The words you are searching are inside this book. To get more targeted content, please make full-text search by clicking here.
Discover the best professional documents and content resources in AnyFlip Document Base.
Search
Published by dsieq, 2017-12-06 08:12:40

Plano_Formação_Comm150_2018

Área D 13 (Educação
para a cidadania)

N.º horas: 15h (0,6
créditos)






Formação para os Direitos
Formação para os Direitos




Humanos
Humanos




Comemoração dos 150 anos da abolição da Pena


de Morte: Oportunidade de fazer educação para



os Direitos Humanos






Destinatários | Professores dos ensinos Básico
e Secundário de todas a áreas tendo em vista a
formação contínua da área da educação para a
cidadania e disciplinas conexas de educação
para os direitos humanos.

Formador | Luís Sottomaior Braga

Plano de Ação de Formação


Tema Tema Tem Área de Formação Área D 13 (Educação para a cidadania)
Tema

Comemoração dos 150 anos da Abolição da pena de morte:
Ação de Formação
oportunidade de fazer educação para os Direitos Humanos
Professores dos ensinos Básico e Secundário de todas a
áreas tendo em vista a formação contínua da área da
Destinatários
educação para a cidadania e disciplinas conexas de
educação para os direitos humanos.

Data 15, 22 e 29 de Janeiro de 2018 (2ªas feiras)
Arquivo Nacional da Torre do Tombo
Local Alameda da Universidade,
1649-010, Lisboa
Formador Luís Sottomaior Braga
 Licenciado em História pela Faculdade de Letras do
Porto é professor de História do 2º ciclo do ensino
básico, desde 1995.
 Foi, entre 2007 e 2013, presidente do Conselho
Executivo e Diretor do Agrupamento de Escolas de
Darque (em Viana do Castelo) que era um território
educativo de intervenção prioritária, caraterizado por
elevada percentagem de alunos da comunidade
cigana.
 É, desde 1996, membro e ativista do Grupo Local
Portugal 24 da Amnistia Internacional (Viana do
Nota Biográfica Castelo) de que foi um dos fundadores. Nessa
atividade como membro da Amnistia Internacional
pertenceu à direção nacional em 2 mandatos e foi
Presidente do Conselho Fiscal. Nesse movimento de
direitos humanos teve mais ação nas áreas da
educação para os direitos humanos, discriminação
racial e ativismo contra a Pena de Morte.
 Representou a organização na Comissão para a
Igualdade e Contra a Discriminação Racial.
 Realizou especializações em Administração Escolar na
ESE do Porto, em Administração Educacional, na
Universidade do Minho, em Gestão Pública, na

Universidade de Aveiro (correspondentes à parte
curricular de mestrado) e em Alta Direção da
Administração Pública (CADAP), em Marketing
Público e em Políticas Públicas, no Instituto Nacional
de Administração (INA).
 Desempenhou funções no Gabinete do Governador
Civil de Viana do Castelo entre 1997 e 2003 e, antes
de ser professor, foi também repórter de rádio e
livreiro.
Esta formação insere-se na necessidade de preparar os
Objetivo geral docentes para a lecionação da área curricular de Cidadania e
Desenvolvimento em consonância com a Estratégia Nacional
para a Educação e Cidadania.
1. Desenvolver atitudes de contínua atualização,
autonomia e formação.
2. Compreender a importância dos direitos humanos
como elemento cultural central na sociedade
europeia e portuguesa
3. Associar o debate sobre abolição e pena de morte às
questões gerais contemporâneas sobre direitos
Objetivos específicos
humanos
4. Estruturar argumentação sobre o debate acerca da
abolição da pena de morte
5. Fornecer informação atualizada sobre o ponto de
situação presente do tema a nível internacional e
proporcionar ferramentas para a sua abordagem em
sala de aula
Cada tema será iniciado com uma abordagem teórica, mas
fomentando a participação dos formandos e a sua reflexão
prática no sentido da aplicação pedagógica dos assuntos
abordados.
Serão analisados textos, imagens ou outros documentos
(filmes, músicas, etc.) relacionados com a pena de morte e
abolicionismo numa perspetiva centrada na cultura
Metodologia portuguesa e lusófona mas com ligação a referências
fundamentais internacionais do tema.
Apresentação por parte do formador das linhas gerais e
fundamentadoras do quadro teórico-problemático em torno
do qual se organizará a sessão.
Debate em torno das temáticas em estudo.
Produção pelos formandos de reflexão crítica escrita final.

A avaliação dos formandos contemplará as seguintes
dimensões:
 Assiduidade;
 Intervenção nas sessões (qualidade das intervenções
e capacidade de problematização das questões em
análise;
Avaliação
 Qualidade da reflexão individual escrita (centrada na
sua abordagem pedagógica com alunos) sobre os
conteúdos da ação (grau de clareza, postura crítica,
profundidade, rigor científico);
 A avaliação será quantitativa numa escala de 1 a 10,
conforme Carta Circular do CCPFC 3 /2007



Horário 09h30 - 12h30; 13h30 - 16h30
Nº de horas 15h (0,6 créditos)
Duração Dias 15, 22 e 29 de janeiro
Condições de frequência Frequência de 15 horas totais da ação
da ação
Mínimo de participantes: 10
Inscrições Máximo de participantes: 20
Ficha de Inscrição
Divisão de Sistemas de Informação, Estatística e Qualidade
Contacto Telefone 210037181 / 7180
Correio-e: [email protected]


Click to View FlipBook Version
Previous Book
La Fe de Jesús Adultos - Version 1
Next Book
Global