The words you are searching are inside this book. To get more targeted content, please make full-text search by clicking here.
Discover the best professional documents and content resources in AnyFlip Document Base.
Search
Published by randolfosc, 2021-12-01 15:13:01

REVISTA LETSGO ED 56

REVISTA LETSGO ED 56

EDIÇÃO 56

R$ 14,90

00056

MSuastdenetianbiBliadhadiae
Conheça Isabela Suarez e Ju Ferraz, as baianas que estão
à frente de projetos sustentáveis de sucesso no nosso Estado.



Converse com
os corretores.

Editorial

Virando a chave!

Que venha 2022!

Nesses dois últimos anos em que que a palavra empatia definitiva- simplesmente o fato de que é pos-
fomos tomados de assalto pela mente não faz parte do dicionário sível realizar projetos sustentáveis
pandemia do coronavírus, depa- da grande maioria. e socioeconomicamente engaja-
ramo-nos com verdades brutas dos na Bahia. Elas provam, acima
e cruéis a respeito da natureza Naturalmente, o homem evolui de tudo, que é possível fazer isso
humana que insistiram e insistem dia a dia, mas essa faceta esculpida hoje, agora! E, sim, sendo mulheres,
em nos acompanhar em meio ao na nossa essência teima em vir à mães, filhas, esposas, amigas, sendo
caos que vivemos com a pandemia, tona nos momentos de dificuldade, efetivamente seres completos sem,
que vale lembrar: ainda não acabou. e a percepção da existência dessa necessariamente, se verem obri-
sociedade individualista, infeliz- gadas a escolher um caminho em
Foram muitas as lições dadas mente, é real. detrimento de outro. Mostrando,
pela pandemia, como o altruísmo sobretudo, que é possível colo-
dos profissionais da saúde e sua E é sobre isto que tratamos nesta car a vertente multifacetada das
capacidade infinita de entrega, edição: sobre termos a consciência mulheres a serviço não somente
dedicação e abdicação diante do nosso papel, da nossa história e da família ou do trabalho, como se
desse vírus que não só roubou, das nossas responsabilidades com essa fosse uma escolha imposta
mas também transformou vidas. o outro no mundo em que vivemos. e à qual tivéssemos que sucum-
bir. Isabela Suarez e Ju Ferraz são
É comum escutarmos discur- Que esta virada duas baianas que, no bom baianês,
sos de como a pandemia revelou, de ano seja muito seriam definidas como “retadas”
sem cerimônia, a verdadeira face mais do que e, de fato, assim elas são.
da humanidade ou, pelo menos, da simplesmente
grande maioria dela. Fomos sur- a virada de ano Ainda nesta edição, trazemos
preendidos com personalidades da retomada, mas diversas pautas bem ao estilo Let’s
e comportamentos muitas vezes que se apresente Go: para cima, para frente e avante!
inquestionáveis para nós, porém para todos nós Teremos uma matéria completa
tão naturais para tantos. como a virada de sobre o reaquecimento do mercado
chave que tanto imobiliário de alto padrão em Salva-
Segundo Émile Durkheim, precisamos dor, sugestões de mesas de Natal e
sociólogo francês, o egoísmo, em Réveillon, dicas de viagem na seção
grande parte, é produto da socie- É sobre o fato de que não há de turismo e várias dicas de festas
dade. Apesar do potencial que nós, mais escolha, precisamos nos de Réveillon com a colaboração do
seres humanos, temos para a soli- transformar em seres civilizados, colunista Marcello Fontes.
dariedade, a empatia e a civilidade, ter a percepção do outro a ponto
nossa cultura é afetada por ques- de compreender a diversidade e, Patricia Guerra, por sua vez, volta
tões políticas, econômicas e sociais assim, conseguir conviver em meio a colaborar com a nossa revista e
que vêm dos primórdios da nossa às adversidades. É preciso virar a agora veio para ficar, assinando a
história. Desde sempre, o homem chave em direção a essa mudança coluna Guia Salvador, com dicas
precisou ser essencialmente egoísta tão necessária. de onde ir na nossa cidade, que é
para sobreviver, e ressignificar essa repleta de opções.
consciência é necessário, apesar de Para ilustrar essas questões, duas
não ser algo fácil. É preciso virar mulheres incríveis estampam a capa E que tal saber um pouco mais
a chave! desta edição em uma matéria assi- sobre o Beach Tennis? Traremos
nada pelo jornalista Murilo Gitel.
Com uma mentalidade vol- Elas mostram muito mais do que
tada para os investimentos, para
o material, para as conquistas, e
tudo isso com a urgência que o
mundo nos impõe, acaba sobrando
pouco tempo para sequer olhar ou
cuidar do outro... e assim tem sido
desde sempre. Às vezes, me parece

4 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

nesta edição uma matéria com Que venha 2022!
várias informações sobre esse
esporte que virou febre por aqui. #vaipassar
Finanças, tecnologia, educação,
saúde e as demais seções da revista
vêm com conteúdos diversifica-
dos, trazendo, como de costume,
as novidades que os nossos leitores
sabem que sempre encontram na
Let’s Go.

A seção Aspas traz uma home-
nagem ao Grupo LemosPassos, que
completou 60 anos este ano, e seu
fundador, Ademar Lemos, conta-nos
com detalhes todos os desafios já
enfrentados ao longo desses anos.

Com a colaboração do nosso
seleto time de colunistas e arti-
culistas, a nossa revista chega às
mãos dos nossos leitores repleta
de conteúdos relevantes, e deixo
aqui mais uma vez os meus sin-
ceros agradecimentos a cada um
que faz com que a Let’s Go seja a
revista que ela é hoje. Obrigada a
cada jornalista, colunista e articu-
lista que dedica o seu tempo para
colaborar com a nossa publicação;
a cada fonte que aceita participar
das nossas pautas; e a toda a nossa
equipe da Redação, que faz com
que a Let’s Go chegue aos nos-
sos leitores com a qualidade que
tanto nos orgulha. Também agra-
deço a cada anunciante e a cada
leitor. Vocês são a razão da nossa
existência!

E é com este enorme sentimento
de gratidão que me despeço dese-
jando, de todo o coração, que esta
virada de ano seja muito mais do
que simplesmente a virada de ano
da retomada, mas que se apresente
para todos nós como a virada de
chave que tanto precisamos.

Boas festas e feliz virada de
chave!

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 5

ÍndICe eXPedIente

Aspas: Grupo LemosPassos 14 PUBlisHer ESPECIAL PATRIMÔNIOS
Business: Petrobahia 26 Verônica Villas Bôas Rafael Dantas
Entrevista: Dr. João S. de Almeida 36
Saúde: Verão 42 [email protected] CRÔNICA
Capa: Ju Ferraz e Isabela Suarez 74 Malu Fontes
Arquitetura e Decoração 94 redaÇÃO
Autos: Ranger Black 104 EDITORA: FOTOGraFia
Educação: ENEM 112 Foto Capa:
Perfil do chef: Preta 116 Aleile Moura Araújo
Esporte: Beach Tennis 130 [email protected] Jotta Fotografia e
Turismo: Península de Maraú 140 [email protected] Jhon Caribé Photos / @JhonFotógrafo
Patrimônios 154
REVISORA: Arte da capa: Marco Carvalho
Gabriela Ponce e Paulo Werner

JOrnalisTas FOTOJORNALISMO:
Alan e Déborah Fontes Jotta Fotografia
Ana Virgínia Vilalva
Andrea Castro @jotta_imagem_empresarial
Brenda Sales San Júnior
Fabiana Dias @sanjrphoto
Murilo Gitel Rosi Silva
Otávio Queiroz @rosi.silva.fotografia
Roberto Nunes Alan Fontes Photos
@daquidesalvador
COnselHO ediTOrial
Claudia Giudice ediTOraÇÃO e arTe
Diego Oliveira DIREÇÃO DE ARTE:
Fabio Lima
Tereza Paim Verônica Vilas Bôas

COlUnisTas DIAGRAMAÇÃO:
Roger Simões
Adriana Cravo LifeStyle
COmerCial
Aline Hermida Jardinagem DIRETORA:

Andréa Castro Arquitetura & Verônica Villas Bôas
[email protected]
Decoração [email protected]

Carlos Falcão Business Bahia FINANCEIRO:
Jocy da Matta
Claudia Giudice Lado B
[email protected]
Cris Arcuri Falando de Sexo [email protected]

Diego Oliveira Spot JURÍDICO:
Batista Silva Freire Advogados
Fabiano Lacerda Life Coach
mÍdias diGiTais
Fernando Machado Reflexões Editor On-line:

Gabriela Ponce Sessão Pipoca Otávio Queiroz
[email protected]
Ildazio Tavares Conectados
Jornalista:
July Isensee Alma Baiana Brenda Sales

Karla Borges Vip [email protected]

Dr. Leonardo Salgado Saúde Gestão do site:
ZMARK Marketing Digital
Marcello Fontes Let’s Go 360°
PUBLICIDADE
Marcelo Sampaio Garimpando Randolfo Corrêa -
Artista gráfico & 3D
Maria Medeiros Etiqueta Salva Comunicação

Mário Bruni Turismo ASSESSORIA
DE IMPRENSA & RP
Matheus Pastori De Olho nas Telas
Texto & Cia
Otávio Queiroz Games www.textoecia.com.br

Patrícia Guerra Guia Salvador IMPRESSÃO
LEOGRAF
Patrícia Zanotti Luxo e Beleza
WWW.LEOGRAF.COM.BR
Renata Rangel Moda
TIRAGEM
Roberto Nunes Autos e Motos 10.000 exemplares

Sérgio Queiroz Wine DISTRIBUIÇÃO
Let’s Go Logística
Tereza Paim Gastrô

Tiago N. Villas-Bôas Finanças

V2M EDITORA LTDA arTiCUlisTas COnVidadOs
Av. Professor Magalhaes Neto, Americo Neto
nº 1856, sala 603, Caminho Ana Carolina Monteiro
das Árvores, Salvador-Bahia. André Ferraro
CEP: 41810-011 André E. de Sá
www.letsgobahia.com.br Bruna Lara Dourado
Tel.: +55 71 3042-2440 Eduardo Athayde
Henrique Morais S. Silva
Julia Drezza
Mônica Bezerra
Monique Melo
Remulo Farias
Tatiana Mandelli

6 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

SUA DOAÇÃO É O
MELHOR PRESENTE.

SEJA UM PARCÊRO DO MARTAGÃO

Mariany Faça como o nosso parCÊRO
Ivan Mesquita e ajude o
é paciente
do Martagão Martagão a realizar o maior
desejo das nossas crianças

e suas famílias: viver uma
infância cheia de saúde e

esperança.

Doe para o Hospital da Criança
e ajude a multiplicar sorrisos
como o da pequena Mariany.

SEGUE O “CÊRO”
E DOE TAMBÉM.

Ivan
Mesquita

DOE martagaogesteira.org.br DOE COM PIX
AGORA
71 3032-3773 Chave: [email protected]
71 98146-2315 Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 7

mUsaesafmiqáusecanrau, Ana Carolina
Monteiro

Professora, gestora e
estrategista na Hackel e
consultora de Marketing

Conversacional
hackel.com.br

Desculpe, mas você vai começar a o locus externo acreditam que não Despertamos ao descobrir que
leitura admitindo que tem algo em têm influência sobre o que acon- a morte estava mais viva do que
comum com os vilões das histórias tece em suas vidas e atribuem a nós? Algumas mudanças são atribuí-
de heróis: o desejo de controle. responsabilidade à sorte, entidades, das imprecisamente à experiência
instituições... Por outro lado, os que da COVID-19 – novos formatos de
O roteiro é manjado: o vilão entendem que suas habilidades e trabalho, empresas privadas com-
deseja dominar o mundo e o herói esforços são relevantes tendem a prometidas com mudanças sociais
frustra o seu esforço para controlar experimentar na prática um impor- importantes, valorização de relacio-
a humanidade. Na vida, o roteirista tante pensamento estoico, mesmo namentos verdadeiros, liderança
parece não ter compromisso com o que não o conheçam: os aconteci- empática, minimalismo, consumo
sucesso da bilheteria e a realidade mentos são menos relevantes do consciente. Há muitos anos, fala-se,
solapa os planos de mocinhos e que a maneira como se reage a eles. inclusive, que os novos ricos são
bandidos, democraticamente. Controlar a si é o feito! aqueles que dispõem de tempo e
mobilidade.
Controladores assumidos ou Ilusão de controle
enrustidos, tivemos recentemente é esperar por A verdade é que nada aconteceu
uma amarga lição sobre a ilusão de qualquer coisa ou acontece de repente. Tudo isso
controle. Sem aviso, uma ameaça descasada da estava na mesa, proposto e posto
invisível realmente dominou o possibilidade real em prática por visionários, idealis-
mundo, desconsiderando casamen- de nossa influência. tas ou simplesmente empresas e
tos marcados, metas e previsões O melhor plano pessoas cientes da exata dimensão
de vendas, viagens programadas, a ser feito é sobre da vida humana. A evidência foi
cirurgias agendadas, calendário de a construção conquistada por haver mais gente
eventos, muitos compromissos e de nós mesmos consciente dessas possibilidades de
diversas ambições. Perplexos diante e, naturalmente, escolhas, e resgatando a coragem
da fragilidade e impotência esfrega- os demais planos para engajar-se de corpo e alma
das brutalmente na cara, o mundo o seguem na grande aventura de estar vivo.
moderno e tecnológico tem recor- Podemos construir-nos, controlar
rido aos filósofos estoicos, fonte na Sêneca, um dos grandes nomes como entendemos e reagimos ao
qual a Psicologia Positiva bebeu do Estoicismo, em uma de suas que se apresente e administrar o
rios. Um dos princípios dessa escola famosas cartas, escreve que nada tempo como nosso único bem.
filosófica, estabelecida no século IV é nosso, exceto o tempo. O tempo
a.C. e que teve como pensadores é um bem a ser administrado como O ponto de partida para uma
de escravo a imperador, estimula outros que julgamos nos pertencer. vida mais significativa é saber onde
a não nos preocuparmos com o Antes da pandemia, a vida parecia queremos chegar (que é diferente
que não controlamos. correr sem freios em direção à reta de para onde todos estamos indo).
de chegada – que sabemos bem A resposta é individual, mas parta-
De fato, não temos controle sobre qual é. Paramos obrigatoriamente mos sabendo que o caminho não
diversos aspectos da nossa vida, em uma encruzilhada, com o tempo é plano, não tem atalhos e que
tampouco estamos à deriva. Ilusão suspenso como por feitiço, e agora contamos apenas com os nossos
de controle é esperar por qualquer temos a oportunidade de escolher pés. Por isso é essencial deixar de
coisa descasada da possibilidade outros caminhos e ajustar o passo. carregar inutilidades – agendas
real de nossa influência. O melhor abarrotadas, preconceitos mofados,
plano a ser feito é sobre a constru- papéis desconfortáveis, medos irra-
ção de nós mesmos e, naturalmente, cionais, a pressão de vidas editadas
os demais planos o seguem. das mídias sociais, objetos que só
ocupam espaço e não preenchem
A Psicologia propõe o conceito vazios. Nus dos excessos, fazemos
de Locus de Controle – interno e amor com a vida.
externo – e suas implicações no
modo como vivemos. Pessoas com

8 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

Gerando Com o programa Salvador Solar, a Prefeitura
mais do que de Salvador está ajudando a fazer uma
energia. cidade cada vez mais sustentável e
comprometida com o meio ambiente.

Criado pela Prefeitura de Salvador, através da Secretaria
Municipal de Sustentabilidade e Resiliência, o Salvador Solar
está fazendo de Salvador uma capital pioneira na geração
de energia limpa e sustentável. São 5 ações inovadoras,
que geram mais benefícios, mais investimentos e mais
qualidade de vida para a cidade.

IPTU AMARELO CCAUPRASOCISTDAÇEÃO MAPA SOLAR PRRENEFOEVIÁTVUERLA INNOCVEANLTEIVI DOE

Descontos no IPTU para Formam profissionais Mapeia os telhados da cidade, Instala painéis em prédios Atrai empresas do setor
incentivar casas e para trabalhar no setor. permitindo ao cidadão conferir o públicos, como escolas e com incentivos fiscais.
empreendimentos a potencial energético do seu imóvel secretarias.
implantar energia solar. e planejar a implantação do sistema.

www.sustentabilidade.salvador.ba.gov.br
@secissalvador

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 9

Reflexões

Consciência e civilidade:
o universo pertence
àqueles que
o compreendem

Não obstante a tragédia da pan- relacionamentos com outros seres Fernando Machado
demia, pensa-se que ao menos a vivos, com o discernimento e a
humanidade progrediu de forma absorção da natureza real de todas Consultor internacional
significativa na expansão de sua as coisas com as quais convivemos, Inovação e Competitividade
consciência e da sua civilidade. Será além de seu valor relativo. Mas o
tão simples? conceito de consciência possui uma @fmagmachado
conotação essencialmente moral, a
A resposta demanda certas defi- percepção que o ser humano possui evolução crucial da consciência.
nições. Civilidade se define como sobre o que é certo ou errado em Entre outros, nos oferece o caminho
o conjunto de palavras, atitudes e motivações e atos individuais ou para a espiritualidade, a intercone-
ações que os cidadãos adotam entre coletivos. Desta forma, vinculam- xão com todas as dimensões da
si para harmonizar suas relações, de se claramente a civilidade e seus realidade e com tudo. Permite nos
modo a possibilitar a cooperação dogmas. vincular à rede da vida, enfrentar o
indispensável ao bem comum e ao fardo e as incertezas da liberdade
avanço da civilização. Assim, a civi- Como qualidade psíquica, atri- que advêm de substituir convicções
lidade se traduz no comportamento buto do pensamento, da mente e destrutivas e ultrapassadas por argu-
afável, cortês, de mútua considera- do espírito, a consciência deveria mentos com imaginação, alinhados
ção e de respeito pela visão e vida englobar dimensões integrativas de com a evolução da moralidade e a
dos outros, na empatia emocional e solução de desafios cruciais para a
cognitiva, na solidariedade. Códigos O futuro só existe sobrevivência da espécie humana.
de ética e regras específicas regu- através da percepção Isso inclui o questionamento das
lam esse comportamento. Houve da realidade, e esta falsas narrativas e dos velhos mitos
melhora? depende da aquisição fundamentalistas que não mais
e da evolução do explicam a realidade e que estão
A COVID-19 atacou a humani- conhecimento. no âmago da nossa ignorância e
dade em um momento em que sua cegueira atuais.
organização social (democracia), sensações, sentimentos e pensa-
econômica (capitalismo) e ecológica mentos com temporalidade variada, Apesar de sua importância, o
(combate “à sexta extinção massiva) incluindo o passado e o futuro. conceito de “consciousness” não
colapsava rapidamente, sem que tem tradução em português, francês,
alternativas viáveis fossem sequer Recheado de mudanças incontro- espanhol nem em italiano. Aqui, o
pensadas. Entre outros fatores, isso láveis, incluindo a certeza da morte, batizamos como consciencidade.
se deve à resistência dos privile- o futuro enquadra o funcionamento Sem a consciencidade do esgota-
giados e à cegueira generalizada, da consciência e demanda que ela mento e corrosividade dos mode-
fruto do atual império dourado da extrapole suas dimensões do ego e los e paradigmas atuais, sejam eles
ignorância. da moral. O futuro só existe através sociais, econômicos, ecológicos ou
da percepção da realidade, e esta de qualquer natureza, e das urgentes
Faltaria, então, consciência. depende da aquisição e da evolu- mudanças no pensar, sentir o mundo
Consciência como o conhecimento, ção do conhecimento. Por exemplo, e a si mesmo, não existe maneira de
sentido pela totalidade do ser, que hoje, a Física Quântica nos sugere a manter ou incrementar a civilidade,
lhe permite perceber por si próprio existência de múltiplas dimensões pois a própria civilização humana
sua individualidade (eu), através de da nossa realidade tridimensional. encontra-se à beira do suicídio.
suas vivências e experimentos, e
compreender, simultaneamente, o Em inglês, o conceito de “cons- Frente ao possível colapso dessas
mundo externo e seu mundo inte- ciousness” atende precisamente dimensões superiores, a empatia e
rior. Representa, portanto, a creche a essa lacuna e caracteriza uma
e morada do “eu”. A consciência
deveria se conformar a partir de

10 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

a solidariedade desvanecem, e não quais, hoje sabemos, possuem
há código de ética ou regramento outros modos de estar, viver e de
social que sustente o microcosmo exercitar sua consciência. Os micros-
da civilidade. cópicos ursos d’água (tardígrafos)
sobreviveram às cinco extinções
A urgente e crítica evolução da massivas da vida no passado do
consciência para a consciencidade planeta, ao vácuo do espaço, e
requer o reexame de temas da nossa são capazes de manifestações de
vida, tanto individuais quanto cole- carinho fora de atos reprodutivos.
tivos. Entre eles, convém destacar Poderíamos aprender com eles a
os seguintes: sobreviver à sexta extinção massiva
que se avizinha?
(1) Combater o medo, a cultura e
o cultivo do “eu” na estrutura e no (5) O conhecimento é o ingre-
funcionamento das sociedades. O diente fundamental na evolução da
medo da morte, o que obstaculiza consciência para a consciencidade.
confrontar crenças, identidades e Sociedades necessitam, portanto,
narrativas falsas, assimiladas de valorá-lo, bem como os agentes
forma automática na infância, de que o criam, aplicam, disseminam
religiões, figuras de autoridade ou e gerenciam, em pé de igualdade
ambas. Isso cria barreiras para a com aqueles que se dedicam a nos
absorção do conhecimento, constrói acolher no sofrimento. Ao ampliar a
a intolerância ao dissenso e à diver- percepção da realidade muito além
sidade, cruciais para a conformação dos cinco sentidos, o conhecimento
da consciencidade. científico e tecnológico se encontra
no coração da evolução da cons-
(2) No urgente redesenho das ciência para a consciencidade. O
organizações e instituições da socie- ceticismo saudável que o caracteriza
dade, enfatizar o coletivo, não o não deve ser deformado pelas bar-
individual, a partir dos próprios reiras criadas pelos dogmas e pelas
sistemas educativos. Isso implica vaidades dos próprios cientistas.
combater a “antropossoberba”,
pois a sobrevivência da civilização Finalmente, vale mencionar que
e da humanidade depende de reco- o Prêmio Nobel de Física da Univer-
nhecer que o Antropocentrismo é sidade de Oxford, Roger Penrose,
incompatível com a busca de um considerado a maior autoridade viva
inexistente centro na natureza. da Física Quântica, e o médico-cien-
Sistemas complexos como a vida tista Steve Hamerof defendem a
no planeta só sobrevivem quando teoria de que a consciencidade se
a colaboração excede o interesse produz mediante as vibrações de
individual. microtúbulos simétricos ao interior
dos nossos 86 bilhões de neurônios.
(3) Desincentivar o acúmulo, Essas vibrações são provocadas
característica central do capita- por partículas subatômicas que,
lismo. Na natureza, células egoístas de forma instantânea, penetram
conformam tumores. Civilizações e saem da nossa realidade mate-
atuais são cancerígenas. O excesso rial. A evolução da Física Quântica
de acumulação impede a colabo- requer incorporar os efeitos gra-
ração, provoca a desigualdade e a vitacionais. A equivalência entre
destruição da própria organização frequência, energia e massa nos
econômica das sociedades e do permite especular que talvez uma
planeta. consciencidade desenvolvida apre-
sente uma alta frequência vibra-
(4) Aprender a trocar conecto- cional, com velocidade de escape
mas (nossas 100 trilhões de cone- suficiente para acessar outras rea-
xões neurais) com outros seres. Se lidades, não somente em vida, mas
descendemos todos do Saccorytus também após a morte. Talvez este
Coronarios, nosso ancestral comum seja um bom argumento.
de 1,5 bilhão de anos atrás, temos
parentesco com todas as formas
de vida existentes no planeta, as

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 11

Plano B

Medo, mas

esperança!

Quando a pandemia começou, 3. Q ue é preciso ter perpétua gra- Claudia Giudice
em março de 2020, eu tive medo, tidão por todos os profissionais
muito medo, e esperança. Medo de que trabalharam diuturnamente, Jornalista, escritora
morrer. Medo de perder pessoas arriscando a própria vida e abdi- e mãe de Chico
queridas. Medo de nunca mais cando de prazeres e confortos, @claudiagiudice
poder andar nas ruas, abraçar para cuidar dos doentes da COVID.
amigos e estar com quem amo. geral do ranking é ocupado pelos
Tive esperança também de que 4. Q ue o SUS foi a salvação do EUA, seguido de Myanmar e Nova
todo aquele sofrimento provo- brasileiro. Zelândia. A China é o país com a
casse mudanças importantes na pior colocação entre os 126.
humanidade. O tal do novo normal Aprendi a viver o 6. Que a preservação do meio
que traria empatia, solidariedade, dia, um de cada ambiente é condição para evitar
compreensão, gentileza, cuidado, vez. Descobri novas pandemias e o absoluto
redução do consumo, redução de que preciso de colapso do planeta. Definitiva-
danos ao meio ambiente, corte no menos coisas. Que mente, não existe Planeta B.
processo de aquecimento global. sinto mais falta 7. Que é possível mudar, adaptar,
de quem amo e inventar e reinventar. Durante
A pandemia não acabou e ainda está longe. Que a pandemia, descobrimos, por
tenho medo de morrer e medo de perdi a vontade de exemplo, que é possível trabalhar,
perder pessoas queridas. Já tomei as brincar o Carnaval. estudar, vender e comprar sem
duas doses da vacina e as pessoas do Que estou sem sair de casa.
meu coração também. Não acordo jeito para abraçar 8. Q ue o abraço dos amigos fez e
mais todos os dias achando que estou pessoas. Que tenho faz uma falta danada.
com COVID. Tive muito cuidado e esperança de que 9. Q ue a arte nos ajuda sempre a
sorte. A morte, felizmente, não me viu. 2022 será melhor. superar a dor. Dentre as memó-
Terrivelmente, tragicamente, violenta- rias da pandemia, as cantorias
mente ela enxergou mais de 600 mil 5. Q ue a solidariedade é um hábito e as projeções de fotos e filmes
brasileiros que partiram por causa de que precisa ser cultivado no Brasil. nas janelas dos prédios serão
desgoverno, desmando, kit COVID, No primeiro ano da pandemia, inesquecíveis.
notícias falsas, falta de urgência na mais de 6,3 bilhões de reais foram 10. Que ainda vamos aprender
compra de vacinas, falta de cuidado, doados para causas relacionadas muito com os efeitos diretos e
falta de alternativa, negacionismo, à COVID. Em 2021, quando a crise indiretos destes anos de real e
outras doenças e, às vezes, um baita se agravou, o dinheiro ficou pouco. concreta distopia.
azar mesmo. No Brasil, a cultura da doação não
é forte. Segundo um índice criado Depois do meu decálogo coletivo,
Afinal, o que aprendemos com pela Fundação de Ajuda para Cari- conto para você que aprendi a viver
essa tragédia? dades (CAF), que comparou as o dia, um de cada vez. Descobri que
1. Q ue existem Homens e bípedes. doações feitas em 126 países, o preciso de menos coisas. Que sinto
Brasil está em 74° lugar no índice mais falta de quem amo e está longe.
O segundo grupo abdicou das final. Separando as três frentes, o Que perdi a vontade de brincar o
qualidades da raça humana e país fica na 63ª posição em ajuda Carnaval. Que estou sem jeito para
juntou-se às galinhas. Pobres aves. a estranhos, em 67º em doação abraçar pessoas. Que tenho espe-
2. Q ue a ciência tem a força. As de dinheiro e em 84º em tempo rança de que 2022 será melhor.
vacinas contra a COVID, criadas de voluntariado. O primeiro lugar
em tempo recorde, são eficien-
tes e seguras. As mortes, apesar
das novas variantes, caíram for-
temente após a imunização da
população.

12 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 13

6n60ã0Aspoaasdsniãaooss Fotos: Jotta Fotografia

Grupo LemosPassos
celebra 60 anos
com um legado
de inovação
e conquistas
de novos
mercados

Por Fabiana Dias

Com uma trajetória de
muito trabalho e sucesso,
o Grupo LemosPassos
completa 60 anos com
um olhar voltado para
a inovação e o reco-
nhecimento no mer-
cado. A empresa que
começou com um box
no Mercado do Ouro, no
bairro Comércio, em 1961, hoje
atua em nove Estados brasileiros
e, mais recentemente, investiu em uma
empresa do segmento, em Portugal
e no Panamá. Considerada a quarta
maior empresa do país no segmento da
alimentação pela Associação Brasileira
das Empresas de Refeições Coletivas

14 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

(ABERC), a LemosPassos gera 2.200 Investir em a diferença na hora de oferecer um
empregos diretos e indiretos e for- soluções atendimento de qualidade. Investir
nece mais de 6 milhões de refeições em soluções tecnológicas que agi-
por mês, em 260 restaurantes admi- tecnológicas lizam e facilitam os processos de
nistrados nos nove Estados onde que agilizam gestão nos proporciona a replicação
está presente. Além da alimentação, e facilitam os do nosso padrão de qualidade em
nos últimos anos a LemosPassos processos de todas as nossas unidades operacio-
ampliou a sua rede de negócios, gestão nos nais. A combinação de todos esses
passando a atuar também com a proporciona a fatores e ficar atentos à satisfação de
administração de alojamentos e replicação do nossos clientes nos mantêm entre as
facilities. Para falar sobre a traje- nosso padrão quatro primeiras posições do país,
tória da empresa, entrevistamos o de qualidade de acordo com a ABERC.
seu presidente, Ademar Lemos Jr., em todas as
que assumiu o comando do grupo nossas unidades Com atividades em nove estados
desde 1992, com a missão de dar operacionais brasileiros e em outros dois paí-
continuidade ao crescimento do ses, o grupo lP sempre esteve
negócio, após o falecimento do remoto, o serviço de alimentação posicionado na vanguarda do
seu pai, Adhemar Pinheiro Lemos, é apenas uma das necessidades setor de alimentação, mas com
fundador do Grupo LemosPassos. a serem atendidas. Hoje, temos uma visão voltada para a inova-
clientes no interior do Amazonas, ção e conquistas de novos mer-
Como o grupo lemosPassos iniciou por exemplo, com acesso somente cados. Pensando nisso, quais são
a sua trajetória no segmento de de barco e o sistema de abaste- os planos de expansão para os
refeições coletivas? cimento é sincronizado com a próximos anos?
O começo do Grupo LemosPassos troca de turnos dos trabalhadores. Consolidar e ampliar as participa-
foi em 1961, mais precisamente no Nesses locais, administramos os ções nos mercados em que já atua-
Mercado do Ouro, no box nº 140, na alojamentos, cuidamos do paisa- mos e prospectar novos mercados.
cidade de Salvador, quando meu pai, gismo, higienizamos toda a ins-
Adhemar Pinheiro Lemos, fundou talação e oferecemos o serviço de que forma tem sido pensado o
o grupo a partir de um comércio de alimentação. A diversificação processo de sucessão dentro do
para a venda de fumo em corda. O permitiu complementar a essência grupo para dar continuidade ao
passo seguinte foi a introdução de do nosso negócio. trabalho de excelência desenvol-
gêneros alimentícios, passando a vido ao longo desses 60 anos?
negociar com “secos & molhados”, Como gerar um diferencial compe- Meu pai me preparou para suce-
nesse mesmo local. A partir daí, ele titivo para se destacar no mercado? dê-lo. Desde cedo, ele me trazia
foi ampliando a empresa de atacado, Em primeiro lugar, é preciso conhe- à sede do grupo e me ensinava
introduzindo produtos alimentícios e cer bem o meu cliente e as suas sobre o negócio. Minha sobrinha
materiais de limpeza. O passo poste- necessidades para propor soluções já atua na empresa há 14 anos. E
rior foi quando o Governo do Estado diferenciadas. É imprescindível ter meus filhos estão concluindo seus
decidiu pela terceirização do forneci- uma equipe altamente qualificada cursos de Administração, mas já
mento de alimentação para internos e, sobretudo, extremamente apai- estão inseridos no grupo. Estou
e funcionários da Penitenciária Lemos xonada pelo que faz. Isso faz toda acompanhando a evolução deles
de Brito, em Salvador, e a empresa com o mesmo rigor que meu pai
assumiu essa prestação de serviço, tinha comigo.
que continua até os dias de hoje.
Na sequência, devido à aprovação O grupo lemosPassos vem de uma
da qualidade do serviço, o grupo história de atuação na área social.
assumiu também o fornecimento de Quais projetos são desenvolvidos
alimentação para indústrias, escolas atualmente?
e unidades hospitalares. Desde o início da empresa, meu
pai já ajudava as Obras de Irmã
Qual o segredo para acompanhar Dulce, hoje Santa Dulce dos Pobres.
a evolução do mercado e apostar Ainda guardo os bilhetinhos que
na diversificação sem perder de Irmã Dulce fazia pedindo alimentos
vista a essência do negócio? não perecíveis. Esse apoio foi se
Foco no cliente e nas necessidades ampliando à medida que a empresa
dele. Se o cliente atua em um local crescia. Ajudamos na montagem

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 15

Aspas

da cozinha industrial para suprir as nossas unidades com as medidas com as recomendações da ANVISA.
necessidades da entidade e ainda de prevenção, instalamos tapetes Algumas unidades operacionais
entregamos alimentos não pere- sanitizantes, totens de álcool em fecharam durante a pandemia, como
cíveis. Também doamos camas gel, adesivos marcando o distan- escolas e universidades, e tivemos
e alimentos não perecíveis para ciamento seguro e fizemos a afe- que remanejar muitos colaboradores
outras entidades da Bahia. Durante rição da temperatura na entrada para outras unidades que intensifica-
a pandemia, quando tudo estava dos restaurantes. Redobramos a ram os atendimentos, como os hos-
fechado, fizemos a entrega de 300 higienização em todas as áreas, pitais. A empresa gerenciou esses
quentinhas por dia nos bairros da disponibilizamos luvas descartá- remanejamentos. Os colaboradores
Paz, Cajazeiras 11 e D. Avelar Brandão veis para o serviço e saquinhos das unidades que permaneceram
Vilela, com o intuito de amenizar as descartáveis para que os clientes fechadas por 18 meses e que não
dificuldades que aquelas famílias colocassem as máscaras quando foram remanejados permaneceram
estavam passando. Em 2020, parti- fossem comer. Todas as unidades em folha até o retorno às atividades.
cipamos de uma ação de distribui- estavam devidamente sinalizadas
ção de máscaras para a população O que o senhor diria para os
no terminal náutico de Salvador. A diversificação empresários que foram afetados
E mais recentemente montamos permitiu pela pandemia do coronavírus?
uma cozinha industrial em Paripe, Épocas de crises e conflitos sempre
para a Associação Beneficente e complementar trouxeram aprendizados, não foi
Recreativa do Bairro da Felicidade. a essência do diferente com esta pandemia, que
Nessa cozinha, 40 mulheres estão nosso negócio nos mostrou uma oportunidade de
aprendendo a empreender com o evoluir e crescer, tanto individual-
apoio do SENAC, fazendo cursos mente quanto coletivamente. As
de panificação, brigadeiro gourmet dificuldades nos convidam a sair
e gestão de negócios. da zona de conforto para buscar
soluções e enfrentar os novos desa-
de que forma o grupo lemosPas- fios. A pandemia mudou a rotina
sos agiu para enfrentar a pandemia de todos, criou novos hábitos, e as
da COVId-19 e como o cenário empresas precisaram se adaptar a
de crise impactou nos processos esta nova realidade e rapidamente
internos da empresa? oferecer soluções para um novo tipo
Nossa primeira preocupação de consumidor. Para os empresá-
foi preservar vidas, portanto, de rios que ainda não se adaptaram
imediato, colocamos em regime às novas exigências do mercado,
de home office os colaboradores recomendo fazer isso já, para a
acima de 60 anos e os que pos- sobrevivência de seus negócios.
suem comorbidades. Quando foram
fechadas as escolas, universidades, em 60 anos de história, é inevitável
comércio e outros setores, nossa que a empresa tenha vivenciado
equipe de TI trabalhou incansavel- outras crises econômicas. Que
mente para estender o trabalho em aprendizados o senhor tira dos
regime de home office para os momentos de adversidades?
demais colaboradores de todos
os nossos escritórios. O serviço São muitas as lições que tiramos
de alimentação é essencial e das experiências de crise, elas
não pôde ser interrompido, pois sempre existiram e não estamos
atuamos em hospitais, indús- livres de novos eventos que
trias e unidades de segurança.
Para continuar a operar com mudem o curso das coisas.
segurança, conscientizamos Manter o foco na solução - e
os nossos trabalhadores e saber que as crises irão passar
clientes que se alimentam nas - ajuda a planejar e agir. Ana-
unidades em que operamos lisar o cenário e o contexto
sobre a COVID-19 e os cuida- com serenidade e entender os
dos para evitar a proliferação principais pontos que afetam o
do vírus. Adaptamos todas as negócio também são estratégias
que contribuem para a rápida
tomada de decisões.

16 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22



Business Bahia

Apertem os cintos!

O controle fiscal sumiu!

No início da década de 1980, uma uma sequência de medidas desas- Carlos Sergio Falcão
comédia, “Apertem os Cintos... O tradas, populistas e eleitoreiras que
Piloto Sumiu!”, estrelada por Les- certamente nos levarão a um cenário Engenheiro civil, pós-graduado
lie Nielsen, contava a história de adverso em curto e médio prazo, em Engenharia Econômica,
um piloto inábil que era obrigado e cujos efeitos já começam a ser
a assumir o comando de um avião sentidos pela população brasileira, MBA em Gestão e Negócios,
desgovernado. Pois bem, 40 anos com inflação e juros em alta. presidente da Winners
depois, podemos substituir o avião Engenharia Financeira.
pelo Brasil e o cenário se repete. Estamos caminhando para uma
tempestade perfeita na qual um @business_bahia_oficial
Após os sustos no ano passado, cenário econômico desafiador
medidas econômicas acertadas encontra um Executivo, com algu- calote, rompendo, de fato, o teto de
diminuíram o impacto do “fique mas e honrosas exceções, inapto; gastos. Os efeitos dessa proposta
em casa” na população e o cenário um ministro da Economia despres- tornarão ainda mais difícil o nosso
para o biênio 2021/2022 parecia tigiado; uma Câmara de Deputados novo ano.
animador. Parecia... Reformas admi- com incapacidade de legislar para
nistrativa e tributária no radar, pri- aprovar projetos que recoloquem o Ninguém é contra o aumento
vatizações sendo discutidas, Banco do Bolsa Família. Atender os caren-
Central autônomo, vacinação atra- Infelizmente, tes deve ser a missão prioritária de
sada, mas com perspectivas, passa- o Brasil é um país qualquer governo, e o aumento do
vam a impressão de que poderíamos que não aprende consumo pode ser um bom indutor
nos recuperar em 2021 com uma com os seus próprios para o crescimento do PIB. O que
relativa estabilidade. Poderíamos... erros. Continuamos assustou o mercado foi a escolha
fazendo escolhas pela desorganização fiscal, e as con-
O que estamos vendo este ano erradas e pagando sequências serão sentidas, mais à
é preocupante. Afronta às institui- um preço caro frente, por todos nós. A queda no
ções, ameaças de golpe, a ausência por elas PIB, a inflação, o aumento dos juros
de lideranças e o negacionismo se e a expansão da dívida pública serão
uniram para desestabilizar a nossa país nos trilhos e que opta, fisiologi- fatalmente observados em 2022.
já frágil economia. Investidores e camente, por projetos que atacam Essas variáveis econômicas estão
empresários assistem temerosos o orçamento, enquanto a elite do interligadas, são muito sensíveis e
ao comando da nação ser entre- Judiciário dá maus exemplos com o dificultam previsões otimistas para
gue ao fisiologismo do “Centrão”, extrateto, mordomias e auxílios que, o próximo ano.
e já há algum tempo as notícias mesmo legais, afrontam o restante
econômicas negativas afastam os da nossa população. Infelizmente, o Brasil é um país
investidores estrangeiros. que não aprende com os seus pró-
As últimas semanas foram um prios erros. Continuamos fazendo
As últimas propostas oriundas do teste de estresse para o mercado escolhas erradas e pagando um
Ministério da Economia se transfor- financeiro nacional, o dólar subiu preço caro por elas. Não conse-
maram em pesadelo empresarial. e a bolsa despencou. Escudado no guimos aproveitar as oportunidades
A Reforma Tributária fatiada é, na argumento de auxiliar os mais neces- favoráveis, escolhemos mal os nos-
verdade, uma tentativa grosseira sitados, o Governo Federal lançou sos representantes e não lutamos,
e mal disfarçada de aumento da o Auxílio Brasil, um Bolsa Família como deveríamos, para mudar este
carga tributária. A primeira, com a turbinado, e para financiá-lo, a PEC cenário. Porém acredito no espírito
criação da CBS, que aumentaria o dos precatórios, que em última ins- empreendedor dos brasileiros, na
PIS/Cofins de 3,65% para 12% nas tância propõe constitucionalizar o nossa resiliência e confio que, mais
prestadoras de serviço, e a segunda uma vez, sairemos ainda mais fortes
que tenta trazer de volta a tributação de mais esta crise.
sobre lucros e dividendos, abolida
desde o governo de FHC.

Além disso falta transparência,
e o que estamos vendo este ano é

18 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

OLÁ,

CHEGOU A HORA Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 19
DE VIRAR A PÁGINA
E COMEÇAR UM
NOVO CAPÍTULO.

O GRUPO BUSINESS BAHIA
DESEJA A TODOS BOAS FESTAS
E UM FELIZ 2022.

Finanças Tiago Novaes Villas-Bôas

Não foi Administrador de Carteira de
Valores Mobiliários (CVM)
dessa vez @tiagonvb

Será que, mais uma vez, a esperança um desarranjo econômico e fiscal, É importante ressaltar que o
do investidor brasileiro em vivenciar que gerou um abrupto aumento recente ciclo de baixa da Selic
um período mais longo de baixas da Selic, saindo dos 2% em janeiro permitiu fazer uma migração de
taxas de juros será frustrada? e com previsão de alcançar o final centenas de bilhões de reais que
do ciclo a uma taxa acima de 10%, estavam financiando a dívida
O recente ciclo que proporcio- infelizmente. pública via aplicação em títulos
nou ao Brasil chegar aos inimagi- públicos federais para o mercado
náveis 2% da Selic ao ano foi muito O atual ciclo da Selic atingiu o de capitais, incentivando a eco-
favorecido por um contexto glo- seu ápice de redução entre agosto nomia na veia, seja por meio de
bal de juros negativos ao redor do de 2020 e janeiro de 2021, porém aportes para a abertura de capi-
mundo. As principais economias ficou evidente que a taxa era tal de empresas (IPO), compra
operaram com juros nominais pró- insustentável. Permanecer com de fundos imobiliários, setor que
ximos a zero e até negativos. O juros baixos requer uma dinâmica expandiu muito, seja ainda atra-
Brasil “surfou” essa onda e reduziu econômica inexistente no Brasil, vés da aquisição de dívida e/ou
seus juros até onde podia, ou até ações das companhias já listadas
mais do que poderia. O caminho a ser da Bolsa que apresentaram forte
trilhado, certamente, crescimento nesse período.
A COVID veio como um meteoro percorre a redução
e separou o joio do trigo, as eco- da dívida pública Outro ponto que proporcionou
nomias de países emergentes e as reformas que um enorme benefício ao país foi
sofreram bem mais com a forte melhoram a eficiência a economia do governo com o
abertura das taxas de juros e o e a produtividade desembolso de juros da dívida
aumento da inflação. Apesar da do país. pública. Dezenas de bilhões de reais
forte queda da atividade econô- foram economizados por ano em
mica, a pandemia deu início a um por enquanto. E toda vez que a pagamentos de juros, reduzindo o
novo ciclo inflacionário, inicialmente taxa de juros é reduzida de forma deficit e direcionando os recursos
pela forte valorização das comodi- acentuada, sem o devido respaldo para áreas de maior importância
ties, considerada pelos investidores econômico, o ajuste adiante com para a sociedade.
como uma reserva de valor, um vistas a conter o processo inflacio-
porto seguro, e posteriormente em nário será mais intenso. Já havía- Os investidores, por sua vez,
função dos sucessivos lockdowns, mos experimentado em 2013 uma pela necessidade de navegar em
que interferiram na cadeia de pro- situação similar, quando o Brasil um cenário diferente, aderiram
dução de bens e serviços; como atingiu o seu último recorde de em massa à educação financeira.
consequência houve uma relevante redução da Selic, chegando aos Conhecer a lógica dos ativos exige
quebra no abastecimento global, 7,25%, mesmo com o alerta de um conhecimento não somente de
gerando uma inflação de oferta. deficit alto e inflação corrente. O mercado de capitais e finanças,
ajuste monetário posterior neces- mas também de macroeconomia,
No Brasil, além dos problemas sitou ir até 14,25% a.a. teoria comportamental, políticas
que afligiram todo o planeta, fomos públicas, dentre outros. Em última
atingidos por uma grave crise polí- instância, promove a formação de
tica e por um incremento de des-
pesas para o combate à pandemia,
muito acima da média dos países
emergentes. A consequência foi

20 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

cidadãos mais engajados e críticos
com relação ao orçamento público
e ao país, visto que o setor público
passa a ser um ator importante,
interferindo (em função do seu
desempenho) no comportamento
dos ativos que compõem a pou-
pança individual. O crescimento dos
investidores pessoa física na Bolsa
de Valores foi algo exponencial no
Brasil, saindo de 813 mil CPFs em
2018 e ultrapassando os 3 milhões
de CPFs atuais, com valor em cus-
tódia ao redor de R$ 545 bilhões.
Entre os novos investidores, nota-
se um importante crescimento da
presença feminina e de pessoas de
regiões menos tradicionais, como
o Norte e o Nordeste do país, o
que é muito positivo.

Outro ponto a ser observado
nesse cenário de Selic baixa é o
impulso para abrir novos negócios,
de alocar a poupança em ativos
ligados à economia real, visto que
deixar o recurso em banco, ren-
dendo taxas de juros tão pouco
atrativas, às vezes, não compensa.
Os empréstimos bancários, por sua
vez, passam a ficar mais fartos e
convidativos, tornando-se viável se
alavancar para abrir uma empresa,
investir em construção, dentre
outras possibilidades.

Tudo isso que mencionamos até
aqui ocorreu no Brasil nos últimos
quatro anos e foi promovido pelo
“maravilhoso mundo” dos juros bai-
xos. O que todos nós esperamos,
torcemos e até rezamos é para que
o Brasil, depois de ter esse “test
drive”, possa saborear o quão bom
é ter juros de país civilizado, que
entenda quantas coisas positivas
isso proporciona para toda a socie-
dade e que não voltemos a ser o
país dos juros altos e tradicional
financiador de aumento de gasto
público, condenado ao fracasso.

Não foi dessa vez, mas que esses
quatro anos de juros baixos nos
inspirem e abram os nossos hori-
zontes para que, de forma engajada,
trabalhemos como sociedade, a
fim de manter esse ambiente mais
estável por muitas décadas.

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 21

Dnãooissbeibceuidjaoms Remulo Farias

Professor, analista
comportamental
e administrador
de empresas

Nada melhor de que esta expres- comportamento da sociedade Neste momento, as pessoas dis-
são popular para nos conduzir em escancara nossos problemas. A cursam uma proposta para fazer
uma reflexão sobre o antagonismo campanha para que as pessoas mais pelo coletivo e o que se vê
crônico que existe entre os termos permaneçam em casa é um exem- são mais e mais ações que satis-
“consciência” e “coletividade”. A plo claro desse antagonismo ao fazem mais aos interesses, ao ego,
expressão “dois bicudos não se que nos referimos. O argumento ao “status quo” daquele que as
beijam” significa que duas pes- de muitos para o não cumprimento está propondo. Muito pouco do
soas de temperamentos fortes e de “quarentena” é o de que a sua que é feito beneficia os outros, e
diferentes não se entendem, não condição o coloca na condição de sim somente a si mesmo; e quando
vivem em harmonia, não cons- enfrentamento do problema sem ocorre o contrário, geralmente, é
troem juntas, não andam de “mãos maiores consequências, quando, na por pura e mera consequência. A
dadas”. Analogicamente, este é o verdade, o senso de coletividade convocação para a ação prega a
caso dos termos “consciência” e deveria refletir o respeito ao outro, conquista de benefícios para todos,
“coletividade”. não prejudicar o outro, consequen- mas, na verdade, quem convoca
temente, nem a si mesmo. está olhando mais para o que vai
Tudo isso muda consideravel- ganhar com aquilo do que para o
mente se considerarmos não a Precisamos que promete aos outros.
“consciência individual” ou simples- despertar e transpor
mente “consciência”, mas, sim, a a lacuna que existe O discurso “fique em casa” é
“consciência social” ou “coletiva”, entre a ‘consciência assumido para que a pandemia
que, segundo Émile Durkheim, é “o individual’ e a não atinja o indivíduo que assim o
conjunto de crenças e sentimentos ‘consciência social’ a prega e não para proteger os outros
comuns à média dos membros de fim de atingirmos a desse mesmo benefício. Não estou
uma mesma sociedade”, mas que ‘coletividade’, se preocupado em não transmitir o
não é fácil de construir e não é o quisermos construir vírus, e sim em não ser atingido
caso desta nossa reflexão. uma sociedade pelos que podem transmiti-lo.
mais justa e solidária
Apesar de se imaginar que a de verdade Disso tudo fica uma grande lição:
“consciência” é um elemento que precisamos despertar e transpor a
pode contribuir para o direciona- Freepik lacuna que existe entre a “consciência
mento e a consecução da “coletivi- individual” e a “consciência social” a
dade”, na verdade, são duas forças fim de atingirmos a coletividade, se
divergentes, com propósitos dis- quisermos construir uma sociedade
tintos, buscando cada uma delas mais justa e solidária de verdade.
“puxar a brasa para sua sardinha”. Até lá, temos que admitir que, muito
embora esta seja a era do discurso
O conceito de “consciência” está da solidariedade, as pessoas conti-
intimamente relacionado com ter- nuam adotando a máxima “farinha
mos como o “eu”. É o que permite pouca, meu pirão primeiro”.
ao ser humano compreender o seu
mundo interior. É, por excelência, Fique tranquilo. As comemora-
egoísta, egocentrista e serve basi- ções quase sempre serão coleti-
camente ao próprio indivíduo. Já vas, ainda que a sua presença seja
o conceito de “coletividade” está somente para preencher os espaços
ligado diretamente ao pensar na e atender ao marketing do “coletivo”,
comunidade como um todo. e, na realidade, servirá mesmo é
para criar um espaço, uma vitrine
Trazendo a reflexão para o a fim de maximizar os elogios e
mundo real, verificamos que em satisfazer à “consciência” de uma
momentos críticos, como o que minoria.
atualmente enfrentamos, esse

22 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

“Eu disse que ia chegar, cheguei.”

Dorival Caymmi

Conheça a nova Select Salvador.
Soluções completas em investimentos,
para sua vida também ser.

selectinvestimentos.com

Agência Salvador Trade Center

Fone/Whats: (71) 99700-6804

Av. Tancredo Neves, 1632 • loja 33
Caminho das Árvores • Salvador BA

selectinvestimentos

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 23

Simples Assim

Diversidade Maria Medeiros
não é opção
Consultora Etiqueta Profissional
quando o Embaixadora da Fundación
desafio é inovar Mujeres sin Límites
Fundadora do Welcome
A inovação não é moda. Ela é a Outro aspecto relevante a ser Women Forum
marca da grande transformação considerado quando o assunto é @mariamedeirosoficial
de nosso tempo. Diversidade não inovar é a cultura organizacional.
é opção quando o desafio é inovar. Oscar Motomura, um dos maiores a cultura é o elo perdido da inova-
É imperioso ser diverso. especialistas brasileiros em gestão, ção. Lamentavelmente, em muitas
estratégia e liderança, ressalta que das organizações tradicionais de
Somos o país mais diverso do nosso país, a cultura da inovação
planeta, mas ainda não instrumen- Inovar é criar valor. é inexistente ou recém-adotada.
talizamos essa pluralidade de etnias, As novas gerações Quando a adotam, e não são pou-
culturas, credos, pensamentos e lançam outro olhar cos os casos, o fazem para cumprir
visões de mundo para que nossas para a atuação uma agenda de marketing ou polí-
organizações “façam e aconteçam”. das organizações. tica, sem permitir que essa cultura
A diversidade é terreno fértil para O valor de mercado flua de forma transversal e alcance
a criatividade. No entanto, ape- de uma empresa, todos os níveis de colaboradores.
sar de sermos considerados tão por exemplo, está E cultura é aquilo que se pratica
criativos, por que a maioria das cada vez mais no dia a dia. Essas organizações
organizações brasileiras não está atrelado à reputação são o reflexo de nossa sociedade
em um patamar de liderança, em construída a partir conservadora. Em geral, a cultura
nível internacional, no que diz res- do genuíno que prevalece é a do medo do novo,
peito à inovação? compromisso pois seus dirigentes e gestores
em trabalhar não associam a inovação à perda de
Ao lado da diversidade, caminha somente em prol privilégios.
a inclusão social. A realidade brasi- dos interesses de
leira, por sua vez, segue o sentido determinado grupo, O medo tem, pelo menos, duas
contrário, pois amargamos índi- mas, principalmente, consequências: quando não para-
ces altíssimos de exclusão. Inovar para mitigar os lisa, procrastina o agir. As orga-
vai de encontro à exclusão e se a problemas de maior nizações retardam suas ações,
diversidade gera inovação, como amplitude, que seja pela ausência, pelo excesso
as organizações podem inovar, se são os que afetam ou mesmo pela terceirização de
grande parcela da sociedade não todos os seres. planejamento. É fato que, sem pla-
está nelas representada? nejar, a organização não saberá
como direcionar suas ações. Se
Na inovação, a composição de planejar em demasiado e não agir,
equipes é importantíssima, pois não ela pode “perder o time”. E o ter-
dá para fazer diferente e melhor ceiro cenário, bastante comum,
usando o mesmo perfil de cola- é a contratação de especialistas
boradores. Se essa for a prática, as externos que diagnosticam as
organizações irão se deparar com os “dores” e propõem soluções, mas
mesmos pensamentos e conformar
suas equipes a partir de “inteligên-
cias” similares, o que contribui para
o engessamento dos processos que
estimulam o pensar inovador.

24 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

que, muitas vezes, não geram os
resultados esperados, uma vez que
a própria organização não realiza
seu dever de casa: adotar as reco-
mendações nas doses e tempos
certos.

Sim, agir pressupõe riscos, mas
o maior risco, em minha percepção,
é assistir ao tsunami da inovação
fagocitando as organizações que
não ousam, que não se reinventam
ou pivotam (fazendo uso do bom
“startupês”). E pivotar, pode, sim,
mesmo para as organizações tra-
dicionais, se configurar como uma
via di mezzo. Ao perceber que o
caminho que está seguindo não
está surtindo bons resultados, a
organização deve rever suas ações
e por que não mudar a direção,
mantendo a posição conquistada?
Se inovar é uma questão de sobre-
vivência em nossos dias, creio que
é muito melhor ser a fonte da ação
do que reagir a ela.

O mundo não é o mesmo e as
organizações, assim como as pes-
soas, precisam se adaptar à nova
realidade. As relações muito hierar-
quizadas tendem a acabar. As novas
gerações são mais questionadoras
e estão mais propícias a trabalhar
em colaboração e não somente
a acatar ordens. Elas não foram
treinadas para somente respon-
der, mas para fazer perguntas. Os
líderes precisam rever sua atuação,
deixando de ser obstáculos para
ser catalisadores da inovação.

E mais: inovar é criar valor. As
novas gerações lançam outro olhar
para a atuação das organizações. O
valor de mercado de uma empresa,
por exemplo, está cada vez mais
atrelado à reputação construída a
partir do genuíno compromisso em
trabalhar não somente em prol dos
interesses de determinado grupo,
mas, principalmente, para mitigar
os problemas de maior amplitude,
que são os que afetam todos os
seres, como a pobreza extrema, a
falta de equidade de oportunida-
des e o impacto negativo sobre o
meio ambiente, entre tantos outros
desafios. Simples assim!

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 25

Business

Bodas de Prata: Por Fabiana Dias

arPioettmsr2oob5daaehneiaoxspcaehmnesgãao Com uma história marcada pela
constante busca por inovação e
A companhia fornece gasolina, diesel, novas tecnologias, a Petrobahia
etanol, Gás Natural Comprimido, chega aos 25 anos com diversifi-
além de combustível de aviação, cação do negócio, sem perder o seu
através da joint venture com a empresa propósito. Com sede em Salvador, a
britânica British Petroleum (BP) companhia está presente em treze
Estados das regiões Nordeste, Norte,
Centro-Oeste e Sudeste. A empresa
de capital familiar é comandada
por Thiago Andrade e Iara Schim-
melpfeng, e na gestão administra-
tivo-financeira conta com o diretor
Dalle Matos. Enquanto para alguns
tocar uma empresa familiar é um
desafio, para Iara e Thiago esse é
um fator de motivação para seguir
na missão de inovar na gestão e
fazer a Petrobahia crescer ainda
mais. Confira o bate-papo com Iara
Schimmelpfeng e Thiago Andrade.

Thiago Andrade Como foi a trajetória de vocês
está na presidência na Petrobahia até chegar à
da companhia presidência?
desde 2020 Iara Schimmelpfeng – Entrei na Petro-
bahia em 2005 e passei por diversos
setores dentro da companhia. Atuei
nas áreas de logística, comercial e
financeira. Fui a primeira mulher a
assumir a diretoria da Petrobahia.
Tornei-me diretora de Operações em
2015 e em 2017 assumi a presidência,
posto no qual permaneci até 2020,
quando passei o bastão da presidên-
cia para Thiago e fiquei na diretoria
de Operações e Suprimentos.
Thiago Andrade – Desde muito
novo fui envolvido nas atividades
da empresa como frentista de posto,
criando um vínculo com os negócios.
Embora tenha passado bastante
tempo ligado às atividades dos
negócios da família, ausentei-me
por um tempo, morei fora do país,
onde fiz especialização, e trabalhei
em outras empresas. Depois retornei
atuando nas áreas de planejamento
e comercial, até assumir a presi-
dência em 2020.

Jotta Photopro Quais os principais desafios da
gestão de uma empresa familiar?
Thiago – Nossa empresa tem uma

26 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

gestão muito profissionalizada. Jotta Photopro dessa tecnologia para crescer e
Embora os CEOs sejam membros desenvolver as regiões no interior
da família, temos um processo de Iara Schimmelpfeng, que já assumiu dos Estados.
governança muito organizado. o cargo de presidente, hoje é diretora
Temos um Conselho de Família e de Operações e Suprimentos Quais os principais desafios da
um Conselho de Administração de gestão para encarar as transfor-
maioria independente que apoia a A paixão por servir é mações do mercado e antecipar
diretoria na gestão da organização, o que nos move, nos tendências futuras?
justamente para garantir que as fez chegar até aqui Iara – Nosso DNA é o de estarmos na
questões familiares não influenciem e vai nos levar muito ponta. Sempre estamos muito pró-
necessariamente na organização, mais longe ximos do cliente, enxergando quais
e vice-versa. são as suas necessidades, para que
Iara Schimmelpfeng, possamos transformá-las em opor-
Como a governança fortalece o diretora de Operações tunidades. Na outra ponta, estamos
processo de sucessão dentro das e Suprimentos sempre buscando novas soluções
melhores práticas do mercado? em tecnologias, participando de
Iara – A Petrobahia preza pela ética, leve o produto de qualidade com fóruns mundiais de combustíveis
qualidade, eficiência operacional, competitividade e baseado em uma renováveis e de modernização das
sustentabilidade e respeito às pes- relação muito transparente com os plantas para a redução de possíveis
soas e ao mercado, com o intuito de clientes e fornecedores. impactos ambientais.
ser diferenciada nessa estrutura de
governança, baseada nas melhores Qual o segredo para evoluir e diver- Como tem sido manter o ritmo de
práticas. Para chegar às posições sificar o negócio sem perder o seu crescimento em pleno momento
que hoje ocupamos, participamos propósito e os seus valores? de pandemia?
de um processo seletivo interno e Iara – A paixão por servir é o que Thiago – Durante a pandemia, a
ficamos dois membros da família nos move, nos fez chegar até aqui Petrobahia implementou um comitê
[Iara e Thiago] e outro executivo e vai nos levar muito mais longe. de crise, em que fez toda uma revi-
externo, Dalle Matos, responsável Sempre tivemos a visão de futuro, são dos projetos em curso para
pela gestão administrativo-finan- pensando na necessidade das pes- garantir a sustentabilidade financeira
ceira. Somos auditados pelas Big soas. É com esse olhar que faze- do negócio. Esse olhar para dentro
Four desde 2001, sem ressalvas, mos investimento em tecnologia, permitiu que olhássemos para fora
exatamente o que legitima todos visando a melhorias no processo. com uma estrutura mais adequada
esses pontos nossos de governança. Não focamos apenas onde tem alto para o momento. Isso contribuiu
consumo, mas também onde há pes- para que pudéssemos dar esse salto
Como a Petrobahia chega aos 25 soas precisando desse combustível, de crescimento que atingimos em
anos no mercado? plena crise, com a abertura de duas
Thiago – A Petrobahia sempre teve novas filiais e a manutenção do ritmo
um espírito de vanguarda. Então de crescimento.
ela sempre esteve antevendo
oportunidades e necessidades A Petrobahia se destacou na edi-
do mercado. Ao longo desses 25 ção do anuário Valor 1000, do
anos, a Petrobahia sempre perseguiu Jornal Valor Econômico, como
oportunidades em mercados que o primeiro lugar em Sustentabi-
consideramos de maior potencial. lidade. Como vocês avaliam esse
No início das operações, a Petro- reconhecimento?
bahia desenvolveu um modelo de Iara – Em sua gestão, Thiago trouxe
postos para atender à realidade de essa visão de longo prazo e esse
cerca de 60 municípios baianos que olhar de cuidado para implementar-
não tinham postos de combustí- mos melhorias significativas nesse
veis. Hoje, levamos gás natural para processo. A nossa decisão de inves-
regiões onde não há acesso ao gás timento é sempre muito aliada às
do duto e temos um projeto de questões de sustentabilidade. Nos-
aviação voltado para o mercado do sas plantas hoje têm uma infraes-
interior do Nordeste. O nosso ponto trutura que prevê maior eficiência.
central é a eficiência operacional e Então, alcançar esse destaque em
logística. Isso faz com que a gente relação à sustentabilidade também

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 27

tBeucsninoelsosgia

é resultado dessa visão de longo Ao longo desses 25 para nos prepararmos para um cená-
prazo que Thiago trouxe na gestão anos, a Petrobahia rio bastante adverso, sem nunca
dele e que encantou e motivou o sempre perseguiu perder de vista as oportunidades.
time todo. oportunidades em
Thiago – Temos uma relação de mercados que Qual a dica que vocês dão para
muita parceria na diretoria e a res- consideramos de jovens e empreendedores que
ponsabilidade é de cada um de nós. maior potencial visam aos cargos de alta gestão
A visão de longo prazo é da nossa em empresas?
companhia e estamos construindo thIAgO AndrAde, Thiago – Que tenham propósito
esse caminho de forma muito cola- dIretOr-PreSIdente e resiliência, porque os desafios
borativa. A gestão em que Iara atua corporativos e de relacionamento
é inspiradora e cada um aprende instabilidade, vivendo uma crise são muitos, independentemente de
um pouquinho com o outro. A econômica, política, administrativa ser uma empresa familiar ou não.
construção colaborativa e a rela- e social. Entre os grandes desafios Então, ter a capacidade de visão
ção que temos com o nosso time que temos, destaco a chegada do macro, de entrega de resultado e de
ajudam no processo da cultura da fundo Mubadala para a aquisição da construção de uma rede de apoio é
organização de perseguir desafios refinaria. Outra questão é a forma fundamental para galgar e crescer
e evoluir nessa construção que nos de aquisição do biodiesel. Infeliz- dentro das organizações.
leva a esses resultados. mente, a Bahia só conta com três Iara – Que busquem a diversidade,
indústrias de biodiesel e boa parte que participem de fóruns de asso-
Quais os principais desafios do dos suprimentos hoje vem do Cen- ciativismo, que tenham uma atuação
setor? tro-Oeste. Mas mesmo diante dos de contribuição e se permitam ser
Iara - Desafios logísticos, econômi- desafios, tentamos fazer o máximo mentorados. Além disso, apoiem
cos e sociais não têm faltado. Esta- quem está em um processo mais
mos diante de um cenário de muita inicial que vocês. Não se esqueçam
de dar um pouquinho do seu tempo
para apoiar quem está começando
ou quem é menor do que vocês.

Jotta Photopro

Iara Schimmelpfeng e Thiago Andrade comandam a empresa que tem capital familiar
28 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 29

Saúde

Fim da pandemia?

Como deve ser o
retorno à vida “normal”?

Aproximamo-nos do final do ano paciente de 84 anos, que nos últi- Dr. Leonardo Salgado
e ainda estamos vivendo a pande- mos 18 meses, mantendo um cuidado
mia da COVID-19. Apesar de ainda exemplar para não se contaminar, Médico geriatra,
estarmos em estado de pandemia, a havia perdido muita força muscular gerontólogo e clínico médico
realidade hoje é completamente dife- e dava sinais de perda de memória
rente de um ano atrás. Acredito que recente importante e associada ao @leonardo.salgado7731247
se não fosse pelas pessoas usando seu isolamento. Essa paciente, apesar
máscaras nos ambientes públicos, não de já estar com a imunização plena, que são necessárias para o nosso
perceberíamos que ainda vivemos inclusive com a terceira dose, não bem-estar físico e mental. Na Geria-
a pandemia. No último trimestre do havia retornado às suas atividades tria já se fala de uma terceira onda,
ano passado, estávamos vivendo um de acompanhamento com a equipe que seria uma onda formada por um
momento de diminuição do número multiprofissional nem às atividades número gigantesco de idosos que
de casos e de internamentos por cotidianas fora do seu lar por medo de estão desenvolvendo dependên-
COVID, mas já muito assustados se contaminar. Ela estava mantendo o cia funcional e perda de autonomia
com o que seria a segunda onda, mesmo padrão de isolamento, apenas devido ao isolamento social prolon-
que veio ainda mais devastadora. gado. Já se fala em uma possível
Temos que continuar falta de profissionais para atender
Este momento melhor que vive- com a vacinação em a uma demanda tão grande de idosos
mos hoje se deve principalmente ao massa de maneira necessitando de cuidadores espe-
avanço da vacinação em massa. O acelerada e precisamos cializados, professores de educação
povo brasileiro já é acostumado a incentivar que todas física, fisioterapeutas, fonoaudiólogos,
campanhas de vacinação e sempre as pessoas vacinadas psicólogos, terapeutas ocupacionais,
associou vacinas a algo positivo e e com a imunidade nutricionistas e outros.
relacionado ao fato de não adoecer. plena retomem as
Diferentemente de outros países nos suas rotinas anteriores Estamos vivendo um momento
quais a população não está habi- à pandemia, com em que precisamos construir um
tuada a campanhas de vacinação responsabilidade, sim, ambiente de confiança e esperança.
e grandes desafios são enfrentados mas não com medo. No auge da pandemia, medidas
para convencer os cidadãos de que desesperadas e sem nenhuma efi-
as vacinas contra a COVID são segu- com algumas visitas mais frequentes cácia para conter o contágio, como
ras e eficazes. A mudança geral no de familiares. Para a minha surpresa, retirar os sapatos ou pisar em tapete
número de casos, internamentos e nem a paciente nem os seus familiares higienizado com hipoclorito para
óbitos por COVID, por si, já comprova percebiam como a sua saúde estava entrar em casa, foram aceitas para
essa eficiência e segurança. piorando por causa desse isolamento, ajudar o entendimento da necessi-
agora já sem sentido. dade do isolamento, mas agora é
Uma vez que tenhamos mais de necessário dizer que ações como
70% da população-alvo vacinada, Eu e muitos outros geriatras essas nunca foram eficazes e não são
já poderíamos transitar sem másca- estamos tendo muito trabalho para necessárias a fim de que as pessoas
ras e nos permitir retornar às nossas desconstruir essa cultura de medo voltem a se sentir mais seguras.
atividades, mas ainda existe outra que muitos dos nossos pacientes
pandemia que precisa ser comba- adquiriram. Uma vez vacinados com Temos que continuar com a
tida: a pandemia do medo. Passamos a imunização plena, não só podemos vacinação em massa de maneira
tanto tempo assustados e com medo como devemos retornar às atividades acelerada e precisamos incentivar
de adoecer ou perder um ente que- que todas as pessoas vacinadas e
rido, que agora temos dificuldade de com a imunidade plena retomem as
entender e aceitar que essas restrições suas rotinas anteriores à pandemia,
não são mais necessárias. com responsabilidade, sim, mas não
com medo.
Recentemente, atendi uma

30 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

Responsável Técnico: Dr. Ricardo Madureira CREMEB 12793 dNHooevmSoaonCdteiannâItzrmaobidceeal

Dr. José Carlos Brito CRM 4503 COM A REFERÊNCIA DE SEMPRE

O Novo Centro de Hemodinâmica aumentou
em 20% a capacidade de atendimento. São 03
salas de procedimentos minimamente invasivos,
centro de recuperação pós anestésico com 14
leitos e a Certificação Diamante, o mais alto selo
de qualidade concedido pela Sociedade
Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia
Intervencionista (SBHCI). Conte com um Hospital
com a experiência de 115 mil procedimentos
realizados.

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 31

Respo3n2 s|áLvete’slGTéocBnahiciao:DDezr/.2A1 -irJatno/2n2 Ribeiro CRM 10652.

Grupo CAM,

referência na Saúde da
Mulher e de toda a
Família há mais de
40 anos.

Central de Marcação:
(71) 3352-8800

www.grupocam.com.br
Salvador - Lauro de Freitas - Feira de Santana

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 33

Falando de Sexo

O sexo pós-pandemia:

os efeitos do sexting
e do home office

Fotos, vídeos, áudios, aplicativos, Diante deste cenário imprevisí- Cris Arcuri
encontros virtuais, assinatura de vel, a questão que a ciência busca
conteúdo inédito e personalizado responder é: além da adesão ao Educadora sexual, palestrante e
e até mesmo a popularização de sexo virtual, recuperaremos o prazer especialista em entretenimento
novos termos como nudes e sex- das relações? O processo histórico
ting (compartilhamento de con- demonstra que diante de outras para chás de lingerie
teúdo erótico por mensagens no situações mundiais catastróficas, @crisarcuri
WhatsApp ou em redes sociais). A como as guerras, há um efeito posi-
internet tornou-se protagonista do tivo na vida sexual.  uma atividade solitária que evite
desejo sexual do brasileiro durante a exposição, mas isso não tira o
as medidas de distanciamento social No final da Segunda Guerra valor que o sexo tem na qualidade
na pandemia. Mundial, tivemos uma explosão de de vida; o prazer do sexo não é
nascimentos que originou os baby substituível.
O ambiente virtual evita algumas boomers, mas isso foi há mais de 70
situações que podem ser cansati- anos, agora precisamos entender Não são apenas as novas gera-
vas e que inibem o prazer, como qual será a resposta das pessoas ções que enfrentam um ambiente
a aceitação social de um encontro que estão vivendo atualmente. diferente para lidar com a vida
presencial, o deslocamento e até Nossos interesses são muito mais sexual. O home office, que foi
mesmo o custo de sair de casa. O diversificados hoje, e os efeitos da difundido na pandemia e tende a
sexo virtual (sexting) traz opções pandemia continuarão em nossas ser um novo formato de trabalho
fáceis de serem encontradas sem no Brasil e no mundo afora, traz
sair da frente da tela. As novas gerações efeitos negativos para os casais e
têm novas formas para quem busca morar com um
A diversidade de opções traz de entretenimento companheiro. 
mais uma oportunidade para ter que competem
uma satisfação sexual e dissociar a com o sexo, o que A convivência 24 horas não traz
sexualidade apenas do ato sexual. pode diminuir a sua saudades, não traz informações de
O cardápio turbinado pela internet periodicidade. fora. A vida profissional invade a
remete ao comportamento mais pessoal e a doméstica. Isso influencia
abrangente relacionado ao desejo vidas, mas o sexo continuará a ser no sexo, na convivência e até na
e ao prazer, sensações que podem uma fonte de satisfação, comemo- perspectiva de conviver juntos. O
ser acessadas de diferentes formas ração, descarga de tensão e, prin- momento de flexibilização é uma
e têm seus benefícios à saúde em cipalmente, de prazer.  oportunidade para que mesmo as
todas as fases da vida.  pessoas em home office possam
A ciência também demonstra retomar a sua individualidade per-
A Organização Mundial da Saúde que as gerações mais novas ten- dida no momento da pandemia. 
(OMS) ressalta que a sexualidade dem a ter um comportamento dife-
é um dos pilares da qualidade de rente com o sexo, tratando-o com Antes, a pessoa tinha o seu
vida de um indivíduo, apontando menos prioridade do que os adultos ambiente de trabalho e vida social
que o prazer sexual é uma fonte e idosos. As novas gerações têm fora de casa. Mesmo que o regime
de bem-estar físico, psicológico, novas formas de entretenimento do home office seja uma caracterís-
intelectual e espiritual.  que competem com o sexo, o que tica permanente na nossa sociedade,
pode diminuir a sua periodicidade. é preciso buscar minimizar os seus
O sexo é uma válvula de escape, Há outras formas de atingir o sen- efeitos e criar hábitos que limitem
mas quando o estresse é muito timento de compensação e satisfa- o espaço da família, dos amigos,
intenso, ele não deixa espaço para ção, especialmente entre os mais da vida doméstica, profissional e
que o ato seja uma compensação. tímidos e reclusos, que preferem do casal.
Não há espaço para uma satisfação.
E esse sentimento não é apenas por
causa da pandemia, nossas vivências
pessoais também o influenciam.

34 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 35

Saúde Por Fabiana Dias

s5e0rvainçoosdaa Com 50 anos dedicados à vida
médica, o presidente do Grupo
Medicina CAM, Dr. João Soares de Almeida,
iniciou a sua carreira no Hospital
À frente do Aristides Maltez (HAM), expandindo
Grupo CAM a sua atuação para o interior da
há mais de Bahia, onde inaugurou a clínica
40 anos, o Dr. especializada em Oncologia de
João Soares Feira de Santana. Além da CAM,
de Almeida ele fundou a Clion, focada em Onco-
acompanhou a logia Clínica, o Grupo de Medicina
evolução dos Nuclear (GMN) e a Clínica Osteo,
tratamentos especializada em osteoporose. Em
oncológicos entrevista à Let’s Go, o médico con-
tou sobre a sua trajetória e sobre os
na Bahia planos de continuar contribuindo
com a evolução da Saúde na Bahia.

O senhor praticamente dedi-
cou a sua vida médica à área
da Oncologia. Como começou?
Quando terminei o curso de Medi-
cina na Escola Bahiana de Medicina
e Saúde Pública da Bahia fui para
São Paulo fazer especialização em
Radioterapia, no Hospital das Clí-
nicas, com complementação no
Hospital Oswaldo Cruz. De volta
à Bahia, comecei a trabalhar no
Hospital Aristides Maltez. Lá, atuei
na Radioterapia por oito anos e em
seguida passei a me dedicar à Mas-
tologia, uma especialidade nova, que
à época ainda não era reconhecida
como hoje. No HAM, também fui
redator-chefe da Revista Arquivos
de Oncologia, superintendente-
médico da Liga Baiana contra o
Câncer, entidade mantenedora do
HAM, e diretor técnico do hospital.

Fotos: San Jr. Photo/Divulgação Além de se dedicar ao exercício
da medicina, o senhor também fez
publicações científicas. Para quais
áreas escreveu?
Ao longo de minha trajetória, parti-
cipei de vários congressos nacionais
e internacionais e realizei diversas
publicações científicas em revistas
nas áreas de Mastologia, Radiotera-
pia e Radiologia. Também escrevi
capítulos de livros como: “Manual
de Ginecologia”, “Atualização Tera-
pêutica” e “Tratado de Mastologia”.

36 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

Como iniciou a sua trajetória na estamos dando discutir com os convênios e trazer
CAm e o que mudou de lá para cá? um passo muito as melhores soluções para as clíni-
A CAM teve início em 1978, ao lado importante em cas, investimos no que há de mais
dos médicos Prof. Carlos Aristides busca de novos moderno em termos de diagnósticos,
Maltez e Dra. Amélia Maltez, e pos- desafios, com preparamos todo o staff com treina-
teriormente com as entradas de parcerias sólidas que mentos contínuos e orientamos os
Dra. Maria Romilda Tavares Maltez irão agregar valor nossos profissionais a continuarem
e Dr. Augusto Tufi Hassan. Desde o e possibilitar mais em um nível de excelência.
início, a CAM passou a contar com investimentos para
o primeiro mamógrafo do Norte e evoluir ainda mais O que foi mais marcante nesses
Nordeste do Brasil, aparelho trazido nos tratamentos de 50 anos de profissão?
para o Brasil pelo Prof. Carlos Mal- nossos pacientes e da Foram muitos momentos marcantes.
tez dois anos antes. Procuramos sociedade baiana O que sempre me marcou foram as
sempre trazer o que existia de mais vezes em que abrimos novas áreas
moderno no mundo e continuamos A evolução da Medicina é uma coisa de atendimento, inauguramos novos
até os dias atuais com esta filosofia. fantástica. Quando eu comecei na serviços e trouxemos equipamentos
Oncologia, praticamente não se de última geração para a Bahia. Mas
O senhor implantou na CAm o falava em cura, se tratava de sobre- o principal sempre foi saber que
primeiro mamógrafo do norte e vivência. Hoje, muitos dos tipos de salvamos muitos pacientes com o
Nordeste. O que esse pioneirismo câncer que antes eram incuráveis diagnóstico precoce e a sua cura.
representa? têm cura. Sem dúvida, a maior Cada encontro com eles nas con-
Sempre buscamos acompanhar a conquista é o avanço tecnológico, sultas subsequentes era sempre
evolução de tudo o que estava ocor- que possibilita o desenvolvimento um momento de muita felicidade.
rendo no Brasil e no mundo. Fomos de medicamentos e o diagnóstico
pioneiros também na utilização da precoce, que é fundamental para Como tem sido equilibrar os desa-
mamografia digital, trouxemos a um tratamento bem-sucedido. fios da atuação médica neste
tomossíntese, a core biopsy e a momento de pandemia?
mamotomia guiada por ultrassom, Quais os principais desafios de Eu realmente passei um ano em
estereotaxia e ressonância mag- empreender na área de Saúde? casa com uma preocupação muito
nética, sendo os únicos a utilizá-la Um dos maiores desafios é a neces- grande porque já não sou criança.
durante anos. Quando inauguramos sidade constante de altos inves- Mas toda a minha equipe médica
a ION, em Feira de Santana, também timentos, pois os equipamentos estava lá atendendo com todo o
levamos o primeiro acelerador linear utilizados em nossa área possuem cuidado, e eu não tive nenhuma
do interior da Bahia. Avançar em preços expressivos. Além disso, temos preocupação porque temos pro-
direção à Medicina moderna sem- os desafios do dia a dia, e busca- fissionais competentes e bem trei-
pre foi importante no nosso grupo. mos estar sempre preparados para nados que fazem Medicina porque
enfrentá-los. Temos uma equipe para gostam, pensando no melhor para o
O grupo CAm é hoje um dos maio- seu paciente. Isso é algo que sempre
res grupos de Saúde do Nordeste. fizemos ao longo de todos esses
existem planos de expansão do anos. Além do cuidado técnico-cien-
grupo para o futuro? tífico, prezamos pelo atendimento
Estamos dando um passo muito com carinho, atenção e dedicação.
importante em busca de novos
desafios, com parcerias sólidas que Com 50 anos no exercício da
irão agregar valor e possibilitar mais medicina, a que o senhor atribui
investimentos para evoluir ainda a conquista de uma carreira longa
mais nos tratamentos de nossos e bem-sucedida?
pacientes e da sociedade baiana. Eu tenho uma trajetória de muito
Em breve, apresentaremos um plano trabalho, mas também de muita
de expansão para os próximos anos alegria e satisfação. Colocamos o
que irá movimentar o cenário da Grupo CAM em um padrão acima
saúde do nosso Estado. da grande maioria das clínicas pela
dedicação, por procurar traba-
Quais as principais conquistas no lhar de maneira correta, honesta
campo da Oncologia ao longo dos e fazer tudo o que há de melhor
últimos anos? na Medicina.

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 37

Sustentabilidade, Henrique Moraes
Salvador Silva
nsaoúcdenetreoodopacuciiednatdeo
Presidente da Rede
Mater Dei de Saúde

A reflexão sobre a sustentabili- recursos financeiros alocados; resultados decorrentes da assis-
dade do setor de saúde se faz diminuindo, assim, os desperdí- tência. E, neste momento, é muito
urgente. Todos os participantes cios e os custos desnecessários. O importante a utilização de ferra-
da cadeia – os prestadores, as mundo inteiro tem buscado discutir mentas digitais que analisam séries
operadoras de saúde e os fornece- alternativas para o financiamento históricas de uma determinada
dores – devem trabalhar em con- na saúde. Segundo alguns estudos população, com estudos epi-
junto para que possamos garantir na área, hoje, há cerca de 30% de demiológicos consistentes que
aos pacientes a melhor técnica, o desperdício na saúde do Brasil. vão levar ao desenvolvimento de
melhor modelo assistencial e os E, uma vez que os recursos são produtos que dão segurança para
melhores custos. Hoje, no sistema limitados, racionalizar o seu uso quem vende e quem compra o ser-
privado, a saúde suplementar é faz todo o sentido.  viço. Esta é uma das razões pelas
responsável pela grande maioria quais a Rede Mater Dei  investiu
dos atendimentos. Dessa forma, Outras discussões estão em na aquisição de 50,1% da empresa
hospitais, planos de saúde e forne- pauta. É necessário discutir pro- da área de Analytcs. 
cedores devem atuar em sinergia. dutos e alternativas em que haja
Um equilíbrio nessas relações se maior previsibilidade e menor Um ponto importante é a pos-
torna necessário.  variabilidade nos custos e nos sibilidade de escalar a atenção
em saúde. Esses processos de
O Brasil já gasta, atualmente, É o momento consolidação e crescimento de
9% de seu Produto Interno Bruto de integração redes hospitalares, pelos quais a
(PIB) com saúde. Desses, aproxi- entre as partes própria Rede Mater Dei vem pas-
madamente, 55% vêm do sistema da cadeia da sando, deixam de ser uma opção
privado, incluindo gastos com hos- saúde em todas e passam a ser uma necessidade.
pitais, médicos, planos de saúde e as suas frentes Ao se trabalhar em rede, você
medicamentos. De um lado está a de atuação consegue ser mais sustentável,
perspectiva de maior utilização de uma vez que você otimiza muitos
hospitais e médicos e do outro um Fotomontagem Paulo Werner processos na cadeia de prestação
menor volume de recursos disponí- de serviços, como os suprimen-
veis. Essa conjuntura exige, assim, tos, a relação com o copo clínico,
um crescente profissionalismo e a relação com as operadoras de
a quebra de paradigmas para a planos de saúde e a padronização
consolidação de sistemas autos- de processos ligados à atuação
sustentáveis que reflitam em valor dos colaboradores. 
para os pacientes. É o momento
de integração entre as partes da As pessoas precisam confiar nos
cadeia da saúde em todas as suas serviços que lhe são oferecidos.
frentes de atuação. Nossa experiência vem mostrando
que o cuidado baseado em valor
É cada vez mais importante para o paciente reflete na melhora
que façamos um investimento em significativa dos resultados de
estruturas que possibilitem que o saúde e na redução dos custos,
usuário tenha o melhor desfecho principalmente para pacientes
assistencial e que saia do sistema com doenças crônicas e condições
melhor do que entrou, que tenha médicas complexas. No entanto,
a melhor experiência em termos a transição para uma abordagem
de satisfação quando utilizar esses baseada em valor para o paciente
serviços e que haja também uma envolve infraestrutura adicional,
prestação de serviços focada custos de treinamento e comple-
no melhor custo-benefício dos xidade de atendimento.

38 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 39

Hospital Santa Izabel, Mônica Bezerra

cpoamciepnrotems iessoopclaonmetoas Diretora corporativa de
Tecnologia e Operações

da Santa Casa de
Misericórdia da Bahia

A realização da COP26, Confe- de 43 mil hospitais no mundo já se atender às suas próprias neces-
rência das Nações Unidas sobre comprometeram a encarar. sidades, o Santa Izabel passou a
Mudanças Climáticas, que acon- integrar a Rede Global Hospitais
teceu recentemente em Glasgow, Sintonizado com o contexto Verdes e Saudáveis, com posição
na Escócia, colocou na pauta das de mudança climática, o Hospital de referência nesse grupo. E, em
discussões mundiais temas como Santa Izabel (HSI) colocou a sus- 2021, ingressou na Race to Zero
o compromisso com a redução das tentabilidade ambiental no centro (RtZ), iniciativa global apoiada pela
emissões de carbono e o acompa- de sua atenção. O planejamento ONU, que incentiva a eliminação
nhamento e o controle do aumento estratégico do hospital incorpo- das emissões líquidas de gases de
da temperatura global. Essas metas rou o investimento em tecnologias efeito estufa até 2050. A campanha
se conectam com ações ligadas à ambientais, uma materialização do estimula que o hospital alcance até
proteção dos povos originais e seu compromisso original da Irman- 2030 pelo menos uma redução de
ecossistema, bem como objetivam dade da Santa Casa da Bahia com 50% de suas emissões mensuráveis
chamar à responsabilidade as a plenitude humana. de gases de efeito estufa.
nações mais ricas, para que reve-
jam os seus paradigmas de cres- Dentro do atual compromisso Assinalo aqui também as ações
cimento, a transição energética e de não comprometer a capaci- de promoção da eficiência ener-
apoiem o financiamento de perdas dade das gerações futuras e de gética; a redução do consumo de
e danos sofridos por nações mais água, energia e insumos emissores
vulneráveis. O homem não de GEE; a eliminação de desperdí-
teceu a teia da vida, cios e a compra de materiais mais
No entanto, quando pensamos ele é dela apenas seguros e sustentáveis; além da
nos principais emissores de gases um fio. O que ele participação no mercado livre de
do efeito estufa vêm imagens de fizer para a teia energia elétrica, o que nos permite
indústrias com grandes chaminés fará a si mesmo comprar e consumir energia reno-
fumegantes ou trânsito engarrafado vável e alternativa, como a eólica
com centenas de carros. Quem pen- Professor Fritjof Capra e a solar fotovoltaica.
saria que o setor da Saúde responde
por 5% das emissões globais de Fotomontagem Paulo Werner O cuidado com a preservação
CO2? Ou seja, se o conjunto das do planeta envolve ainda outras ini-
atividades desse setor fosse um ciativas que alcançam resultados
país, seria o 5º maior emissor. Os palpáveis nos índices de adequação
hospitais são grandes consumidores ambiental do hospital, como a exe-
de energia elétrica, em função da cução de um programa contínuo
necessidade de higiene e segurança de ações voltadas para a gestão e
dos pacientes e colaboradores, o uso eficiente da água; a conquista
demandam um enorme volume do selo Green Kitchen do Serviço de
de itens descartáveis e, por con- Nutrição; a utilização de tomadas
sequência, geram toneladas diárias “verdes”; a coleta de óleo de cozi-
de resíduos, além de outros insumos nha usado; e um conjunto de ações
consumidos na cadeia de fabricação socioambientais para comunidades
e logística, ou dos gases danosos atendidas pela Santa Casa.
ao meio ambiente, como é o caso
do óxido nitroso usado nos proces- Por fim, gostaria de citar o pro-
sos anestésicos. Portanto, trazer o fessor Fritjof Capra: “O homem não
segmento da Saúde para se com- teceu a teia da vida, ele é dela ape-
prometer a reduzir as suas pegadas nas um fio. O que ele fizer para a
de carbono é um desafio que mais teia fará a si mesmo.” O Hospital
Santa Izabel está firme nessa corrida
contra o tempo.

40 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 41

Verão:Saúde Com relação à pele, é importante
se proteger da radiação solar para
a chegada evitar queimaduras, o envelheci-
de uma das
estações mais mento precoce e, até mesmo,
esperadas do aumentar o risco de câncer. Outro
ano requer cuidado necessário é quanto à
cuidados umidade que deixa a pele mais
com a saúde propensa ao desenvolvimento
de micoses e outras infecções
Especialistas orientam bacterianas e parasitárias. Para
sobre cuidados evitar as consequências do clima
com a alimentação da estação, especialistas orien-
e a hidratação tam como minimizar os efeitos

Por Fabiana Dias estéticos negativos e aproveitar
ao máximo o verão.
Com o avanço da vacinação da maior
parte da população brasileira, as pessoas Cuidados com
voltaram a fazer planos para aproveitar a a alimentação
estação mais quente do ano. Depois de e a hidratação
um longo período de isolamento social
provocado pela pandemia da COVID-19, Neste momento em que a
para curtir o verão é preciso ficar atento rotina da maioria das pessoas
não somente aos protocolos sanitários. inclui aproveitar praias, clubes,
É necessário também se atentar aos sol, cerveja e petiscos, a nutri-
cuidados com a alimentação, a hidra- cionista Catarina Sapucaia fala
tação e a exposição ao sol.
sobre a importância de não
Em uma cidade como Salvador, que descuidar da alimentação,
tem um clima perfeito para passeios nas optando pelos alimen-
praias e piscinas, com direito a muito tos naturais e evitando
banho de sol, os cuidados devem ser redo- os industrializados. A
brados. Na alimentação, as precauções nutricionista aponta
devem começar pela escolha de alimentos que os melhores ali-
leves, de fácil digestão e que ajudem na mentos para serem
reposição de água e sais minerais perdidos ingeridos nesta
na transpiração. Além disso, é importante época do ano
se preocupar com a hidratação do corpo,
consumindo muita água e sucos naturais. Shutterstock

42 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

Dicas para proteger A nutricionista Jotta Photopro
a sua pele no verão Catarina
Sapucaia
Evite a exposição ao sol dá dicas
sempre que possível, para uma
em especial entre as 10h alimentação
e 16h, quando a radiação saudável
é mais intensa. durante
o verão
Caso seja necessário
expor-se ao sol, use É importante ter uma alimentação
chapéu, óculos de sol saudável durante todo o ano,
e roupas que cubram a para que em algum momento
maior parte de sua pele. fora da rotina tradicional a pessoa
possa consumir outros alimentos
Use protetor solar todos sem ter muito prejuízo
os dias, sejam eles
ensolarados ou nublados. Catarina Sapucaia, nutricionista

Dicas para uma alimentação consumo das boas gorduras precisa ser moderado
saudável durante o verão para quem quer manter a forma no verão, pois são
alimentos calóricos.
z Privilegie as frutas,
verduras e legumes. O consumo de carnes magras também foi enfati-
zado pela nutricionista. “O consumo deve ser maior
z D ê preferência a alimentos em carnes magras, principalmente frutos do mar
mais leves e ricos em água. e em especial aqueles que são ricos em Ômega 3,
como salmão, sardinha e atum. As carnes magras
z E vite alimentos gordurosos são essenciais para a reparação do nosso organismo
ou com conservantes. e melhoram a inflamação da pele causada também
pela exposição solar em excesso”, afirmou.
Como cuidar dos
cabelos no verão? A chegada das altas temperaturas e o maior tempo
de exposição ao sol também causam a perda de água,
Os raios solares também causam danos exigindo um maior cuidado quanto à sua adequada
aos cabelos. Por isso os produtos leave-in e reposição. De forma geral, recomenda-se a inges-
as máscaras com fator de proteção contra tão de, pelo menos, dois litros de água diariamente,
os raios UV devem ser companheiros mas esse valor pode variar dependendo da rotina
inseparáveis no verão. Para proteger os de cada pessoa. A nutricionista afirma que a média
cabelos, alguns cuidados devem ser tomados de ingestão é de 35 ml por kg de peso.
ao curtir uma praia ou piscina. Para evitar
a absorção do cloro e do sal, que também
causam danos aos fios, é importante
molhar os cabelos com água doce antes de
mergulhar, bem como retirar a água do mar ou
da piscina com água doce após o mergulho.

são frutas, verduras e legumes, que são ricos em
água, vitaminas e minerais, que melhoram a digestão
e auxiliam no funcionamento do intestino.

Por ser uma época do ano em que o corpo costuma
gastar mais energia, a nutricionista chama a atenção
para uma alimentação mais rica em carboidratos
complexos e gorduras de boa qualidade como: aba-
cate, castanhas e amêndoas, pois eles são essenciais
para fornecer a energia que o nosso corpo necessita
nesta época do ano. No entanto, ela enfatiza que o

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 43

Business

Além da água, também é possí- Divulgação
vel repor essa demanda ingerindo
sucos naturais da fruta sem adoçar, O Dr. Osmilto Brandão é fundador e diretor técnico da
chás gelados e água de coco natu- Clínica de Dermatologia e Estética Osmilto Brandão
ral. Ela afirma que é importante ter
essa hidratação, pois no verão o Cuidados com a pele ao desenvolvimento de micoses.
corpo sofre um pouco mais para Para se proteger dos raios ultra-
manter a temperatura normal, que Os dias mais quentes são um atra-
é em torno de 36°C, e a hidratação tivo para usar roupas mais leves, violetas, Dr. Brandão recomenda o
adequada ajuda bastante a manter tomar aquele banho de piscina uso de protetor solar FPS acima
esse nível normal. ou pegar uma praia. No entanto, de 30, que deve ser aplicado cerca
a exposição da pele ao sol aumenta de 30 minutos antes da exposição
Apesar de muitas pessoas os riscos de queimaduras, causa o solar e ser reaplicado a cada duas
potencializarem a missão de cui- envelhecimento da pele, além de horas, ou sempre que molhar a pele.
dar do corpo e da alimentação ser o principal fator de risco para o Outros cuidados apontados pelo
de dois a três meses antes para câncer de pele. Por isso, o médico médico são: uso de óculos escuros,
chegar ao verão em forma, Cata- dermatologista Osmilto Brandão boné, viseira ou chapéu e camisa
rina alerta que essa tarefa deve ser alerta que durante esta época do UV. Durante o verão tomar bas-
cumprida durante o ano todo. “É ano, em que a radiação solar é tante líquido e fazer a hidratação
importante ter uma alimentação mais intensa, a exposição ao sol da pele com produtos indicados
saudável durante todo o ano, para deve ser cautelosa e os cuidados pelo dermatologista.
que em algum momento fora da com a proteção da pele devem ser
rotina tradicional a pessoa possa redobrados. Além do uso do protetor solar
consumir outros alimentos sem ter e dos itens de proteção, é impor-
muito prejuízo”, pontuou. O médico ressalta que as partes tante evitar as horas mais quentes
que ficam mais expostas, como do dia. O tempo recomendado de
A nutricionista alerta que para a face, mãos, antebraço e colo, exposição é de, no máximo, 30
aquelas pessoas que engordam são as que mais sofrem com o minutos no período da manhã. Ficar
com facilidade, o ideal é manter efeito da radiação solar, por isso exposto por um período superior
um estilo de vida saudável, para é importante que a proteção seja aumenta o risco de envelhecimento
evitar o efeito sanfona. O efeito feita diariamente. De acordo com da pele e pode causar queimaduras,
sanfona ocorre quando o peso ele, a radiação solar provoca flaci- pois a radiação UVA do período
perdido de forma rápida após uma dez e a perda do viço, causando o da manhã penetra mais profunda-
dieta de emagrecimento acaba envelhecimento precoce da pele, mente na pele. Já o maior índice
voltando depois de alguns poucos podendo também levar ao apare- de radiação UVB ocorre mais no
descuidos na alimentação. “Isso cimento de manchas e rugas. Além período da tarde, até as 16h. Esse
acontece muito no verão, pois disso, durante o verão, a pele fica tipo de radiação é responsável pelo
estamos mais abertos a ficar mais úmida e se torna mais propensa câncer de pele.
livres de rotina e obrigações. O
segredo está em mudar a mente.
Quando mudamos os pensamen-
tos em relação à comida, conse-
guimos mudar a alimentação”,
destacou Catarina.

Para ela, ter um olhar neutro
sobre os alimentos ajuda a prati-
car essa mudança, pois não adianta
fazer o possível e o impossível para
conseguir o corpo dos sonhos e
depois do verão relaxar. Uma dieta
por um tempo determinado não
tem êxito em longo prazo, porque
quando acaba aquela rotina à qual
a pessoa se dedicou ao máximo
para ter um corpo legal no verão,
continua o mesmo pensamento
sobre a comida, e tudo voltará
como era antes.

44 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

DeAzg/2o1/S-eJta2n0/221 Let’s Go Bahia | 4759

Luxo & Beleza

O Avehr!ão!
Braé lança A OMEGA acaba de lançar uma
Essential: nova coleção dentro da família Patricia Zanotti
hidratação, Speedmaster: a Speedmaster Chro-
reparação e noscope, que chega por aqui em Jornalista
construção. Um dezembro!
produto versátil @patricia_zanotti
e que reúne
tudo o que uma a isZi, marca brasileira e vegana,
mulher precisa lança uma linha completa de cuida-
para cuidar dos dos que atendem às necessidades
cabelos de forma dos fios loiros em todas as suas
rápida e prática. fases. @iszicosmeticos
Pode ser usado
como leave-in ou
como tratamento,
promovendo
o tão sonhado
cabelo de salão.
@braehaircare

A linha millenar Óleos Marroquinos, O Mineral 89 Probiotic Fractions
da Amend, conta com uma seleção é o primeiro sérum corretor com
completa composta por cinco pro- frações probióticas para recuperar
dutos de diferentes funcionalidades, os sinais visíveis da saúde da pele.
desenvolvidos a partir de diversos O sérum concentrado, restaurador
óleos que garantem nutrição para e reparador é o único composto por
os fios. www.amend.com.br frações probióticas que recuperam
as defesas imunes e antioxidantes.
A Wine To You (W2U),
Fotos: Divulgação importadora de vinhos,
lança o Mon Rosé de
Provence. Vindo do
Sudeste da França,
mais precisamente da
região de Provence,
grande produtora de
vinhos rosés e criadora
de rótulos incríveis, o
vinho apresenta tom
rosa claro e aroma
de frutas brancas,
como a pera, e de
frutas tropicais. www.
winetoyou.com.br

46 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

A The Body Shop apresenta a sua O Palácio Tangará apresenta
linha de Carvão do Himalaia, com Filipe Rizzato como seu novo chef
produtos que absorvem a oleosi- executivo.
dade e as impurezas da pele, como
células mortas e restos de maquia- Johnnie Walker lança a edição
gem. Tudo para manter a sua pele limitada da sua icônica garrafa de
limpa! www.thebodyshop.com.br Johnnie Walker Red Label inspirada
no fenômeno global da Netflix: “La
Casa de Papel”. No Brasil, a novi-
dade chegou no final de novembro.
www.DIAGEO.com.br

KISS New York oferece o seu novo
adesivo de alta performance para a
remoção de cravos do nariz, o Nose
Strip. Fácil de usar, a novidade pro-
mete ser o próximo must have de
skincare. @kissnybrasil

A Clinique lança A nova campanha da Tommy Hilfiger
o novo sérum apoia a ideia de que todos têm o
anti-idade noturno poder de afetar e mudar o mundo,
Smart™ Retinol, que porque nossas vozes são potentes.
é enriquecido com
retinol, a forma
pura da vitamina A.
www.clinique.com.br

Natura Tododia lança a nova água
prebiótica Manga Rosa e Água
de Coco.

A francesa Le Creuset apresenta Com textura cremosa, enriquecido
uma nova tonalidade para con- com vitamina E e com partículas
templar o seu portfólio. Nectar esfoliantes de origem natural, o
traz um tom vibrante e, declara- NIVEA Esfoliante Labial Rosa Mos-
damente, que promete ser a cor do queta e Aloe Vera hidrata os lábios
momento. www.lecreuset.com.br por 8 horas para uma pele mais
saudável. Não deixa cor nos lábios.

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 47

Luxo & Beleza Idealizando uma coleção perfeita
para o verão 2022, a Blue Bird se
Dos mesmos idealizadores dos uniu a CaCelico para criar uma col-
hotéis Vila Selvagem e Jagua- lab cheia de atitude e vivacidade.
ribe Lodge, o Jaguaríndia Village www.bluebirdshoes.com.br
foi inaugurado no Ceará e chega
para resgatar uma experiência pau-
tada no slow travel, em que cada
momento é vivido de maneira inte-
gral: corpo, mente e natureza. www.
jaguarindiavillage.com

Fotos: Divulgação Aos amantes e apreciadores de um
uísque com qualidade, a Pernod
Ricard anuncia uma novidade: o
recém-lançado uísque escocês
single malt Aberlour 14 anos, da
destilaria escocesa Aberlour; o
produto está disponível exclusi-
vamente na Amazon.

A TAU Joias e a Lu Tranchesi acaba- A Neutrogena Hela Mazza/Divulgação
ram de lançar sua segunda coleção amplia a sua linha
em parceria, com peças supercolori- de protetores A Skelt estende o seu acervo
das e divertidas. www.taujoias.com.br solares faciais e de produtos e traz um pro-
traz o novo Sun tetor solar com fórmula que
Fresh Derm une skincare e maquiagem.
Care para pele O protetor solar & primer
normal a seca, skelt promete ser a grande
formulado com nova aposta da marca,
ativos poderosos entregando uma compo-
que melhoram a sição exclusiva e completa.
textura da pele. @skeltcosmetics
@neutrogenabr

O Luminor Marina Carbotech Blu
Notte, da Panerai, além da tecnologia
de ponta e fusão inédita de materiais,
está limitado a apenas 500 unidades
no mundo. Os compradores brasilei-
ros podem adquirir o seu exemplar
aqui: www.panerai.com.br.

A nova linha POP Eye da SHI-
SEIDO Makeup oferece pigmentos
vivos com precisão gráfica. A estrela
da coleção é o POP PowderGel Eye
Shadow, que apresenta a inova-
dora tecnologia Hybrid Powder-Gel.
www.shiseido.com.br

48 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22

Montblanc Muses une a profunda
herança da cultura da escrita da
Maison com histórias de mulheres
fortes e destemidas que deixaram a
sua marca no mundo. A atriz e ati-
vista Elizabeth Taylor (1932-2011) é a
mais recente “musa” a ser celebrada
com um instrumento de escrita de
edição especial.

Com a aproximação do final de 2021,
os preparativos para a virada do ano
começam e o Tivoli Mofarrej São
Paulo se torna palco de mais um
Réveillon memorável na capital pau-
listana. Em parceria com a Agência
Mak, o hotel reúne o que há de mais
especial para uma das melhores
festas da cidade. @Tivolimofarrej

A linha de maquiagem de Yves Saint A Land Rover apresentou em uma
Laurent Beauté chega ao Brasil tra- live global a nova geração do SUV
zendo best-sellers. Lançada inicial- Range Rover, modelo emblemá-
mente em 1992, a coleção Touche tico da marca, misturando estética
Éclat retorna ao país para iluminar fluída, sofisticação tecnológica e
e trazer o seu brilho radiante em novos padrões de conectividade. A
três produtos. previsão de lançamento no Brasil é
para o primeiro semestre de 2022.

A Nespresso traz ao Brasil o lançamento Carafe, com a surpreendente
medida de 535 ml, com sabor e aroma de café filtrado. Tudo isso dá con-
tinuidade às celebrações do aniversário de 15 anos da Nespresso no Brasil
e reforça o compromisso da empresa em ser carbono neutro até 2022.

Dez/21 - Jan/22 Let’s Go Bahia | 49

Moda

Dias de sol

e céu azul

Depois de três temporadas de Primavera/Verão 2022, repletas de Renata Rangel
semanas de moda internacionais apostas para atualizar os looks da
extremamente afetadas pelas res- temporada mais quente do ano. Se Advogada e criadora de
trições decorrentes da COVID-19 os últimos meses foram marcados conteúdo digital
e adaptadas com desfiles digitais pelos looks confortáveis para ficar @renatarangeljc
ou apresentações sem audiência, dentro de casa, o contraponto do
finalmente os desfiles presenciais que se viu na passarela foi um visual
voltaram a acontecer nas principais libertador, otimista, alegre, que res-
capitais mundiais da moda, trazendo gata um empoderamento do próprio
um sopro de novos tempos e tendên- corpo, assim como a sensualidade,
cias para alegrar as nossas expecta- as estampas e as cores vibrantes
tivas por dias melhores. Nos últimos como protagonistas. A seguir, uma
meses, designers de todo o mundo seleção que é a cara dos dias de sol
apresentaram as suas coleções de e céu azul.

CORES CÍTRICAS E VIBRANTES,
SOZINHAS OU MISTURADAS

Uma explosão de cores vibrantes a pandemia. Cores vibrantes com-

invadiu as passarelas das tempo- plementares garantiram também

radas de moda, desde as cores um visual Color Block (também
cítricas até os clássicos vermelho chamado de Color Blocking), res-
e amarelo. O visual alegre é um gatando a tendência de moda que

reflexo de um novo modo de se surgiu nos anos 1980, destacando

vestir, em que as roupas transmi- as cores intensas e proporcionando

tem energia e uma vibração pelo uma brincadeira divertida com o

novo mundo que nos espera após círculo cromático.

Fotos: Divulgação ARTESANATO A
TODO VAPOR:
APOSTE NO CROCHÊ
E NOS TRABALHOS
MANUAIS

Presente em diversas coleções, o cro-
chê, as tramas diversas, o macramê,
as franjas e os tecidos que parecem
telas e as miçangas se mostraram
protagonistas de bolsas, vestidos,
saias, calças e tudo o mais que essas
técnicas artesanais já conhecidas e
tão tradicionais fossem capazes de
incorporar, com novas padronagens
e densidades, criando padrões geo-
métricos modernos e atuais.

50 | Let’s Go Bahia Dez/21 - Jan/22


Click to View FlipBook Version
Previous Book
Възможностите-в-Германия
Next Book
2