The words you are searching are inside this book. To get more targeted content, please make full-text search by clicking here.

Jornal Vila do Príncipe - Junho de 2018

Discover the best professional documents and content resources in AnyFlip Document Base.
Search
Published by Atelier Online, 2018-06-19 15:24:37

Jornal Vila do Príncipe - Junho de 2018

Jornal Vila do Príncipe - Junho de 2018

Keywords: Jornal Vila do Príncipe - Junho de 2018

jornal www.jornalviladoprincipe.com.br

VILA D PRÍNCIPE Teófilo Ottoni,
Patrono da Imprensa Mineira

16
páginas

CIRCULAÇÃO: Alvorada de Minas, Conceição do Mato Dentro, Couto de Magalhães de Minas, Datas, Diamantina, Dom Joaquim, Gouveia, JUNHO de 2018 • Edição 16 • Ano II • TIRAGEM: 10.000 EXEMPLARES
Guanhães, Materlândia, Presidente Kubitschek, Rio Vermelho, Sabinópolis, Santo Antônio do Itambé, Serra Azul de Minas, Serro.

Vem aí, duas grandes festas DE MINAS

Conceição do Mato Dentro:
Jubileu do Bom Jesus
do MatoSinhos

Santuário Bom Jesus do Matozinhos Serro: Festa do Rosário

Igreja Nossa Senhora do Rosário

PresIDENTE da Câmara Presidente Kubitschek: Desembargador Armando
Municipal de Conceição Trabalho e transparência Freire: "Minhas ruas
do Mato Dentro, e muitas lembranças"
verEADOR João Marcos Página 13
saúda os ROMEIROS Página 07

Página 08

Coluna Petrônio SOUZA GONÇALVES ............ pÁGINA 02 Prefeito do Prefeito de
Deputado Alencar da Silveira Júnior ............ pÁGINA 03 Serro, Guilherme Diamantina
Simões: Redução Juscelino Roque:
Câmara de serro ............ pÁGINA 04 da burocracia "Vamos pavimentar
feirinha aproxima ............ pÁGINA 06 e meta do município a antiga linha
desembargador armando freire ............ pÁGINA 07 (férrea) "
conceição do mato dentro ............ pÁGINA 08
Turismo: Paulo Queiroga ............ pÁGINA 10 Página 06 Página 15

Divertindo ............ pÁGINA 11
Saúde: Dr. Sebastião Gusmão ............ pÁGINA 12

Presidente Kubitschek ............ pÁGINA 13
Diamantina ............ pÁGINA 14

GRUPO PLANO
ASSISTÊNCIAL FAMILIAR
SUA FAMÍLIA EM BOAS MÃOS!
R. PADRE JOÃO MOREIRA, 60 FONE:
SERRO - MG - CEP: 39150-000 (38) 3541-2162
(38) 3541-2666
(38) 3531-1906

www.gruporenascermg.com

2 jornal VILA D PRÍNCIPE

EDITORIAL à paz do poema
Petrônio Souza Gonçalves, jornalista e escritor

Junho, mês das Poesia, fazei de mim instru- porque o instante existe'. E 'sou
boas tradições mineiras mento de vossa paz. Onde houver alegre, sou triste; sou poeta'.
escuridão, que minhas mãos Poeta da palavra viva, da voz que
As festas juninas começam a Vale lembrar que até a nossa levem o verso maduro, renascido dobra e faz da esquina a curva da
movimentar as cidades mineiras, Congada do Mestre Dedeu se fez na clara luz de todo dia que nos lua, da rua que acende em nós a
trazendo os gostos e sabores da presente. faz sentir o além. Dai-me a noite e nos faz sonhar o impos-
nossa mineiridade mais pro- grandeza das coisas que não sível, o imprescindível, o
funda. É tempo de reviver as De Diamantina, reportamos podemos ver, mas sentir, ter, aqui imponderável. Hoje, apenas
tradições guardadas por esse as importantíssimas reformas dos dentro, bem fundo. Revelai-me o quero viver o improvável, colher
povo que vive entre montanhas, casarões dos Orlandis, e da Rua que está por dentro de tudo e manhãs madrugadas adentro,
guardado por Deus. Macau, além da pavimentação da pouco podemos sorver, viver. fazer minha casa na sombra do
antiga linha. Diamantina nos tempo, me fundir com o momento... É difícil
Nessa parte histórica e ensina a preservar sua história e Como jardineiro da eternidade, sigo viver assim? Não, é fácil, muito fácil, basta
privilegiada de Minas, junho tem seguir junto com o seu tempo. catando versos espalhados, estilhaços apenas se alimentar de innito, sgar o arco-
sentido especial, pois as tradições encontrados aqui e ali, procurando amigos íris no anzol das horas, vestir-se em
voltam a ganhar as ruas e o Boa notícia vem também da que um dia acreditei perdidos, esquecidos simplicidade, polir a sensibilidade, fazer
coração da família mineira. É cidade de Presidente Kubistchek, mundo afora. Agora, estou a revê-los, com que o tempo não tenha demora, tenha
tempo de festejar. quando o presidente da Câmara reencontrá-los em minha casa que tem apenas um minuto para viver e se entregar,
Jairo Damas dos Santos informa várias moradas. Meu Deus, como tudo é se encontrar.
Do Serro vem a grandeza da que foi instituído no âmbito da signicativo, representativo. Nesse Se você não acredita, nada posso fazer.
mais que tradicional Festa do Câmara Municipal o programa momento, enquanto me decanto em sílabas, Te dou apenas este depoimento ancorado
Rosário, com aquele mar de do CAC - Centro de Atendimento ouço o cd que a bela e perdida amiga me em palavras, minha verdade colhida sobre
gente descendo em ondas pelas ao Cidadão - órgão que tem como destinou do interior de Minas, depois de me os muros cobertos pelas heras nas camadas
ruas e ladeiras, um espetáculo à objetivo implementar políticas encontrar nas ondas da internet. O mundo é da atmosfera. Se você jogar a máscara fora,
parte. De Conceição vem o de interesse local, voltadas para a grande e cabe inteiro na tela do meu esquecer o ego, deixar a dúvida, o medo e o
Jubileu do Bom Jesus de Matosi- mobilização, conscientização e computador. E meu computador que engano irem-se embora, libertar o pensa-
nhos, que neste ano chega a sua orientação acerca do poder e processa tudo, não suporta sequer minhas mento aprisionado na palma de sua alma,
ducentésima trigésima primeira processo legislativo. Isso vem dores menores, minhas angústias maiores. talvez entenderá esse mundo aqui traduzido,
edição, recebendo devotos, dar maior visibilidade para a Sonhar é preciso, acreditar é necessário. esse universo submerso em tantos sóis e
romeiros e cavaleiros do Brasil legislação municipal e uma Anal, o que o tempo nos deu além dos seus innitos girassóis...
inteiro. maior segurança jurídica para momentos? “Não os percamos agora”. Eu, no entanto, vou um mundo novo
toda a cidade. desvendar, uma nova esquina encontrar, em
Nesta edição contamos um Cecília Meirelles, entre tantos um novo barco singrar a aurora das horas em
pouco dessa história. Contamos Assim vamos seguindo, momentos de genial divindade, revelou-nos direção aos caminhos secretos dos grandes
também a linda festa promovida reportando os fatos de nosso que “já não tem mais lugar quem mora em mistérios de Deus. Me exilar pela terra
pelas riquezas do Serro em plena tempo com seriedade, compro- tudo”. Sei que moro em mim e dentro dos etérea, ser cada vez mais os pedaços que
Belo Horizonte, quando a Feira metimento e isenção. amigos. Habito abismos, estou onde sempre tanto em tudo estou. Onde, não sei... Sei
Aproxima levou para capital as estive e onde nunca estarei. Estou na curva apenas que vou, que tenho a nítida, clara e
tradicionais iguarias serranas, Com votos de bons festejos a do destino, à beira do caminho. confortante certeza que eu também sou
orgulho de todos os mineiros. todos e uma boa leitura. parte dele, do todo. Com a bênção de Deus!
De fora, do mundo paralelo e real, o
vento sopra na minha janela, querendo
sequestrar-me o instante. E eu só 'canto

OPORTUNIDADE (31) 99694-6882 Diretor: Colaboradores:
(31) 99175-3361 Vagno Ribeiro - Maira Buarque - Jornalista

Lote 21 (vinte e hum), Divisas Oportunidade Diretor Comercial: Colunistas: Jornal Vila do Príncipe é uma publicação da
• Ótima Localização Geraldo Ribeiro - Dr. Sebastião Gusmão V.A.R. Dinâmica Assistência e Comunicação,
Quadra 12 (doze), • Fundos: lote 02 • Bairro nobre da cidade - Paulo Queiroga CNPJ 26.916.918/0001-79 - R. Manhuaçu, 210,
• Todo legalizado Jornalista Responsável: - Petrônio Souza Gonçalves Sala 4 - Bairro Santa Inês, Belo Horizonte/MG,
Área 420m² • Direita: lote 20 • Linda vista panorâmica Marcelo Devanir (MG 04227 JP) CEP: 31.080-400. As opiniões e conceitos
para as igrejas históricas emitidos em artigos assinados, mesmo que
• 17m de frente • Esquerda: lote 22 • Valor: R$ 60.000,00 Diagramação: Atelier Online sob pseudônimo, podem não representar o
pensamento da direção e dos editores deste jornal.
• 15m de fundos jornal

• 29m lado direito Rua do Ouro, VILA D PRÍNCIPE

• 25m lado esquerdo Cidade Nova - Serro

Assistência 24 horas em todo território nacional

Tranquilidade para você e sua família

www.aspvemg.com.br

(38) 98807-0002 Escritório Serro:
(38) 99971-4907
(31) 3486-4657 R. PADRE JOÃO MOREIRA, 60
SERRO - MG - CEP: 39150-000

Proteja seu veículo contra roubo, furto, incêndios e colisões

SERRO • JUNHO / 2018 3

Luta do deputado Alencar da Silveira Jr.
pelo aumento da Cfem gera

milhões aos municípios mineradores

Os municípios mineradores de Minas Gerais já Reunião de Prefeitos e Deputados Mineiros para discutir a aprovação da nova CFEM
estão colhendo os frutos da entrada em vigor da lei que
aumentou a alíquota e a base de cálculo da
Compensação Financeira pela Exploração de
Recursos Minerais (Cfem), os royalties do minério.
Para car em exemplos da região, o município de
Alvorada de Minas, mesmo com o setor de mineração
ainda em crescimento, já arrecadou cerca de R$ 2,5
milhões, somente neste ano. Conceição do Mato
Dentro também apresentou grande arrecadação de
recursos: arrecadou R$ 22,8 milhões neste ano.

A Medida Provisória que altera os royalties da
mineração foi aprovada pelo Congresso no m do ano
passado, depois de uma longa batalha de prefeitos dos
municípios mineradores e de alguns deputados, entre
eles Alencar da Silveira Jr. O parlamentar lutou pela
aprovação da medida que alterou a alíquota e a base de
cálculo da Compensação Financeira pela Exploração
de Recursos Minerais (Cfem) de 2% do faturamento
líquido das empresas para uma alíquota de 3,5% da
receita bruta.

Entre as ações do deputado, está a reunião que
participou em setembro do ano passado com o
presidente em exercício da Câmara Federal, Fábio
Ramalho, e prefeitos de municípios mineradores para
pedir a aprovação da Medida Provisória 789/2017, que
garantia o aumento da alíquota da Cfem. O texto foi
sancionado pelo presidente e agora se transformou na
Lei 13.540/2017.

O aumento no repasse da Cfem é uma grande
conquista para Minas Gerais. Trata-se do Estado mais
importante para o setor minerador, de acordo com
dados do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram).
Ele representa 53% da produção do país e, das cem
maiores minas do país, 40 estão em território mineiro.

4 jornal VILA D PRÍNCIPE

serro

Câmara Municipal dO Serro: O trabalho não para

Câmara do Serro:
Exemplo de trabalho e transparência

Visando externar suas ações e procedimentos, a Câmara do Serro vem dar visibilidade às suas reuniões, levando a todos
os projetos e ideias apresentadas por seus vereadores, onde o interesse maior e o bem estar da população serrana

O Presidente da Câmara do Serro, rique Nunes da Cunha Pereira Alves No mesmo dia 16 de maio ocorreu turno por 10 votos favoráveis e
o vereador Ronivon Simões, vem Pimenta, que solicita conclusão de a 2ª Sessão Extraordinária da Câmara nenhum contrário. Indicação
inovando ao dar visibilidade aos obra; Indicação 032/2018, de autoria do Serro, às 19h30. Nela foram 039/2018, de autoria do vereador
muitos trabalhos desenvolvidos pelos do vereador Dilson Lourenço apreciadas as indicações dos verea- Josué Souza Correia dos Santos, que
vereadores na Câmara Municipal do Carmindo, que solicita reforma de dores, sendo a primeira a indicação solicita conclusão de muro de
Serro. Para ele, “mostrar o que está escola; Indicação 033/2018, de 029/2018, de autoria do vereador contenção foi aprovada em único
sendo feito e apresentado pelos autoria do vereador Dilson Lourenço Roberto da Silva Ribeiro, que solicita turno por 10 votos favoráveis e
vereadores é dar evidência ao Carmindo, que solicita construção de iluminação pública. A proposição foi nenhum contrário. Indicação
trabalho diário que muitas vezes centro comunitário; aprovada em único turno por 10 votos 040/2018, de autoria do vereador
passa despercebido por nossa favoráveis e nenhum contrário. A Josué Souza Correia dos Santos, que
população. Então, o que queremos Indicação 034/2018, de autoria do indicação 030/2018, de autoria do solicita instalação de quebra-molas
mostrar a partir de agora é que vereador Márcio Rodrigues, que vereador Paulo Henrique Nunes da foi aprovada em único turno por 10
estamos trabalhando diuturnamente solicita construção de passarela; Cunha Pereira Alves Pimenta, que faz votos favoráveis e nenhum contrário.
na defesa dos interesses do povo do Indicação 035/2018, de autoria do a demarcação de vagas em estaciona- Indicação 041/2018, de autoria do
Serro, e dar visibilidade a isso é na vereador Márcio Rodrigues, que mento foi aprovada em único turno, vereador Josué Souza Correia dos
verdade fazer uma pequena prestação solicita reabertura de estrada; por 10 votos favoráveis e nenhum Santos, que solicita instalação de
de contas a todo o povo serrano e é Indicação 036/2018, de autoria do contrário. Indicação 031/2018, de quebra-molas foi aprovada em único
isso que estamos focados em fazer a vereador Josué Souza Correia dos autoria do vereador Paulo Henrique turno por 10 votos favoráveis e
partir de agora”, declarou orgulho o Santos, que solicita instalação de Nunes da Cunha Pereira Alves nenhum contrário.
presidente Ronivon Simões. Prova bebedouros e substituição de vidros; Pimenta, que solicita conclusão de
disso é que tivemos a acesso às Indicação 037/2018, de autoria do obra foi aprovada em único turno por Dando prosseguimento a sessão, o
sessões realizadas na Câmara no mês vereador Josué Souza Correia dos 10 votos favoráveis e nenhum Presidente da Câmara iniciou a
de maio, o que reproduzimos parte do Santos, que solicita iluminação contrário. Indicação 032/2018, de apreciação da nominata dos
que foi apresentado e votado nessas pública; Indicação 038/2018, de autoria do vereador Dilson Lourenço Membros do Conselho Municipal de
reuniões. autoria do vereador Josué Souza Carmindo, que solicita reforma de Turismo de Serro – COMTUR.
Correia dos Santos, que solicita escola foi aprovada em único turno, Aberta a votação, a nominata foi
No dia 16 de maio, às 19h, ocorreu construção de lavanderia; Indicação por 10 votos favoráveis e nenhum aprovada por 9 votos favoráveis e 2
na Câmara Municipal do Serro a 7ª 039/2018, de autoria do vereador contrário. Indicação 033/2018, de abstenções, em votação secreta, da
Sessão Ordinária da Câmara, no Josué Souza Correia dos Santos, que autoria do vereador Dilson Lourenço qual participou também o Presidente.
Salão Nobre, Plenário Ministro solicita conclusão de muro de Carmindo, que solicita construção de
Sabino Barroso, quando foram contenção; Indicação 040/2018, de centro comunitário foi aprovada em No dia 30 de maio ocorreu a 3ª
aprovadas, por dez votos a favor e autoria do vereador Josué Souza único turno por 10 votos favoráveis e Sessão Extraordinária da Câmara, às
nenhum contrário, as atas da 6ª Correia dos Santos, que solicita nenhum contrário. Indicação 19h30. O Presidente da Câmara,
Sessão Ordinária e 1ª Sessão Extraor- instalação de quebra-molas e a 034/2018, de autoria do vereador Ronivon Simões, esclareceu que a
dinária. Na mesma reunião foram Indicação 041/2018, de autoria do Márcio Rodrigues, que solicita Sessão conteria tão somente Ordem
lidas as correspondências recebidas vereador Josué Souza Correia dos construção de passarela foi aprovada do Dia, destinada à apreciação da
pela Câmara enviadas pelo prefeito Santos, que solicita instalação de em único turno por 10 votos favo- proposição constante do Edital de
municipal, sendo o Ofício GP quebra-molas. ráveis e nenhum contrário. Indicação Convocação. A seguir o Presidente
162/2018, que foi submetido para 035/2018, de autoria do vereador iniciou a apreciação do pedido de
apreciação os membros do Conselho Dando prosseguimento à Sessão, Márcio Rodrigues, que solicita Urgência Especial do Projeto de Lei
Municipal de Turismo. Seguindo o foi aberta a Ordem do Dia, iniciando a reabertura de estrada foi aprovada em 021/2018, que autoriza a abertura de
encontro, foi feita a leitura das apreciação em único turno do Projeto único turno por 10 votos favoráveis e Crédito Adicional Suplementar ao
diversas correspondências recebidas, de Decreto Legislativo 001/2018, que nenhum contrário. Indicação Orçamento Geral do Município no
sendo elas informando repasse de aprova as contas anuais do Município 036/2018, de autoria do vereador valor de R$ 679.000,00, e dá outras
recursos nanceiros vinculados a de Serro, relativas ao Exercício Josué Souza Correia dos Santos, que providências.AUrgência Especial foi
convênios e outra contendo convites Financeiro de 2016. A Comissão solicita instalação de bebedouros e aprovada por 10 votos favoráveis e
e solicitações diversas. Permanente de Finanças, Orçamento substituição de vidros foi aprovada nenhum contrário. Dando prossegui-
e Tomada de Contas apresentou em único turno por 10 votos favo- mento à sessão, o Presidente iniciou a
Prosseguindo, foi feita a leitura do parecer favorável à aprovação das ráveis e nenhum contrário. Indicação apreciação em único turno do Projeto
Expediente da Sessão: Edital de Contas relativas ao Exercício Finan- 037/2018, de autoria do vereador de Lei 021/2018, que autoriza a
Convocação, datado de 14 de Maio de ceiro de 2016, demonstrando a Josué Souza Correia dos Santos, que abertura de Crédito Adicional
2018; Indicação 029/2018, de autoria metodologia de análise dos docu- solicita iluminação pública foi Suplementar ao Orçamento Geral do
do vereador Roberto da Silva Ribeiro, mentos disponibilizados pelo aprovada em único turno por 10 votos Município no valor de R$
que solicita iluminação pública; Executivo, por meio e amostragem, favoráveis e nenhum contrário. 679.000,00, e dá outras providências.
Indicação 030/2018, de autoria do acompanhando o parecer prévio do Indicação 038/2018, de autoria do
vereador Paulo Henrique Nunes da Tribunal de Contas do Estado de vereador Josué Souza Correia dos Aberta a votação em único turno, a
Cunha Pereira Alves Pimenta, que Minas Gerais. Aberta a votação, a Santos, que solicita construção de proposição foi aprovada por 10 votos
solicita demarcação de vagas em proposição foi aprovada em único lavanderia foi aprovada em único favoráveis e nenhum contrário.
estacionamento; Indicação 031/2018, turno por 10 votos favoráveis e
de autoria do vereador Paulo Hen- nenhum contrário.

SERRO • JUNHO / 2018 5

SERRO

Serro se mobiliza para a tradicional Festa do Rosário

Cablocos Marujada

Reinado A lenda cada qual com suas roupas e ritmos Durante todo o domingo e na
característicos. Compondo a coreogra- segunda-feira, o Reinado e os grupos de
Uma das mais autênticas manifesta- A lenda narrada na Festa do Rosário a, o Boi do Rosário faz a alegria da Congado circulam pelas ruas, visitam as
ções de fé, tradição e cultura popular do diz do aparecimento milagroso de Nossa meninada. À noite, junto à queima de casas dos Festeiros, comem, bebem,
país, a Festa do Rosário se confunde com Senhora do Rosário sobre as águas do fogos, é realizada a cerimônia de fazem evoluções e movimentam toda a
a História do povo brasileiro. Em Minas, mar. hasteamento do Mastro, um espetáculo cidade cantando e encantando morado-
a cidade de Serro se destaca na perpetua- inesquecível. res e visitantes. Na segunda-feira dá-se
ção desta celebração tipicamente Os portugueses, representados pelos posse ao novo Reinado e são repetidos
brasileira e mineira. Marujos, pediram à Rainha dos Mares Na manhã de domingo, celebra-se a os desles em homenagem a Nossa
que viesse à terra rme, mas não foram missa de coroação do Rei e da Rainha do Senhora.
A Festa do Rosário está na raiz atendidos. Os índios, representados Rosário e acontecem as encenações da
cultural serrana. A população, conscien- pelos caboclos, também rogaram à Barca e da Embaixada. Uma linda Ao m do dia acontece a emocionada
te da importância de preservar essa Virgem do Rosário que ela se chegasse a expressão do imaginário de poder da despedida dos dançantes e éis.
herança para as gerações futuras, pobres eles, sem sucesso. cultura africana, subjugada pelos Renovam-se os agradecimentos, os
e ricos, poderosos e humildes, se unem brancos. pedidos e as promessas, com a intenção
na fé e nas tradições populares, numa Somente quando os catopés, que são de retornar no ano seguinte. Em todos os
belíssima narrativa alegórica da história os negros trazidos escravos da África, Os desles começam cedo e se dias da festa, barraquinhas montadas no
dos povos que formaram a nação tocaram seus instrumentos, dançaram e estendem por todo o dia, até a noite. Os entorno da Igreja do Rosário vendendo
brasileira: o índio, o europeu e o rezaram, a Virgem aportou em terra. Por primeiros são os marujos vestidos de de tudo, completam a festa e são uma
africano. esta razão, a soberana senhora se tornou uniformes branco e azul, com vozes e atração turística à parte.
a protetora dos negros passando a ser instrumentos em ritmos que emocionam
Igreja, éis, moradores, o comércio, chamada de Nossa Senhora do Rosário os assistentes. A Festa do Rosário, promovida pela
a sociedade organizada, órgãos públi- dos Pretos. Uma clara armação de Irmandade de Nossa Senhora do
cos, intelectuais e visitantes concentram identidade da cultura banto no Brasil. Em seguida deslam os caboclos, Rosário, Associação dos Congados da
esforços e voluntariado para essa Uma espécie de consolo das duras com ornamentos de penas ricamente Irmandade de Nossa Senhora do Rosário
celebração, a cada ano mais colorida, condições de vida deste povo, apartado coloridas e echas, que se transformam e condução espiritual dos sacerdotes
mais perfeita e mais bonita. de sua cultura tradicional, trazido à força em instrumentos de percussão, acompa- Católicos, é um espetáculo imperdível
para o Brasil como mercadoria e mão- nhados por sanfona, caixas e reco-reco, de fé e tradição.
Tradicionalmente realizada no de-obra escrava. imprimindo um ritmo acelerado às
primeiro domingo de julho, neste ano, a danças com movimentos rápidos e A celebração mobiliza, há anos,
Festa do Rosário acontece de 29 de Entenda o roteiro da festa violentos. praticamente, toda a população serrana.
junho a 2 de julho. Mas a preparação do Seu sucesso passa também pelo trabalho
espírito de fé da festa tem início na Além da Novena, que antecipa em Os catopés, considerados na festa dedicado e responsável da Prefeitura de
semana anterior, na Novena a Nossa oito dias as celebrações, a festa em si tem como superiores hierárquicos, deslam Serro e suas secretarias, coordenado
Senhora do Rosário. início na madrugada de sábado. Um por último. O ritmo dos catopés é mais pela Secretaria de Cultura, Turismo e
grupo de músicos composto por três lento, ao som de autas, que lembram o Patrimônio.
Os visitantes se maravilham com o autas de bambu e duas caixas de couro, som do lamento dos escravos nas
festival de cores, música, ritmos e chamado “Caixa de Assovio” percorre senzalas. Ricamente vestidos, eles A comunidade de Serro, carinhosa-
danças. Mas, muitas vezes, desconhe- as casas ao encontro dos festeiros e conduzem, solenemente, o rei e a rainha, mente, perpetua essa festa, que se tornou
cem os ricos detalhes por trás destas mordomos. Às 5 horas da manhã o acompanhados dos juízes e de celebrida- uma das mais autênticas expressões da
manifestações que percorrem séculos de cortejo se dirige à Igreja do Rosário e des do Reinado. No nal da tarde, a cultura religiosa popular no Brasil. Por
História. bate várias vezes à porta, solicitando população e visitantes acompanham a isso, encanta os visitantes.
permissão para entrar no templo e dar procissão e a coroação de N. Senhora do
Catopês início à festa. Rosário.

Origens católicas Ao nal das orações na igreja, os éis Panorâmica
se dirigem à casa dos festeiros, onde são
O uso do Rosário remonta ao ano de recebidos com farta quitanda de caldos, Hino a Nossa Senhora do Rosário da Irmandade do Serro
1096. Foi proposto por "Pedro, o carnes e bebidas, inclusive a “Cachaça
Eremita", monge católico francês, um do Rosário”. Senhora do Rosário, Virgem Santa milagrosa,
dos principais pregadores das Cruzadas, Livrai-nos das ciladas / de ter vida pecaminosa.
para difundir o hábito da oração entre os Ainda no sábado, os membros dos Mãe de Jesus / dai-nos a “graça” de sofrer
éis. Daí, a devoção a Nossa Senhora do folguedos e os devotos tomam a Mesmo carregando a minha cruz / desejo viver.
Rosário. bandeira de Nossa Senhora na casa do E vivendo a orar / contrito pedindo a salvação
mordomo. Aí acontece o desle da Para os pobres pecadores / que caírem em tentação.
Porém, a alegoria da festa se refere a marujada, dos caboclos e dos catopés, Senhora do Rosário / Virgem Santa milagrosa,
fatos históricos posteriormente trazidos Livrai-nos das ciladas / de ter vida pecaminosa.
pelos colonizadores portugueses. Uma Nossa Senhora do Rosário Mãe de Jesus / dai-nos a “graça” de sofrer
parte importante da festa é a narrativa da Mesmo carregando a minha cruz / desejo viver.
batalha naval de Lepanto, na Grécia,
quando, em 07 de outubro de 1571, os Por Paulo Queiroga
cristãos venceram os mulçumanos, sob a
proteção da Virgem do Rosário, apesar
da grande desvantagem em número de
combatentes.

6 jornal VILA D PRÍNCIPE

SERRO

Serro diminui burocracia

O prefeito de Serro, Guilherme Para a Administração, a população nos processos e procedimentos internos Guilherme Simões,
Simões, atento às demandas do cidadão serrana espera que os processos tramita- para diminuir os prazos entre as deman- Prefeito do Serro
pelos serviços públicos, apresenta dos no âmbito da prefeitura gastem o das da sociedade e a sua conclusão”.
proposta de modernização dos proces- menor tempo possível. “Vivemos no Declarou esperançoso o prefeito.
sos e uxos internos da prefeitura. mundo da instantaneidade. É preciso
prossionalizar a gestão pública. A “Nosso compromisso com a coisa
O objetivo do prefeito é imprimir Prefeitura de Serro não cará à margem pública exige de nós ações objetivas,
mais agilidade nos processos que desta realidade.” Ressalta o prefeito para agilizar os trâmites internos e
tramitam dentro da prefeitura e diminuir Guilherme Simões. imprimir na prefeitura de Serro um ritmo
o processo burocrático, que é o período coerente com as exigências da comuni-
em que os documentos, por razões Para efetivar a proposta, a prefeitura dade. Com os estudos e treinamentos
diversas, cam paralisados em um ou rmará parcerias com prossionais para teremos uma diminuição radical no
outro setor da administração municipal. capacitação dos servidores em todos os tempo percorrido entre e o dito e o feito e
níveis da gestão municipal. poderemos atender ainda melhor à
Licitações de produtos e serviços, população, objetivo maior da adminis-
transporte, obras e comunicação, entre “Os tempos são outros. Atualmente, tração municipal.” Completa Guilherme
outras, são algumas rubricas contempla- é imprescindível que a administração Simões.
das nas ações de modernização do pública mantenha um ritmo dinâmico
serviço público em Serro.

Serro invade Belo Horizonte
A feira gastronômica Aproxima do mês de maio fez uma grande homenagem ao Serro e sua tradicional culinária e iguarias

Foi um grande sucesso a edição da cozinha do Brasil a ser convidada três para o Brasil, no século XVIII, por Eloisa, colunista do Jornal
Feira Aproxima do mês de maio, vezes para ir aos EUA como represen- portugueses, foi adaptada ao ambiente Vila Do Príncipe e Guilhermina,
ocorrida no tradicional bairro de Santo tante da América Latina, através do das fazendas para dar suporte à pro- Vice Prefeita do Serro
Agostinho, no entorno do Museu Abílio Movimento Slow Food, que celebra a missora exploração de ouro na região.
Barreto. Criado em 2014, o Projeto comida saudável. E, em 2015, foi Com a queda do ciclo do ouro, a Barracão da Filha da Mãe
Aproxima nasceu com o objetivo de inspiração para o enredo da Salgueiro, atividade agropecuária foi intensicada,
valorizar o produtor local, a economia que homenageou os sabores e saberes da e a produção do queijo passou então a Francelina Freitas, Eloisa,
familiar e a gastronomia regional. Para comida de Minas. garantir a base da economia no muni- colunista do Jornal Vila do Príncipe
isso, são realizadas feirinhas mensais em cípio e na região. “O queijo se enraizou e produtora de queijo Maria Nunes
espaços públicos de Belo Horizonte, nas Já nas barracas de bebidas, o público de tal forma na identidade da região Cristiane Brandão
quais são comercializados produtos de encontrou as tradicionais cachaças da serrana, que foi ardorosamente
todas as regiões de Minas. região, além de vinhos mineiros e defendido como forte expressão
cervejas artesanais, que estão presentes cultural, resultando no reconhecimento
Sobre a edição dedicada ao Serro, o desde a primeira edição da Feirinha da técnica queijeira serrana como bem
idealizador do evento, o chef Eduardo Aproxima. Destaque para a barraca da imaterial da cultura do Estado e do
Maya, declarou que “queremos trazer o cachaça serrana Menina Branca, que Brasil. Um título que ocializa o seu
Serro para BH, para isso, a Feirinha além de cocorrida com sua degustação, valor como ícone da cultura, certamente
Aproxima Especial Serro trouxe registrou uma grande venda durante um passaporte do produto do 'terroir' do
produtores de queijos, quitandeiras, todo o evento. Serro para as mesas internacionais”,
doceiras e até um produtor de fubá de ressalta Coeli.
moinho d'água, também tradicional na O queijo do Serro
região. Foram contemplados, ainda, os A Vilma Alimentos, parceira do
distritos de Milho Verde e São Gonçalo De acordo com a advogada e evento, montou uma grande barraca para
do Rio das Pedras, além do município pesquisadora Maria Coeli Simões Pires, degustação e convidou a chef e colunista
vizinho de SantoAntônio do Itambé”. autora do livro “Memória e arte do do jornal Eloísa Cardoso para ministrar
queijo do Serro – O saber sobre a mesa” aulas demonstrativas da receita de Penne
Para ajudar a incentivar a economia e sócia fundadora da Associação de à Mineira, o que foi um grande sucesso
local e valorizar os pequenos produ- Amigos do Serro (AASER), a tradição dentro da feira. Eloísa, para valorizar
tores, os expositores dessa edição foram do queijo do Serro teve início há mais de ainda mais a receita, usou queijos da
convidados a fazer pratos com pelo dois séculos. A técnica queijeira, trazida microrregião do Serro para compor o
menos um ingrediente do Serro. Além prato, o que evidenciou a qualidade do
disso, teve ainda uma grande barraca Serranos com a bandeira do Serro queijo serrano.
com produtos típicos da região (em-
pório) e uma cozinha montada com Mostrando a diversidade cultural do
fogão a lenha. Ao todo, foram mais de 10 Serro, o grupo de Congada, a caboclada,
barracas de comida, repletas de história fez uma apresentação na barraca central,
e sabores regionais. com as presenças dos Mestre Dedeu e
Marcos. A Banda Santíssimo Sacra-
Na barraca principal, foi feita uma mento fez uma belíssima apresentação
homenagem a Dona Lucinha, legítima sob a coordenação do Maestro Diney
representante da culinária do Serro. Morais.
Dona Lucinha foi a primeira chef de

Supermercado

BOM TEMPO (38) 3541-1121

AÇOUGUE E PADARIA

Rua Barão de Dimantina, 210 - Cidade Nova - Serro - MG

SERRO • JUNHO / 2018 7

Minha ruas e muitas lembranças Desembargador Armando Freire

Nesses dias que antecedem o início Além dos meus irmãos, a minha Lembro-me de que 1.962, ano da Não tínhamos muitas brincadeiras de
de mais uma Copa do Mundo de futebol, convivência maior era com o Flavinho e Copa do Mundo do Chile, ja estávamos rua, é verdade. A Praça era o nosso
conquanto não haja mais aquela a Ledinha, lhos do Seu Altivo e Dona morando na rua Tiradentes (hoje rua desafogo devido a sua proximidade.
empolgação de outras Copas, em Nazinha, que eram os nossos vizinhos de Fernando Vasconcelos). Essa sim, é a Invariavelmente, sendo esse o compo-
algumas cidades as ruas começam a ser frente. Lembro-me de alguns outros que rua das minhas mais caras e ternas nente especial dessa convivência, após o
enfeitadas e o verde-amarelo vai ali moravam, naquela época. Sr. lembranças. A rua da minha juventude. almoço, rapazes e moças iam se jun-
tomando conta. Timidamente, é Jeferson e Dona Elgita, com Paulo e Tinha um componente importante e tando no alpendre da nossa casa. Como
verdade, porque o clima não é dos Laerce; Seu Zeca de Odilon e seus lhos peculiar, que todas as ruas deveriam ter, dizíamos na época, no “murinho” da
melhores neste Brasil mergulhado em Bezinho e Zainha, dos tempos saudosos ou seja, um ambiente familiar. Era casa. Vale dizer, a nossa casa era onde
problemas. Mas não é disso que quero do Spartak; Marcos Saruê e Dona Maria; naquela época a rua que fazia a conexão mora hoje a minha prima Doris, viúva do
falar, é assunto, talvez, para outra Seu Zuza e família; Seu Vicente entre a parte alta e o centro comercial da saudoso Zulu. Ali cávamos até por
oportunidade. Há muito venho relem- “seleiro” e família. cidade. Até hoje, quando passo pela “rua volta das 12:30 horas, comentários,
brando a minha infância, retornando às Tiradentes”, descendo ou subindo, vou fofocas, gozações, coisas despretensi-
décadas de 50 e 60, tempos corridos e Não me lembro de muitas brinca- mentalizando os cumprimentos, de um osas, mas algumas vezes nem tanto.
vividos, inocentemente, numa Serro deiras na rua, mas quando da instalação lado para o outro, vendo nas portas ou Quase sempre saía um cafezinho com
bem diferente da cidade de hoje. da rede de água na cidade, o assenta- janelas, de acordo com o passar dos biscoito de goma. Nesses momentos é
mento da canalização, brincávamos anos, Seu Epaminondas e Dona Cenira, que a rua tomava corpo e identidade,
Falando em infância, é inevitável a muito nas valas abertas, saltando de um Marcílio e Dona Lucinha, Seu Augusto como todas as ruas deveriam ser.
lembrança da rua onde crescemos, onde lado para o outro, percorrendo de “cabo Leão e Dona Geralda Madureira, José
nos socializamos, com os vizinhos, os a rabo” aqueles buracos que, aos olhos, Gonçalves e dona Jandira, Dr. Wilson e Passados tantos anos, hoje eu posso
mais próximos e os mais distantes, mas pareciam imensos, profundos. Aresia, Seu Zé de Levi e Dona Iolanda, dizer que a rua Tiradentes, ou rua
todos vivendo no mesmo pedaço, o João Bosco e Enedina, Jaci e Marina, Fernando Vasconcelos, foi, das três, a
mesmo espaço geo-urbano. A rua é a Vagamente, lembro-me de algumas José Afonso e Geralda, Mauro Miranda que mais me marcou e ainda me traz
primeira cidade da gente, o nosso idas aos fundos de uma “fábrica de e Dona Socorro, Seu José Maria muitas lembranças, mesmo que,
primeiro mundo, de onde partimos um arroz”, como falávamos, salvo o engano Brandão, Helvécio e Edir, tio Zezé e tia lamentavelmente, não possa hoje se
dia qualquer para conquistar outras ao lado da casa do Seu Zuza, para Noeme, tia Júlia e tio Aurélio, Seu engalanar, pintada de verde e amarelo.
cidades, outros mundos. escorregar e cair sobre o amontoado da Albertino, Dona Vidica Sales, Paulo de Como está nas palavras de Ondjaki, “A
casca de arroz que ía se juntando e Ávila e dona Teca, Seu Lili e Dona vida anal acontece muito de repente
Li recentemente, e recomendo, “Os formava verdadeiras montanhas. Mas, Leonor, Seu Rômulo e Dona Carmosina, (...) Nós, as crianças, vivíamos num
da minha rua”, um livro de autoria de como falei, disso lembro-me pouco. Seu Chico Nunes e Dona Pequitita, Zezé tempo fora do tempo, sem nunca
Ondjaki , um jovem escritor angolano, da Farmácia, Benjamin e Seu Luiz, sabermos dos calendários de verdade
coletânea de 22 pequenas histórias, Iluminação precária, lembro-me de Dona Morena, Seu “Concelos”, Dona (...) A vida às vezes é como um jogo
homenageando a infância de cada um de suas noites escuras. Tornava-se alegre e Quequena, Naina e Dona Terezinha, brincado na rua: estamos no último
nós. Vale a pena a leitura, fácil e praze- festiva, isso sim, quando das festas de Sandoval e Dona Lilia, Seu Newton e minuto de uma brincadeira bem quente e
rosa, para ao nal constatarmos que a rua Santo Antônio, no mês de junho, com Dona Terezinha, Delcinho e Tidinha. não sabemos que a qualquer momento
da nossa infância é igual as de Luanda, fogueira e fogos, canjica, doces e Não tem como deixar de ver e cumpri- pode chegar um mais velho e avisar que
ou de Amsterdã, ou Itamarandiba, salgados, promovidas pelo meu pai e mentar, na janela da casa de Dona a brincadeira já acabou e está na hora
Caruaru, ou Xangai, New York , e tantas seus irmãos, sempre no terreiro da Leonor, a Maria Luiza. de jantar” (Os da minha rua; 2.007,
outras. É como dizer, cada um de nós frente, na entrada da nossa casa. O meu Bertrand Livreiros).
tem a sua rua. avô Emílio era devoto de Santo Antônio.
Foram os primeiros anos da minha
Os primeiros anos da minha infância infância. No nal de 1.956, fomos morar
foram vividos na Rua de São José. Foi na Rua Nagib Bahamed, em frente a
onde eu nasci, no início dos anos 50. A farmácia do Seu Laerte, uma casa que
rua está lá, com o mesmo traçado, tinha sido da família do meu avô Bié,
começando na antiga praça do Mercado onde morou o dr. Antônio, médico, lho
(hoje rodoviária), subindo até se do reverenciado Dr. Tolentino.
encontrar com a rua do Gambá, na
bifurcação com a rua que desce para o Por ser uma rua central da cidade, não
campo de futebol, ou para a chácara do nos permitia car zanzando de lá pra cá.
sr. Geraldo Reis, como queiram. Era Era o ponto de maior movimento,
uma rua sem calçamento. Uma poeira inclusive de carros, ainda que poucos.
só, mas muita lama na época de chuva. Brincávamos muito na “pracinha”, ao
Não muitas casas, a maioria do lado lado da casa do Seu Laerte, e frequentá-
direito , subindo no sentido do Gambá. vamos alguns quintais de vizinhos
Um pequeno armazém, logo no seu nossos, do tio Antônio Magalhães, do
início, era do Seu Louro, salvo o engano, Seu Maíco Nunes, da antiga pensão do
pai dos nossos amigos e companheiros Seu Alcindo Matos, do tio Antônio
de “pelada”, Luiz Marques, Milton e Freire, quintais esses que se estendiam
Ailton, que moravam na mesma rua, lá até a Rua do Corte. Moramos ali até
mais adiante e depois da nossa casa. 1.961.

Rua São José, 1956

8 jornal VILA D PRÍNCIPE

CONCEIÇÃO DO MATO DENTRO

Conceição do Mato Dentro se prepara para seu Jubileu

Celebração do Jubileu do Senhor do Bom Jesus de Matosinhos em Conceição do Mato Dentro é uma das maiores festas religiosas do Brasil

A cavalgada do tradição, mas justamente por isso nossa
dedicação é cada vez maior. A cada ano
Senhor Bom Jesus de Matosinhos nos esforçamos para receber melhor os
romeiros, para garantir a sua segurança,
A 26ª Cavalgada do Jubileu do manter a sua assiduidade e atrair novos
Senhor Bom Jesus do Matosinhos, em participantes para que a nossa festa seja
Conceição do Mato Dentro, reuniu mais cada vez maior e mais abençoada. E
uma vez milhares de participantes, quem vem a primeira vez,
conrmando ser a maior cavalgada de virá outras”.
Minas Gerais e a segunda maior do
Brasil. De acordo com o comando da
Polícia Militar, pelo menos 7 mil
cavaleiros e amazonas zeram o
percurso rumo à bênção do Bom Jesus.

O evento, que espontaneamente
reúne milhares de pessoas todos os anos,
é para a secretária de Turismo, Rejane
Ottoni, um dos maiores desaos do seu
trabalho. “Sabemos que o sucesso do
evento é garantido pela sua

Iniciado ocialmente no distante ano atribuído ao Bom Jesus. Em 1750, foi mcatJeocuermobAnrnaitolotseet,,urucamrpiédeaegitarçeidonãmsãootroApadodndedodoaaaesçnJJpãuoudOeobbírLiJvddiluleieeãadbvuorgaií:,lrtsadiae,hcpeçuoalaari*vresb(ei.deLacJerevátnra2eçnçn5dãaão,oiq1os.1uVtrd;eeilebLlehusceoiçts4ecãTm,ro1ea8psvdtooasass-)s,.
de 1787, neste ano o Jubileu de Con- fundada a irmandade do Bom Jesus de do livro Jubileu,
ceição chega a sua 231ª celebração, Matosinhos, que deniu, em 1759, *Informações extraídas Eduardo Ribeiro
recebendo devotos, turistas e cavaleiros construir uma nova igreja, aproveitando de Pe.
do Brasil inteiro. partes da primitiva capela, que passaria a
servir de capela-mor. Em 1787, o papa Saudação de zÉ fERNANDO,
Tudo começou no ano de 1734, Pio VI concedeu indulgência plenária a pREFEITO DE cONCEIÇÃO DO mATO dENTRO
quando o escravo Antônio Angola todos os devotos que participassem
encontrou no meio da mata uma imagem piedosamente do Jubileu do Senhor Há duzentos e trinta e um anos a família
de madeira do Jesus crucicado. O Bom Jesus de Matosinhos. Entretanto, conceicionense se prepara para receber no
vigário padre Manoel de Amorim há indícios de que a festa, com suas mês de junho os eis, romeiros e cavaleiros
Coelho após abençoá-la, a levou romarias, teve inicio no ano de 1750, ou para devoção ao Bom Jesus de Matosinhos.
imediatamente para a capela consagrada seja, alguns anos antes da aprovação Aqui todos fazemos juntos um verdadeiro
a Nossa Senhora da Conceição, cons- ocial pelo Papa. Há quem diga que são espetáculo da fé, uma comunhão dos valores
truída anos antes pelo bandeirante e 267 anos de celebração e devoção ao cristãos mais intrínsecos. Em 2018 repeti-
fundador da cidade Gabriel Ponce de Senhor Bom Jesus sobre a colina de remos essa fraterna acolhida, como se fosse a
Leon, no mesmo local onde hoje está a Conceição do Mato Dentro. primeira vez.
Igreja Matriz. Acontece que, misteriosa-
mente, a imagem desapareceu da igreja, O número de éis era tão grande que Saudação de João Marcos para romeiros
sendo encontrada no mesmo lugar em no ano de 1844, o padre Bento Godim
que Antônio a encontrou pela primeira pediu ao Bispo de Mariana autorização Gostaria de comemorar com os conceicionenses o início de
vez. O fato se repetiu por outras duas para que todo sacerdote que aparecesse mais um Jubileu de Nosso Senhor Bom Jesus de Matosinhos
vezes, intrigando os moradores do em Conceição do Mato Dentro, por e dar boas-vindas a todos romeiros e visitantes que vieram
arraial. ocasião do Jubileu, pudesse receber agradecer conosco todas as graças recebidas. Jubileu é
conssões e pregar. Ficaram assim sinônimo de união, fé, respeito, justiça; a busca pelo
Com o passar do tempo, José Corrêa, asseguradas aos milhares de visitantes, bem e pela salvação. E esse é o exemplo que
um português oriundo da região de condições para que exercessem sua fé e desejamos seguir em todos os momentos de
Matosinhos, em Portugal, tinha uma devoção. nossa vida.
grave doença chamada zamparina (a
mesma doença de Aleijadinho) e A festa, embora tenha também
prometeu que, se casse curado, conotação social e comercial decorrente
construiria um abrigo para a imagem no do uxo de romeiros e visitantes,
mesmo lugar onde foi encontrada e para conserva seu caráter essencialmente
onde retornou por três vezes. José religioso. Anualmente, de 13 a 24 de
Corrêa se curou e construiu a primitiva junho, Conceição do Mato Dentro torna-
igreja, sendo assim o primeiro milagre se cenário dessa tradição religiosa que
atribuído ao Senhor Bom Jesus na transforma a pequena cidade do interior
cidade. Mas a imagem cou esquecida. de Minas. A programação conta com
Pouco tempo depois, uma forte seca missas diárias e exposição do San-
assolou a região e alguém sugeriu ao tíssimo Sacramento durante 11 dias,
padre que se zesse uma procissão com sendo que no último dia a imagem sai em
a imagem. Na volta, quando a procissão procissão rumo à bênção nal dos éis.
subia a rua Direita, em direção à igreja, o
céu se fechou e caiu uma chuva nunca A festa recebe devotos de todo o
vista antes, que durou 15 dias sem Brasil, que se reúnem em torno da Igreja
cessar, sendo o segundo milagre Bom Jesus do Matosinhos, buscando
alcançar suas graças e fortalecer a sua fé.

SERRO • JUNHO / 2018 9

CONCEIÇÃO DO MATO DENTRO

10 jornal VILA D PRÍNCIPE

A lendária ferrovia Transiberiana Paulo Queiroga
A cidade revela a grandiosi-
Vista da Transiberiana, próximo ao Lago Baikal dade da História russa. Novamente no trem, nosso
Impressiona estar na casa onde destino é Ulan Udé. Após 8
Um roteiro fascinante, fora da curva, Rússia, atrás apenas de Moscou e S. cou reclusa a família do último horas, chegamos à cidade
se faz pelos trilhos da Transiberiana. A Petersburgo e declarada Patrimônio da Czar da Rússia, os Romanov, reconhecida pelos maravilhosos
ferrovia possui 9.289 km de extensão e Humanidade pela Unesco, respira a antes de serem levados ao jardins públicos. Chama a
cruza 8 fusos horários. Percorremos um autêntica atmosfera tártara. É outro fuzilamento. Também em atenção uma gigantesca cabeça
trecho. Saímos de Moscou para uma mundo. Tobolsk, esteve preso Dostoyevsky, um de Lênin diante da Prefeitura.
exótica viagem de cultura e natureza, dos maiores nomes da literatura russa e De Ulan Udé, zemos um trecho
pela Rússia, Tartaristão, Sibéria e a Na estação de KAZAN, tomamos o Dmitri Mendeleiev, criador da tabela internacional até à capital da Mongólia,
fascinante Mongólia. trem com destino à pequena Tobolsk. periódica da química. Ulan Bator. Em Ulan Bator, impressio-
Não dá para disfarçar a emoção de nam a Praça Sukhbaatar, o Monumento a
Nossa temporada teve início em deixar a Europa, cruzar os Montes Urais Novo embarque no trem, agora bem Genghis Khan, e o Museu de História
Moscou, com o clássico City Tour pela e entrar no continente asiático pela linha familiarizado com a rotina dos trilhos, o Nacional. No Mosteiro de
Praça Vermelha, Mausoléu do Lenin, férrea mais extensa do mundo. destino é Omsk, cenário da resistência Gandantegchenling, uma estátua de um
Catedral de São Basílio, as torres e contra a revolução russa. A travessia Buda da Compaixão, com 26 metros de
muralhas do Kremlin, as artísticas As paisagens deslam pelas janelas entre lagos, orestas milenares e altura, faz nos sentir pequenos.
estações de metrô, as principais ruas e do vagão-restaurante. Após uma boa pequenos povoados, nas paisagens da A partir de Ulan Bator, zemos uma
cafés, a suntuosidade dos seus museus e refeição, passamos a noite numa Sibéria encantadora. imersão na cultura mongol pelo incom-
muita oferta de vodka. confortável cabine. parável Deserto de Gobi, entre terras
O próximo destino é Novosibirsk, a áridas, vegetação incrível e áreas
O espetáculo ferroviário começa em Tobolsk, antiga capital da Sibéria, é maior cidade da Rússia Asiática. O cobertas de gelo. Vivência inesquecível
direção à Kazan, capital da República do um dos mais encantadores segredos Museu Ferroviário expõe mais de 60 é montar nos famosos cavalos mongóis e
Tartaristão. Kazan é um lugar vibrante, guardados pela Rússia. Foi necessário locomotivas - um fantástico acervo a céu hospedar nas “ger” - tendas circulares
na conuência dos rios Volga e Kazanka. um pequeno desvio na rota ferroviária aberto. típicas, com conforto, inclusive,
A cidade, terceira em tamanho na para estarmos lá. banheiros privativos.
O Teatro de Ópera e Ballet – o maior Dicilmente encontramos tamanha
da Rússia - Capela de São Nicolau, diversidade de paisagem e riqueza
Catedral de Alexandre Nevsky e outros cultural num só roteiro, como esse pela
atrativos, nos lembram os cenários da ferrovia Transiberiana.
literatura russa. No Brasil, você conta com a experi-
ente operadora Tchayka, (www.tchay-
Na sequência desembarcamos em ka.com.br) para esta viagem de sonhos e
Krasnoyarsk. A cidade se formou no exotismo.
século XVII, às margens do rio Lenissei,
um dos três maiores da Sibéria, a partir
de um forte Cossaco. Visitamos impres-
sionantes formações rochosas no Parque
Stolby.

Embarcamos novamente para Irkutsk
– Circumbaikal Ocidental – Listvyanka.
O trecho da Transiberiana próximo ao
lago Baikal é chamado de “vela de
ouro” da ferrovia, que, na época de sua
construção, tinha o nome de “cinturão de
ferro da Rússia”.

SERRO • JUNHO / 2018 11
2
DIVERTINDO 1 3
11 56 9
CRUZADINHA 4
7 8
12
VERTICAIS
14
1. Filho de índio com branco.
16
2. Outra designação para os uruguaios. 18 19

4. Capital do Espírito Santo. 10
5. Capital da Bahia.

6. Antigo tribunal eclesiástico 13

instituído com o m de investigar e

punir os chamados crimes contra a

fé católica.

8. Local onde se realizam corridas de

cavalos. 15
17
9. Capital do Amapá. 20

10. Bloco econômico que institui zona de

livre comércio na América do Sul.

11. Capital do Amazonas.

12. Capital do Ceará.

17. Peça de madeira em que se assentam e

xam os trilhos das ferrovias.

19. Centros que concentravam o trabalho

missionário jesuíta com os índios.

Horizontais

3. Capital do Brasil.
7. Metalurgia do ferro e do aço.
13. Fugir desordenadamente.
14. Fábrica de tecidos de algodão.
15. Tirar da sepultura.
16. Capital de Alagoas.
18. Capital de Sergipe.
20. Aumento da temperatura da Terra.

CANTINHO DA HISTÓRIA Teste de Q.I.

Qual o resultado?

+ + =30
+ + =20

Cidade de Dom Joaquim (MG) Serro + + =11
Setembro de 1952 Ponte do Lucas, sobre o córrego homônimo,
+ =?
https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/dom-joaquim/historico localizada na entrada da cidade.
Fotograa: Eric Hess, s/d. (década de1940). IPHAN
Respostas do
Participe A próxima foto ou atividade
dessa página pode ser a sua. ‘‘DIVERTINDO’’:
desta página!
Envie sugestões de atividades para a CRUZADINHA
página do Divertindo e fotos antigas para o +

Cantinho da História para o e-mail: Teste de Q.I.

[email protected]

‘‘Meus filhos terão computadores, Homem vale 7 18 - Aracaju 14 - Cotonifício Horizontais
sim, mas antes terão livros. Regador vale 3 20 - Efeito Estufa 15 - Exumar
Sem livros, sem leitura, os Escada 5 degraus vale 5 16 - Maceió 3 - Brasília
nossos filhos serão incapazes de Escada 4 degraus vale 4 11 - Manaus 7 - Siderurgia
escrever - inclusive a sua própria história.’’ 12 - Fortaleza 6 - Inquisição 13 - Debandar
10+10+10 igual a 30 17 - Dormente 8 - Hipódromo
Bill Gates 10+5+5 igual a 20 19 - Reduções 9 - Macapá VERTICAIS
5+3+3 igual a 11 10 - Mercosul
7+3x4 igual a 40 1 - Mameluco
2 - Cisplatinos
4 - Vitória
5 - Salvador

12 jornal VILA D PRÍNCIPE

ALIMENTO E SAÚDE Dr. Sebastião Gusmão

Nós somos o que ingerimos, pois é o gordura), as vitaminas e minerais. Os As gorduras são fontes concen- parece ser o fator fundamental na
alimento que contrói os tecidos de carboidratos são combinações de tradas de calorias. São encontradas nos gênese da síndrome metabólica que
nosso corpo e propicia a energia para unidades de açúcar e representam a óleos, carnes e laticínios. São divididas determina obesidade visceral, doenças
todos nossos processos vitais. A fonte primária de energia. Durante o em saturadas e insaturadas. As gor- cardiovasculares e diabetes tipo 2.
alimentação é, portanto, o fator processo de digestão são convertidos duras animais são saturadas. As
controlável mais importante para nossa em glicose, que é metabolizada pelo gorduras insaturadas estão presentes Uma dieta ideal deve conter os três
saúde. corpo para produzir energia. Se a nos peixes, nas nozes e óleos vegetais. macronutrientes, com redução relativa
demanda de energia é baixa, a glicose é O melhor para a saúde é ingerir dos carboidratos simples (de alto índice
Na quase totalidade da História, a estocada como tecido adiposo (células alimentos que contêm gorduras glicêmico) e das gorduras saturadas,
seleção natural adaptou o corpo de gordura). insaturadas e limitar os alimentos ricos privilegiando assim os alimentos com
humano para ingerir uma dieta variada, em gorduras saturadas. alta densidade nutricional (mais
mas com baixo teor calórico e que Os carboidratos estão primaria- aminoácidos essenciais, vitaminas,
requeria grande atividade física (coleta mente nos vegetais. Os carboidratos Os vegetais (hortaliças, legumes, minerais e bras) e com baixa
e caça) para ser obtida. Ou seja, muito complexos, de baixo índice glicêmico frutas, grãos integrais) estão no topo densidade calórica (menos carboi-
gasto de calorias para obter alimentos (grãos integrais, feijão, aveia, batata dos alimentos com alta densidade dratos simples e gordura saturada). Isso
de baixa caloria. doce, verduras, algumas frutas), são nutricional e baixa densidade energé- poderia ser resumido no conselho
digeridos lentamente pelo organismo, tica. Os alimentos em seu estado dietético: coma alimentos naturais (não
Após a revolução industrial, e ocasionando aumento pequeno e natural e aqueles ricos em bras processados, não industrializados),
especialmente após a Segunda Guerra gradual da glicemia. Eles são muito tendem a ser de alta densidade nutri- sobretudo plantas.
Mundial, os avanços tecnológicos na mais nutritivos, pois contém uma cional e baixa densidade energética. Os
produção alimentar nos conduziram a quantidade maior de vitaminas, alimentos ricos em açúcar e gordura
uma nova era, caracterizada pela minerais e bras. Por outro lado, os têm maior densidade energética e baixa
abundância de alimentos processados carboidratos simples, de alto índice densidade nutricional.
(grãos e carnes), mais calóricos e glicêmico, (açúcares, arroz branco,
baratos. O equilíbrio entre a disponibi- macarrão, pão branco, refrigerantes) Um dos maiores problemas da típica
lidade de comida e o gasto de energia são digeridos e absorvidos rapidamente dieta ocidental é o fato de que boa parte
foi quebrado, e isso levou ao aumento produzindo aumento da taxa de glicose de nossa comida é renada, ou
exponencial na incidência de doenças no sangue. altamente processada. O processo de
metabólicas, especialmente a obesi- renação remove nutrientes impor-
dade, diabetes e doenças cardiovascu- As proteínas são importantes para a tantes, como bra, ferro e vitaminas.
lares. A chamada dieta ocidental integridade estrutural dos tecidos e para Isso é feito para dar ao produto nal
(baseada em grande consumo de carne, sintetizar os hormônios e enzimas. Elas uma textura mais macia e para
muitos alimentos processados com também fornecem energia, como os aumentar o prazo de validade do
poucos grãos integrais, e poucas frutas carboidratos. Quando se ingere mesmo. Para tornar o produto mais
e verduras) é considerada a responsável proteínas acima das necessidades do atraente é acrescentado sal, gordura ou
por esta epidemia. organismo, elas serão convertidas em açúcar.
fonte de energia ou armazenadas como
Uma dieta saudável deve ter de gordura. A moderna dieta ocidental rica em
forma balanceada os três macronu- gorduras saturadas e carboidratos
trientes (carboidrato, proteína e renados, associada ao sedentarismo,

SERRO • JUNHO / 2018 13

Presidente Kubitschek

Trabalho e transparência
movem a Câmara Municipal de Presidente Kubistchek

Poder Legislativo dá exemplo de cidadania e institui o CAC - Centro de Atendimento ao Cidadão no município

A Câmara Municipal de Presidente informações sobre cidadania e direitos Dirceu Reinaldo dos Santos, Vanderci dos Santos Silva,
Kubitschek aprovou o programa e humanos, mediante cadastro de entida- Edimir Aparecida da Silva - Secretário, Jairo Damas dos Santos - Presidente,
instalou no município o “Centro de des, partidos políticos, empresas, Renato Aires de Oliveira - Vice-Presidente, Silgério Marques da Silva,
Atendimento ao Cidadão - CAC”, órgão sindicatos, escolas e outras associações Geraldo das Dores Pereira, João Antônio, Joaquim Rodrigues de Jesus
administrativo veiculado à mesa comprometidas com a promoção e
diretora da Câmara Municipal, que tem proteção dos direitos humanos e da horária xada na legislação competente, assunto; promover compilação e
como objetivo central implementar cidadania. Realizar consulta e esclareci- podendo ser cedidos a outras entidades atualização de leis, inclusive nos canais
políticas de interesse local voltadas para mento sobre a legislação Municipal, públicas que tenham nalidade análoga eletrônicos; selecionar, classicar e
a mobilização, conscientização e Estadual e Federal; emitir, por meio de ao CAC, por meio de contrato ou arquivar documentos; receber críticas,
orientação acerca do processo legislati- convênio com o Instituto de convênio. Eles serão responsáveis sugestões, reclamações e pedidos de
vo. Identicação, documentos de identica- também pelos serviços administrativos informação sobre os serviços prestados
ção pessoal; orientar e encaminhar o do CAC, tendo as seguintes atribuições: pelo CAC, as quais serão registradas e
O CAC funcionará dialogando cidadão para os órgãos e entidades elaborar estudos, análises, relatórios e encaminhadas aos vereadores e à
diretamente com a Mesa Diretora da públicas para a consecução dos seus bibliograas sobre assuntos compreen- administração da Câmara Municipal
Câmara, que otimizar os recursos direitos. didos no seu campo prossional, por para as providências cabíveis.
físicos, humanos e nanceiros para fazer meio de planejamento, implantação e
frente às suas demandas. A Mesa editará A Mesa Diretora poderá designar orientação de trabalhos relativos às Seu funcionamento correrá dentro da
também o regulamento de seu funciona- outras funções ao CAC por meio de atividades biblioteconômicas, biblio- dotação orçamentária da Secretaria da
mento, xando regras, logística e Portaria, desde que tais funções não grácas e documentos lógicos; orientar Câmara. Para o presidente da Câmara
rotinas. Para tanto, o CAC interagirá excedam a competência do Poder cidadãos sobre legislação existente por Municipal de Presidente Kubistchek,
com órgãos governamentais do municí- Legislativo. matéria; corrigir, selecionar, titular e Jairo Damas dos Santos, “tudo isso vem
pio, do Estado e da União, além de simplicar texto legislativo a m de trazer transparência e cidadania para
organizações da iniciativa privada e da Parceria facilitar sua compreensão pelos muníci- nosso município, em que o maior
sociedade civil. Ele será um canal de pes; redigir noticiários, informações beneciado será o cidadão, que a partir
informação para os munícipes interessa- Objetivando a eciência do Centro de diversas e comentários de interesse do de agora poderá acompanhar o desen-
dos sobre a organização administrativa, Atendimento ao Cidadão e a expansão CAC; redigir ofícios, atos, relatórios e volvimento dos procedimentos legislati-
Lei Orgânica e Regimento Interno do das suas ações, a Câmara Municipal notas ociais; executar revisão vo de perto e ter um centro de orientação
Poder Legislativo, em seus diversos estabelecerá parcerias e convênios com ortográca de todos os documentos para suas demandas, suas dúvidas e
aspectos. Caberá a ele também orientar o entidades da sociedade civil e convênios ociais do CAC; redigir ofícios e atos possibilidades. Isso vem ao encontro dos
cidadão na elaboração de leis de com instituições de ensino para a quando solicitado; atender o público em anseios da Câmara Municipal desde
iniciativa popular; dos meios de contratação de estagiários e todos geral, auxiliando-o e encaminhando-o sempre, pois legislar é sobre tudo incluir
scalização dos poderes públicos; aqueles que se zerem necessários para ao serviço correspondente; receber, e incluir é nada mais nada menos que
prestar esclarecimentos aos cidadãos e a otimização dos serviços prestados pelo prestar informações ao público; receber, convidar o cidadão para caminhar ao seu
entidades da sociedade civil acerca de CAC, que será dirigido pelo presidente protocolar e encaminhar expedientes; lado diante de cada passo que você dá em
projetos de lei e de resolução em da Câmara Municipal. efetuar ligações telefônicas internas e prol do município. Isso que é a verdadei-
tramitação na Casa Legislativa; dar externas; providenciar ligações interur- ra cidadania, ter o cidadão ao seu lado o
orientações e esclarecer o cidadão sobre Os serviços jurídicos do CAC serão banas; escriturar livros e chas, e fazer tempo todo”.
orçamento público municipal, legisla- executados por estagiários contratados, síntese de assuntos e elaborar sumários
ção que o disciplina e aplicação dos sob supervisão da assessoria jurídica da das leis municipais separando-as por A Lei de criação da CAC entrou em
recursos públicos; criar e gerir o projeto Câmara, com as seguintes atribuições: vigor no momento de sua publicação.
“Câmara Mirim”, cujo objetivo é prestar assessoramento jurídico ao
introduzir crianças, adolescentes e cidadão que comparecer ao CAC e
jovens nos tramites do processo necessitar de esclarecimentos; orientar
legislativo; fazer o encaminhamento os cidadãos sobre legislação municipal,
adequado aos que necessitam de órgãos estadual e federal; desempenhar
públicos que prestem serviços na área atividades de assistência judiciária no
social; prestar assessoria técnica para a CAC; auxiliar na redação de leis de
constituição, organização e apoio das iniciativa popular; agendar e orientar o
atividades próprias das entidades civis cidadão quanto a benefício previdenciá-
de caráter público e sem ns lucrativos, rio a que porventura tenha direito;
voltada para a defesa dos direitos agendar e orientar o cidadão quanto ao
humanos, da cidadania, do meio recebimento de seguro-desemprego.
ambiente, agricultura familiar e esporte;
apoiar a realização de debates, encon- Os estagiários contratados poderão
tros, seminários e fóruns sobre políticas prestar orientação ao cidadão frente a
públicas e o poder Legislativo; criar e órgãos, entidades, autarquias e empresas
manter o banco de dados municipais de públicas. Esses estagiários serão
contratados mediante análise curricular
e contrato de estágio, cumprindo carga

14 jornal VILA D PRÍNCIPE

DIAMANTINA

SERRO • JUNHO / 2018 15

DIAMANTINA

CASARÃO DOS ORLANDI SERÁ REFORMADO E VAI ABRIGAR
ESCOLA DE ARTE E ORQUESTRA SINFÔNICA DE DIAMANTINA

Abertura das propostas das empresas interessadas em fazer a obra será dia 4 de julho, quarta-feira

O Casarão dos Orlandi, na Praça uma riqueza histórica imensa. Não R$ 3.017.160,96 Casarão de Orlandi - Divulgação IPHAN
Doutor Prado, nº 129, no Centro de medimos esforços para preservar Casarão de Orlandi - Divulgação IPHAN
Diamantina será totalmente resta- esse patrimônio e ressalto a e- É o valor da licitação para as
urado para abrigar a Escola de Arte e ciência da equipe técnica da Prefe- obras no Casarão dos Orlandi e que
a Orquestra Sinfônica de Diaman- itura em todo o processo”, declarou o visa o resgate histórico do imóvel e a
tina. O edital da Concorrência nº prefeito Juscelino Brasiliano Roque. implantação de Escola de Arte e da
1/2018 foi publicado na última sede da Orquestra Sinfônica de
segunda-feira, dia 4 de junho, e a Atualmente o imóvel encontra-se Diamantina
data para abertura das propostas das sem uso e em péssimo estado de
empresas interessadas em realizar as conservação. A reforma, prevista HISTÓRIA
obras é o dia 4 de julho, quarta-feira, para durar nove meses, após a
na Superintendência do Instituto do assinatura do contrato, a edicação O Casarão dos Orlandi é um
Patrimônio Histórico e Artístico histórica será dotada de condições importante exemplar da arquitetura
Nacional (IPHAN), rua Januária adequadas para abrigar a Escola de civil de Diamantina, construído
nº130, Bairro Floresta em Belo Arte e a sede da Orquestra Sinfônica provavelmente no m do século XIX
Horizonte. O valor da licitação é de de Diamantina, garantindo uma e início do século XX. O imóvel está
R$ 3.017.160,96. importante infraestrutura educa- implantado em lugar de destaque, na
cional dentro do município. Praça Doutor Prado, antiga Praça da
O Casarão dos Orlandi pertence à Cavalhada Velha, um dos arrua-
Prefeitura Municipal de Diamantina O Casarão dos Orlandi irá mentos mais antigos da cidade.
e sua restauração é fruto da parceria atender uma grande quantidade de
entre o Executivo Municipal, o alunos, sendo um importante O Casarão dos Orlandi integra o
IPHAN e o Governo Federal, por instrumento de crescimento conjunto arquitetônico e urbanístico
meio da continuidade e nalização sociocultural. A obra ainda proporci- de Diamantina, tombado em 1938.
da ação do PAC 2 (Programa de onará a geração de empregos diretos
Aceleração do Crescimento). e indiretos, o que contribuirá no
“Diamantina é uma terra linda e com desenvolvimento socioeconômico
da cidade.

CASARÃO NA RUA
MACAU DE CIMA TAMBÉM

SERÁ REFORMADO

Casarão da Rua Macau O casarão localizado na rua conquista para Diamantina que sai
Macau de Cima nº 17, próximo à do papel na nossa gestão. Traba-
Praça Coronel Alves Couto, no lhamos com parcerias, mostrando
Centro de Diamantina, será a importância de Diamantina”, diz
reformado. De propriedade da o prefeito Juscelino Roque.
CODEMIG (Companhia de
Desenvolvimento de Minas O casarão, construído em um
Gerais), o casarão atualmente está terrreno de 523,50 metros
desocupado. Após a reforma, ele quadrados, foi tombado pelo
será destinado ao uso do SENAC IPHAN em 1938 e inscrito na
(Serviço Nacional de Aprendi- Lista do Patrimônio Mundial da
zagem Comercial). “É mais uma UNESCO em 1999.

MAIS CONQUISTAS PARA DIAMANTINA:
COMEÇA A TÃO SONHADA PAVIMENTAÇÃO DA LINHA

Obra desejada há décadas pela população diamantinense e que vai ser nova alternativa de acesso à cidade

A Prefeitura Municipal de Diamantina já dores municipais para a realização da obra. Prefeito Juscelino vai pavimentar a antiga Linha (férrea)
começou a limpeza do trecho de 900 metros “Do planejamento até a execução da obra, são
de extensão da antiga Linha (férrea), prepa- várias as etapas que envolvem o trabalho de
rando o terreno para a pavimentação. diversos setores da Prefeitura Municipal,
como convênios, licitação, compras, enge-
O trecho será pavimentado com bloquete, nharia, obras, entre outros. Graças ao
se tornando uma alternativa de acesso ao empenho e dedicação dos servidores,
Centro de Diamantina e desafogando o conseguimos tirar os projetos do papel”,
trânsito de veículos na rua Sílvio Felício dos declarou Juscelino.
Santos. A obra é um sonho antigo da popu-
lação diamantinense que o prefeito Juscelino “Esta obra é um sonho antigo e muitos já
Brasiliano Roque retirou do papel. “Nosso prometeram que iriam realizar, mas agora
governo fala e faz”, declarou o prefeito, que estamos vendo que realmente a Linha será
percorreu a Linha, no nal da tarde de quinta- pavimentada”.
feira, dia 7 de junho, quando teve a oportu-
nidade de conversar com moradores da Marisa da SilvaAvelar
região.
“Quando Juscelino assumiu a prefeitura e
A previsão é que o bloqueteamento seja falou que iria fazer esta obra, não tive dúvidas
realizado em quatro meses.Ao todo, são 3.379 de que ela nalmente seria realizada”.
metros quadrados de bloquete. O prefeito de
Diamantina ressaltou o empenho dos servi- Antônio Santana

16 jornal VILA D PRÍNCIPE

INFORME PUBLICITÁRIO

CONCEIÇÃO DO MATO DENTRO SERÁ SEDE
DO ABETA SUMMIT 2018

O ABETA SUMMIT – Congresso tores de atividades em ambientes XV Congresso Brasileiro de Ecoturismo e Turismo de Aventura
Brasileiro de Ecoturismo e Turismo de naturais.
Aventura, organizado pela Associação Em 2018, a 15ª Edição do ABETA toda a cadeia produtiva do turismo
Brasileira das Empresas de Ecotu- Com uma grande variedade de SUMMIT terá lugar entre os dias 26 e local.
rismo e Turismo de Aventura, rea- palestras, ocinas de capacitação, 29 de agosto, tendo como Destino
lizado desde 2004, é o principal evento estudos de casos e visitas técnicas, o Antrião o Circuito Turístico Parque Participam do Circuito os Muni-
da cadeia produtiva do turismo de Congresso busca produzir conheci- Nacional Serra do Cipó em Minas cípios de Jaboticatubas, Nova União,
natureza no Brasil. Este evento é mento e melhorar a capacidade de Gerais, sendo sediado no município de Santana do Riacho, Santa Maria de
considerado como um dos mais gestão e inovação de micros e Conceição do Mato Dentro; o tema Itabira, Itambé do Mato Dentro,
importantes fóruns de discussões do pequenos negócios, ampliar a rede de central do congresso será “Conec- Congonhas do Norte, Morro do Pilar e
setor, que reúne de forma dinâmica e relacionamentos dos participantes, e tando pessoas, produzindo Ideias”. Conceição do Mato Dentro.
interativa os empresários, gestores promover novas oportunidades de
públicos, consultores, acadêmicos, negócios para empresas e destinos De acordo com o Prefeito Zé A escolha do local se deu graças a
ativistas, jornalistas, guias e condu- turísticos. Fernando, “O evento é uma oportu- uma grande articulação feita entre a
nidade única para o setor, em que Prefeitura de Conceição do Mato
estaremos em contato com os maiores Dentro, o Circuito Serra do Cipó e a
players do país, trocando experiências Secretaria de Turismo do Estado de
e aprendendo com quem já está no Minas Gerais.
mercado há muitos anos. Não foi fácil
trazer esse evento para Minas Gerais, e Para participar do evento, inscreva-
sediá-lo em Conceição do Mato se no site www.abetasummit.com.br.
Dentro; por isso, precisamos apro- O pagamento da inscrição garante a
veitar tudo que a programação tem a participação em toda a programação,
nos oferecer”. que inclui: Coquetel de Boas Vindas,
palestras, atividades guiadas ao ar
Com previsão de 200 inscritos, livre, dinâmica de grupo, festa de
além de convidados, equipe de encerramento, além de quatro cafés da
produção e jornalistas, o evento prevê manhã e dois almoços.
atividades em diferentes municípios
que integram o circuito turístico,
promovendo assim o destino e gerando
oportunidades de novos negócios para

DESENVOLVIMENTO DO TURISMO
AVANÇA EM CONCEIÇÃO DO MATO DENTRO

A administração municipal tem revelado o seu turística de toda extensão territorial do município, o que
compromisso com o desenvolvimento do turismo dará maiores condições para o turismo autoguiado”. A
em várias de suas ações. A mais recente delas, foi assessora de comunicação municipal, Amanda Lages
a implantação do Centro de Atendimento ao Guerra, acrescenta que “O mapa turístico está sendo
Turista na cidade. Essa importante conquista foi construído em parceria com o COMTUR e com a
acompanhada da mudança de endereço da Câmara Setorial do Produto Turístico de Conceição do
Secretaria Municipal de Turismo, que agora Mato Dentro, bem como outras ações que envolvem o
passa a atender na Praça da Saudade, 111, Bairro setor público e a iniciativa privada. A união entre os
Centro. Para o Prefeito Zé Fernando, “O CAT será players do setor é determinante para o desenvolvimento
o cartão de visitas do nosso município. Esco- da atividade”.
lhemos o local a dedo e hoje estamos na principal
entrada para a cidade, num prédio tombado e
muito bem estruturado.Asala, que abriga o CAT e
a secretaria, tem espaço adequado para receber
visitantes e fornecer informações turísticas.
Nosso projeto de decoração e mobílias ainda não
foi concluído, o que signica que em breve o local
estará ainda melhor. Essa ação foi, sem dúvidas,
uma das mais importantes para melhorar a
qualidade da recepção do turista que chega aqui”.
De acordo com a Secretária de Turismo, Rejane
Otoni, “Estamos muito felizes com esse grande
passo. O novo local nos dá mais visibilidade e
facilita o acesso aos visitantes. Estamos estudando
também a possibilidade de atendimento nos nais
de semana e feriados. Outro projeto importante
que está prestes a ser realizado é a sinalização


Click to View FlipBook Version
Previous Book
Sons of Israel 2018
Next Book
ELLO- The Advertising Magazine