entrada, sala de estar, cozinha


Click to View FlipBook Version
Previous Book
Trimark 2018
Next Book
18082164 Emory PROOF